Fones de ouvido

Por Juliana Gálico, para o TechTudo


Atualmente, os fones de ouvido são acessórios indispensáveis para muitas pessoas. Com o uso frequente, é possível que o aparelho apresente falhas ao longo do tempo, e muitos desses problemas podem estar diretamente relacionados a alguns hábitos ruins do próprio usuário. Portanto, certas mudanças podem ser essenciais para aumentar a vida útil do dispositivo.

Pensando nisso, o TechTudo reuniu seis dicas do que não fazer com o fone de ouvido. As práticas vão desde a forma como os acessórios são guardados e transportados até a manutenção do produto. Confira a seguir como evitar problemas e prolongar a vida do aparelho.

Quer comprar um fone de ouvido barato? Encontre os melhores preços no Compare TechTudo

Fone de ouvido: cinco dicas para conservar melhor o acessório

Fone de ouvido: cinco dicas para conservar melhor o acessório

1. Embolar o cabo

Esta é uma das práticas que mais danificam os fones de ouvido. É comum que os usuários embolem e guardem o acessório no bolso ou na mochila sem o devido cuidado. Dessa forma, o fio de cobre no interior do cabo fica mais suscetível a rachaduras, que resultam em danos na qualidade do som ou podem até tornar o dispositivo inutilizável. Para aumentar a vida útil do fone é necessário saber enrolá-lo de maneira correta, ao redor da mão e sem apertar demais.

Enrole corretamente seu fone de ouvido — Foto: Lucas Mendes/TechTudo

2. Ouvir músicas sempre no volume máximo

Além de ser uma prática nociva para a audição do usuário, ouvir músicas no máximo pode ser um problema para o próprio fone. O volume excessivamente alto danifica os drivers do aparelho com o tempo, levando a distorções e à perda de qualidade do áudio. Para evitar, vale diminuir o som a um nível moderado, que seja suficiente para escutar as músicas sem correr riscos.

Alguns smartphones com sistema Android têm a função de avisar quando o volume está muito alto. Dessa forma, o celular dá ao usuário uma sugestão para não aumentar além de um certo limite.

3. Mantê-los sujos

A sujeira acumulada também pode ser responsável por piorar o desempenho dos fones. Por isso, é importante limpar o dispositivo regularmente, independente do modelo do acessório. É importante que a limpeza seja feita com cuidado, utilizando uma escova macia ou um pano.

No caso dos fones intra auriculares, as peças de silicone devem ser removidas e mergulhadas em umr ecipiente com água morna e sabão. Você também deve estar atento ao IP do modelo, especificação que indica se o dispositivo é ou não à prova d’água. Vale evitar também o uso de objetos cortantes, que podem danificar os drivers.

Esfregue levemente uma escova de dentes na malha metálica da saída de som — Foto: Daniel Ribeiro/TechTudo

4. Puxar pelo cabo

Este hábito é um dos grandes vilões do bom funcionamento de dispositivos em geral. No caso dos fones de ouvido, o cabo é uma das partes mais sensíveis. Portanto, vale tomar cuidado na hora de manusear o fio. Para desconectar, segure na parte rígida, que fica ligada ao smartphone, tablet, computador, entre outros, e puxe cuidadosamente. Dessa forma, é mais fácil evitar que os fios internos sofram danos – além de não levar ao mau contato da conexão com outros aparelhos.

5. Guardar de forma inadequada

Outra dica para prolongar a vida do fone é guardá-lo em uma case, evitando situações que possam danificar o objeto. Com a proteção, você evitar que o fone fique solto em uma mesa, por exemplo, e um objeto pesado fiqque sobre ele. Para guardar, serve um estojo ou caixinha de óculos antiga, contando que o acessório não fique para fora.

Guarde o fone em uma case — Foto: Lucas Mendes/TechTudo

6. Expor ao suor e umidade

A exposição ao suor, além de sujar os fones, também podem danificá-los caso não sejam à prova d'água. A umidade pode diminuir a resistência da capa que protege o fio interno, por exemplo, ocasionando perda na qualidade do dispositivo. Por isso, é essencial manter o fone sempre em um local seco e limpo, de modo a evitar a deterioração do dispositivo. Caso o usuário não consiga evitar o contato com umidade e suor, vale investir em modelo que ofereça certificação para resistência a água e poeira.

Mais do TechTudo