Por Maria Dias, para o TechTudo


O modo noturno, também conhecido como "dark mode" ou "modo escuro", é uma nova tecnologia que se tornou tendência em aplicativos e sistema operacionais do Google e da Apple. Disponível em alguns serviços para dispositivos Android e iPhone (iOS), a função busca reduzir o impacto da iluminação da interface gráfica de aparelhos e altera, de forma temporária, as cores na tela. Os softwares passam a ser executados em tons escuros, a fim de oferecer um uso mais confortável ao usuário, principalmente, em ambientes pouco iluminados. Além disso, o dark mode também pode economizar a bateria do celular.

A novidade já foi implementada em apps como o YouTube e Messenger. A expectativa é de que o recurso seja um componente das próximas atualizações do WhatsApp. A nova versão da plataforma móvel do Google, o Android 10 (Q), também chega com a função habilitada para todo o sistema. A rival Apple também desenvolveu o modo noturno para a atualização do iOS 13. Confira, na lista a seguir preparada pelo TechTudo, as principais perguntas e respostas sobre a funcionalidade modo noturno.

Messenger seguiu a tendência e lançou modo escuro recentemente — Foto: Eduardo Manhães/TechTudo Messenger seguiu a tendência e lançou modo escuro recentemente — Foto: Eduardo Manhães/TechTudo

Messenger seguiu a tendência e lançou modo escuro recentemente — Foto: Eduardo Manhães/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. O que é e como funciona o modo noturno?

Conhecido também por "dark mode" ou "modo escuro", o modo noturno é uma opção de configuração de tela. Geralmente disponível em plugins para navegadores, aplicativos e sistemas operacionais, o recurso permite à visão um uso confortável de aparelhos eletrônicos, principalmente, em ambientes de pouca luz.

A principal função dessa alternativa é mudar – pelo tempo que o usuário desejar – a paleta de cores de uma interface gráfica de maneira a tornar os temas mais escuros e diminuir o brilho da tela. A ideia é ajustar a iluminação da interface aos olhos e ambiente. Por isso, é indicado acionar as configurações normais de brilho e cores da tela de dia e, à noite, o usuário deve usar o modo noturno para suavizar o tema e adaptar o aparelho à visão, acostumada ao ambiente externo.

Site do Google com o modo noturno desativado (à esquerda) e ativado (à direita) — Foto: Reprodução/Helito Beggiora Site do Google com o modo noturno desativado (à esquerda) e ativado (à direita) — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Site do Google com o modo noturno desativado (à esquerda) e ativado (à direita) — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

A explicação para a necessidade dessa mudança está no fato de que, durante a manhã, os olhos humanos se acostumam com a quantidade de luz irradiada pelo sol. À noite, com a redução drástica delas, a visão se adapta à escuridão e começa a enviar sinais ao organismo de que a hora de dormir está próxima, conforme nossos hábitos.

Caso o uso do celular seja feito antes do descanso, com o modo noturno desligado, as luzes continuam a impactar o corpo e diminui o envio desses sinais. Essa reação prejudica a qualidade do sono, produtividade e memória. Por isso, não é recomendado usar o celular próximo da hora de dormir. O modo noturno é uma proposta de suavizar essas consequências para o usuário.

2. Quais são as vantagens do recurso?

O principal benefício do modo escuro em telas de celulares, tablets ou computadores é poupar o esforço da visão do usuário, para que fique menos cansada. Com a redução de brilho e ajuste de cores no aparelho, a experiência de uso se torna mais confortável e evita problemas de saúde ao diminuir as possíveis interferências na qualidade do sono e produtividade.

A função também pode ser aliada de quem passa muito tempo em frente a esses aparelhos, pois pode economizar a bateria do aparelho. Dessa forma, além de afetar menos os olhos, os interessados em usar os dispositivos conseguem estender a energia dele. A maior vida útil da recarga ocorre por habilitar um modo que reduz a capacidade da interface gráfica e, por consequência, o consumo de energia diminui.

Modo noturno pode ser ativado no Twitter, em navegador ou app — Foto: Reprodução/Helito Beggiora Modo noturno pode ser ativado no Twitter, em navegador ou app — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Modo noturno pode ser ativado no Twitter, em navegador ou app — Foto: Reprodução/Helito Beggiora

3. Quais apps e sistemas já têm o modo escuro habilitado?

O modo noturno tem ganhado a adesão por parte de algumas empresas de aplicações e sistemas, que passaram a incluir o recurso nas configurações dos softwares. Este é o caso do iOS, em que a função ainda é limitada, ou seja, as alterações do modo noturno não são aplicadas em todo o sistema. Usuários aguardam uma atualização mais abrangente para o lançamento do iOS 13.

Ao encontro da tendência do mercado, o Messenger liberou o modo noturno para os usuários na última semana. Serviços como YouTube, Telegram, Twitter, Google Maps, Reddit e Slack também entregam ao usuário a possibilidade de ativar a funcionalidade nas configurações – vezes até mesmo no navegador, como ocorre com o YouTube e Twitter. Além disso, também há plugins, como o Dark Reader para o Chrome, que podem ser incorporados aos browsers para causar o efeito.

Facebook Messenger anuncia modo noturno para todos os usuários. — Foto: Reprodução/Twitter Facebook Messenger anuncia modo noturno para todos os usuários. — Foto: Reprodução/Twitter

Facebook Messenger anuncia modo noturno para todos os usuários. — Foto: Reprodução/Twitter

Antes da chegada do recurso ao mensageiro do Facebook, um "truque" era responsável por ativar a função. Os interessados deveriam enviar um emoji de lua crescente para algum amigo pelo no chat e, em seguida, o app exibia uma notificação sobre a descoberta do modo escuro. Para ativar o modo ou verificar se ele já está disponível no seu aparelho, basta abrir o aplicativo e tocar na sua foto de perfil. Por fim, basta acionar a opção "Ativar Modo Noturno".

4. Quais apps e sistemas estão desenvolvendo o modo noturno?

De acordo com informações do portal WABetaInfo, o WhatsApp deve ser o próximo a incluir a funcionalidade em sua plataforma, já que o mensageiro estaria testando a versão para ambientes com pouca luz. Na versão beta para Android, o modo noturno aparece com fundo cinza escuro, ícones na cor verde escura e textos com fonte branca. O intuito da composição é deixar o aplicativo compatível com o modo noturno aplicado pelo sistema operacional. A função não é oficial e nem tem previsão de chegada para os usuários.

O modo noturno também é uma novidade aguardada para a próxima versão do sistema operacional do Google, o Android 10 (Q). A atualização deve fazer com que os aplicativos suportem a nova função de maneira nativa.

WhatsApp testa versão de modo noturno para Android — Foto: Divulgação/WABeta Info WhatsApp testa versão de modo noturno para Android — Foto: Divulgação/WABeta Info

WhatsApp testa versão de modo noturno para Android — Foto: Divulgação/WABeta Info

A Apple também anunciou a iluminação alternativa para o novo sistema operacional iOS 13. O modo noturno para iPhone deve funcionar nos mesmos moldes do macOS, de forma ampla no sistema. A oficialização ocorreu em junho, durante o evento anual da WWDC.

Qual é a sua rede social favorita? Opine no Fórum do TechTudo.

WhatsApp: como ativar e desativar a localização em tempo real

WhatsApp: como ativar e desativar a localização em tempo real

Mais do TechTudo