Redes sociais

Por Isabela Cabral, para o TechTudo


Apesar de ser o aplicativo mais popular do mundo, o WhatsApp divide opiniões e pode levar o usuário a querer desinstalar o mensageiro. No entanto, o funcionamento do recurso e a diferença entre excluir o app – disponível em Android e iPhone (iOS) – ou apagar a conta podem gerar dúvidas. Enquanto um procedimento suspende o uso da plataforma de mensagens instantâneas, o outro exclui o cadastro no sistema de forma permanente. Por isso, os interessados devem avaliar as consequências em ambos os casos antes de tomar uma decisão.

Os motivos para deixar de utilizar o software podem ser variados, como as preocupações com a privacidade, já que o mensageiro é alvo recorrente de golpes; instabilidades no sistema, por bugs e falhas; ou mesmo por preferência a outras opções – por exemplo, o rival Telegram. Para saber mais sobre os efeitos da desinstalação do WhatsApp, como o destino de mensagens e mídias antigas, além da participação nos grupos, confira a lista a seguir preparada pelo TechTudo.

Saiba quais são as consequências de desinstalar o WhatsApp — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Desinstalar o app ou apagar a conta?

Antes de deixar o WhatsApp, o usuário precisa entender a diferença entre desinstalar o WhatsApp e apagar a conta do serviço. Esta última é mais drástica, pois traz efeitos definitivos. Ao deletar o registro, todo o histórico de mensagens será excluído, assim como qualquer backup de dados na nuvem. No entanto, as conversas antigas permanecem no celular dos destinatários. Você será removido de todos os grupos que participa e deixará de aparecer na lista de contatos das pessoas. Não é possível recuperar o acesso à conta.

No caso da desinstalação, o app é somente retirado do smartphone. A ação se assemelha à desativação da conta, quando o usuário fica temporariamente sem ver, enviar e receber mensagens. Mas quando ele quiser, pode retomar o acesso integral do conteúdo, já que a conta permanece registrada no sistema. Dessa forma, basta reinstalar o aplicativo e aplicar as configurações adequadas. Essa pode ser uma alternativa útil para aqueles que desejam um tempo fora do mensageiro ou precisam resolver um algum problema técnico.

Mensagens antigas

Os usuários que fizerem realizar o backup de suas informações, pelo Google Drive no Android ou pelo iCloud no iPhone, terão todas as mensagens salvas. Isso significa que elas podem ser restauradas posteriormente. O mesmo vale para arquivos como fotos, vídeos, áudios e documentos, por exemplo. Quanto aos grupos, – mesmo sem o aplicativo instalado – você continuará como membro dos quais fazia parte. Caso seja administrador, a função também será mantida.

Backup permite guardar as conversas do WhatsApp para restaurar posteriormente, se necessário — Foto: Raquel Freire/TechTudo

Para ter acesso ao histórico da plataforma, basta os interessados escolherem a opção de restauração ao instalarem o mensageiro em outro celular. Caso contrário, o app vai iniciar sem nenhum dado anterior, exceto os grupos nos quais o usuário está incluído. No dispositivo com sistema Android, é possível fazer o backup local, que dispensa o uso de serviços na nuvem por usar apenas a pasta antiga do software.

Quando o WhatsApp é excluído do telefone – nos sistemas operacionais do Google e Apple –, os arquivos de mídia não desaparecem junto. Eles ainda podem ser acessados por meio da galeria do aparelho, de um gerenciador de arquivos ou serviços semelhantes.

Novas mensagens e chamadas

Amigos e familiares podem não saber que uma pessoa deixou de ter o mensageiro e continuarem a enviar mensagens e fazer ligações. As ações poderão ser feitas, mas não vai haver resposta. Quando alguém mandar algum conteúdo, verá apenas um tique cinza, ou seja, o indicativo de que a mensagem foi enviada. Enquanto o destinatário estiver sem WhatsApp, não será exibido o duplo tique cinza ou azul – símbolos de mensagem entregue e lida, respectivamente. Na possibilidade do mensageiro voltar a ser usado, essas interações perdidas serão recuperadas e notificadas.

Novas mensagens não chegam a usuários com WhatsApp desinstalado — Foto: Aline Batista/TechTudo

Privacidade

Após a remoção do software de mensagens instantâneas, suas informações permanecem visíveis na lista de quem tem seu número salvo. A foto de perfil e o status também vão aparecer para outras pessoas, de acordo com os últimos ajustes de privacidade. Além disso, se o recurso "visto por último" estiver ativo antes do aplicativo ser apagado, os outros vão poder ver qual foi a última vez que você esteve online. Todas as configurações são mantidas enquanto a conta não for excluída. Assim, quando o software é reinstalado, as especificações são retomadas, inclusive números bloqueados anteriormente.

Atenção ao tempo

O WhatsApp vincula as contas a números de telefone, o que pode trazer alguns problemas. Por exemplo, quando um endereço numérico deixa de ser usado por uma pessoa, é "reciclado" pela operadora e passa a pertencer a outra – isso pode render uma confusão ao identificar perfis. Para tentar evitar essa situação, o serviço monitora a inatividade dos usuários. Quando uma conta fica sem uso por 45 dias e volta a ser ativada em outro celular, os desenvolvedores entendem como um sinal de mudança no dono do número. Dessa forma, por medida de segurança, dados como foto de perfil, ajustes e grupos são eliminados.

Via WhatsApp FAQ (1 e 2) e Guiding Tech

Contatos aparecem sozinhos no WhatsApp? Saiba como resolver no Fórum do TechTudo.

WhatsApp: perguntas e respostas sobre lista de transmissão de mensagens

WhatsApp: perguntas e respostas sobre lista de transmissão de mensagens

Mais do TechTudo