Por Murilo Tunholi, da Redação


Counter Strike: Global Offensive (CS:GO) é um dos jogos mais relevantes para o Brasil nos esports. Um dos responsáveis pela popularização do game no país é Bernardo “BiDa” Moura, principal narrador e comentarista brasileiro dos campeonatos nacionais e internacionais de CS:GO. Com mais de cinco anos de carreira, BiDa já acumula mais de 153 mil seguidores no Twitter e suas transmissões na Twitch TV já somam mais de 19 milhões de visualizações. Em entrevista ao TechTudo, BiDa compartilhou as histórias de como começou a jogar e narrar, assim como seus maiores desafios na carreira.

Bernardo "BiDa" Moura é um dos principais narradores e comentaristas de CS:GO no Brasil — Foto: Reprodução/Facebook BiDa Bernardo "BiDa" Moura é um dos principais narradores e comentaristas de CS:GO no Brasil — Foto: Reprodução/Facebook BiDa

Bernardo "BiDa" Moura é um dos principais narradores e comentaristas de CS:GO no Brasil — Foto: Reprodução/Facebook BiDa

Ele também começou... nas lan houses!

O narrador lembra do dia em que foi convidado pela primeira vez a ir em uma lan house em Blumenau, Santa Catarina, cidade onde cresceu. “Era uma lan house apertada em um shopping com um monte de gente jogando e assistindo ao redor". Foi lá que ele começou a jogar a versão 1.5 de Counter-Strike, aos 15 anos de idade.

"Lembro que joguei vários mapas naquele dia. Dust2 foi o mapa em que fiquei mais assustado, porque eu saí da base em um round e já tinha muita gente no meio. Eu não sabia nomes de posições, nem nada, só fiquei desesperado”, diz. Também foi nas lan houses que BiDa conheceu Warcraft 3 e Priston Tale, dois games que ele jogava com frequência.

Counter-Strike movimentou várias lan houses brasileiras nos anos 2000 — Foto: Reprodução/Counter-Strike 1.6 Counter-Strike movimentou várias lan houses brasileiras nos anos 2000 — Foto: Reprodução/Counter-Strike 1.6

Counter-Strike movimentou várias lan houses brasileiras nos anos 2000 — Foto: Reprodução/Counter-Strike 1.6

Estreia no CS:GO foi como player

Em 2012, CS foi responsável por mais uma mudança na vida de BiDa: sua entrada para os esports. Apesar de hoje ser um narrador consagrado, o primeiro campeonato que BiDa participou no CS:GO foi como jogador. A estreia aconteceu em um torneio em sua faculdade, quando ele cursava Engenharia Elétrica na Universidade Federal de Santa Catarina.

Ele revelou que quis participar do campeonato porque achava que conseguiria ganhar, mas foi massacrado pelos outros jogadores. Porém a derrota não o desanimou e ele buscou melhorar em seguida. “Eu comecei a me dedicar no jogo para melhorar. Conheci a Games Academy, a ver os campeonatos de verdade e treinar para me tornar um jogador melhor”.

Counter Strike: Global Offensive marcou a entrada de BiDa nos esports — Foto: Divulgação/Valve Counter Strike: Global Offensive marcou a entrada de BiDa nos esports — Foto: Divulgação/Valve

Counter Strike: Global Offensive marcou a entrada de BiDa nos esports — Foto: Divulgação/Valve

Narrando por "necessidade"

BiDa não gostou do CS:GO assim que ele foi lançado. Mas, após insistir e jogar algumas partidas, ele viu que valia a pena aposentar o CS 1.6 e buscou apresentar o game para mais pessoas. Com a intenção de atrair mais players para o game, BiDa começou a criar vídeos para o YouTube com dicas secretas, posicionamentos nos mapas e bugs em parceria com a Games Academy.

Nessa época, o único narrador brasileiro era Gabriel "FalleN" Toledo, que também jogava e dava aulas de CS. Ao ver FalleN responsável por várias funções diferentes, BiDa decidiu dividir a função com o companheiro. “Eu sempre fui um cara muito quieto e tímido, e tive que quebrar várias barreiras difíceis para começar a narrar. Sempre tive muita língua presa e problemas de dicção. Sempre busquei melhorar isso a cada ano que passou, mas estou sempre em progresso”, revela. BiDa explica que buscou potenciais narradores no cenário do CS:GO. Como não encontrou ninguém para o posto, ele decidiu assumir a função e suprir essa necessidade.

BiDa (à esquerda) é narrador de CS:GO, PUBG e Free Fire — Foto: Reprodução/Facebook BiDa BiDa (à esquerda) é narrador de CS:GO, PUBG e Free Fire — Foto: Reprodução/Facebook BiDa

BiDa (à esquerda) é narrador de CS:GO, PUBG e Free Fire — Foto: Reprodução/Facebook BiDa

Carreira impulsionada pelos brasileiros

Após alguns anos produzindo conteúdo para a Internet e narrando pela Games Academy, BiDa percebeu que seu trabalho não estava dando retorno e pensou em desistir para voltar à faculdade. “As contas estavam todas no vermelho e eu só perdia dinheiro. Eu me divertia muito e o calor da galera era muito bom, mas ao mesmo tempo não estava rendendo. Naquela época eu já tinha 24 anos e estava ficando mais velho.”

Tudo mudou em 2016, quando BiDa foi convidado para narrar o MAX5 Invitational. Esse foi o primeiro evento exclusivo de CS que ele participou. O campeonato reuniu os times da Games Academy e Luminosity Gaming, ambos formados por brasileiros. “Nesse evento o público me deu tanto carinho, tanto amor, que eu falei ‘não tem como desistir agora’. Logo depois teve o primeiro Major que os brasileiros ganharam e isso recarregou minhas energias”.

Luminosity Gaming foi campeã do MAX5 Invitational — Foto: Divulgação/Luminosity Gaming Luminosity Gaming foi campeã do MAX5 Invitational — Foto: Divulgação/Luminosity Gaming

Luminosity Gaming foi campeã do MAX5 Invitational — Foto: Divulgação/Luminosity Gaming

O que faz de BiDa um grande narrador?

Para BiDa, começar a narrar não foi fácil. Por mais que ele tenha sido pioneiro no Brasil, precisou passar alguns anos perdendo para começar a ganhar algo. Mesmo após enfrentar esses obstáculos, ele conta que o segredo para dar certo nos esports é sempre ter vontade de fazer e melhorar, seja como jogador ou narrador. “Toda derrota é um aprendizado. Tem que dar a cara à tapa sempre que possível. Na narração é importante procurar campeonatos que permitam a transmissão. Outra coisa é não se limitar a partidas que já aconteceram em campeonatos grandes. Pega a vídeo de um torneio menor e narra como se fosse ao vivo, depois grava e assiste. Só assim você vê o que fez certo e o que fez errado”, conclui.

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Mais do TechTudo