Segurança

Por Adriano Ferreira, para o TechTudo


O Google baniu ao todo 46 aplicativos da loja oficial Google Play nesta sexta-feira (26) por esquema de fraude em anúncios e falta de transparência sobre os serviços, revelados pelo BuzzFeed News. Grande desenvolvedora chinesa para Android, a DO Global – responsável pelos softwares – tinha cerca de 100 aplicativos na plataforma de downloads e mais de 600 milhões de instalações. A empresa acusada, vinculada a Baidu, afirma que ter mais de 250 usuários ativos mensais em seus aplicativos e alcance de 800 milhões de pessoas via propagandas.

O caso veio a público na semana passada, quando o portal de notícias do BuzzFeed apontou seis aplicativos que desrespeitavam às diretrizes do Google. O sistema malicioso de publicidade era executado mesmo quando usuário estava fora do software. Entre as plataformas banidas estão "Pic Tool Group" e "Photo Artist Studio"; ambas disponibilizavam suas políticas de privacidade no Tumblr sem explicitar o vínculo com a DO Global. A atitude caracteriza um descumprimento das normas estabelecidas na Google Play, pois priva dados de propriedade dos usuários. Do total de aplicativos removidos, 20 estavam sob gestão da DO Global Games e 14 da Applecheer Studio.

Google Play Store realiza um dos maiores banimentos de sua plataforma — Foto: Rodrigo Fernandes/TechTudo Google Play Store realiza um dos maiores banimentos de sua plataforma — Foto: Rodrigo Fernandes/TechTudo

Google Play Store realiza um dos maiores banimentos de sua plataforma — Foto: Rodrigo Fernandes/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Apesar de não haver confirmação, outros serviços da DO Global devem ser excluídos da loja oficial de aplicativos. Esta pode ser uma das maiores proibições feitas pelo Google a um desenvolvedor. Vale lembrar que outros softwares também tiveram que deixar a plataforma de hospedagem como, por exemplo, o Secret e o Sarahah. O primeiro permitia que os usuários fizessem postagens anônimas sobre outras pessoas, o que gerou conteúdos racistas, homofóbicos e mentirosos. Já o outro, foi retirado pela prática de bullying em sua plataforma mensagens de texto – também enviados no modo anônimo.

O número de reclamações por causa da exposição de fotos e nomes no Secret levou o Tribunal de Justiça do Espírito Santo a determinar a suspensão dele nas lojas de aplicativos do Google, Apple (para iPhone) e Microsoft (para Windows Phone). Além de solicitar a remoção das instalações já realizadas nos aparelhos. Na época, a polêmica com o Sarahah também chamou a atenção dos usuários, pois o serviço também ganhou popularidade em outros países e chegou a ultrapassar os aplicativos Instagram e YouTube em número de downloads nos Estados Unidos.

Quais são os melhores aplicativos para Android? Comente no Fórum do TechTudo.

Google Play Store: como resolver os principais problemas

Google Play Store: como resolver os principais problemas

Mais do TechTudo