Por Filipe Garrett, para o TechTudo


A Huawei ganhou os holofotes nos últimos meses. Conhecida por figurar entre as maiores fabricantes de celulares do mundo e pela câmera quádrupla do Huawei P30 Pro, atualmente a gigante chinesa está em destaque na imprensa internacional por conta da crise com as autoridades dos Estados Unidos. Nas linhas a seguir, conheça curiosidades sobre a companhia que desbancou a Apple em vendas de smartphones. O Brasil entrou no mapa da Huawei no primeiro semestre com a chegada de novos produtos, causando interesse de possíveis consumidores.

Huawei P30 e P30 Pro trazem câmera quádrupla; veja preço e ficha técnica

Huawei P30 e P30 Pro trazem câmera quádrupla; veja preço e ficha técnica

1. Entre as três maiores fabricantes do mundo

A Huawei prospera entre as três maiores fabricantes de celulares do mundo e apresenta um crescimento de 50,3% entre 2018 e 2019. Segundo números da consultoria IDC, a gigante chinesa ocupa a segunda colocação, à frente até mesmo da Apple, em terceiro lugar, e atrás apenas da Samsung, em primeiro. Os dados são referentes ao primeiro trimestre de 2019.

Huawei é a segunda maior fabricante de celulares do mundo — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo Huawei é a segunda maior fabricante de celulares do mundo — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Huawei é a segunda maior fabricante de celulares do mundo — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

2. Celular dobrável da Huawei

A Huawei já reservou o seu espaço na disputa dos celulares dobráveis. O Huawei Mate X é a aposta da marca nesse segmento, com uma única tela flexível que pode ser utilizada em três posições distintas. Além da inovação tecnológica, o smartphone conta com ficha técnica avançada e câmera tripla de 40, 16 e 8 megapixels. Não há previsão de lançamento do telefone no Brasil.

Huawei Mate X é a aposta da fabricante chinesa à tendência de celulares dobráveis  — Foto: Divulgação/Huawei Huawei Mate X é a aposta da fabricante chinesa à tendência de celulares dobráveis  — Foto: Divulgação/Huawei

Huawei Mate X é a aposta da fabricante chinesa à tendência de celulares dobráveis — Foto: Divulgação/Huawei

3. O fundador

Ren Zhengfei é um ex-engenheiro do exército chinês que, em 1987, criou a Huawei. O executivo tem a fama de ser uma pessoa bem reservada, que raramente dá entrevistas, mas, com a recente crise em torno da Huawei, o CEO resolveu quebrar um pouco o silêncio e passou a conceder entrevistas para defender a empresa. Sua fortuna é estimada em US$ 1,7 bilhão.

Huawei: gigante chinesa foi fundada por Ren Zhengfei em 1987 — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo Huawei: gigante chinesa foi fundada por Ren Zhengfei em 1987 — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Huawei: gigante chinesa foi fundada por Ren Zhengfei em 1987 — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

4. Número de funcionários

A Huawei emprega mais de 180 mil pessoas em todo o mundo. Fica atrás da IBM (350 mil) e da Samsung (321 mil), mas à frente de Apple (132 mil), Nokia (102 mil), SAP (96 mil), Ericsson (95 mil) e Qualcomm (35 mil).

A massa de funcionários é distribuída em 170 países onde a gigante chinesa tem algum tipo de atuação.

Huawei: corpo de funcionários conta com 180 mil pessoas espalhadas pelo mundo — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo Huawei: corpo de funcionários conta com 180 mil pessoas espalhadas pelo mundo — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Huawei: corpo de funcionários conta com 180 mil pessoas espalhadas pelo mundo — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

5. Volta ao Brasil

A Huawei retornou ao Brasil em maio de 2019 com o lançamento do Huawei P30 Pro e Huawei P30 Lite. Os celulares premium e intermediário, respectivamente, têm preços sugeridos de R$ 5.499 e 2.499.

Vale lembrar que o retorno, após a saída em 2013, se refere apenas à divisão de celulares. A empresa marca presença nacional há mais tempo com a comercialização de equipamentos para o mercado de telefonia.

Huawei P30 Pro chega ao Brasil

Huawei P30 Pro chega ao Brasil

6. Celulares com sensores RYB

As câmeras têm sido motivo de grande destaque para os celulares da Huawei. Um dos motivos para tamanho interesse são os sensores RYB criados em parceria com a Leica. Eles capturam imagens a partir de um filtro de cor um pouco diferente do convencional. A escolha tende a garantir melhor qualidade de cor e a corrigir alguns problemas de superexposição (quando muita luz entra no sensor).

Huawei P30 Pro: câmera quádrupla marca presença no lançamento — Foto: Divulgação/Huawei Huawei P30 Pro: câmera quádrupla marca presença no lançamento — Foto: Divulgação/Huawei

Huawei P30 Pro: câmera quádrupla marca presença no lançamento — Foto: Divulgação/Huawei

7. Câmera sêxtupla

O Honor Magic 2, celular da subsidiária Honor, chamou a atenção graças à câmera sextupla, com os sensores divididos em trios entre a parte frontal e a traseira. A característica permite que o smartphone tire selfies com o popular Modo Retrato e dá ao conjunto fotográfico da traseira a mesma base que fez do Huawei P20 Pro uma referência em qualidade.

Honor Magic 2: smartphone da Huawei tem tela sem bordas e câmera sextupla — Foto: Reprodução/TechTudo Honor Magic 2: smartphone da Huawei tem tela sem bordas e câmera sextupla — Foto: Reprodução/TechTudo

Honor Magic 2: smartphone da Huawei tem tela sem bordas e câmera sextupla — Foto: Reprodução/TechTudo

8. Polêmico Modo Lua

Uma das promessas do Huawei P30 Pro é a capacidade de tirar fotos da lua graças ao zoom de até 50x do lançamento. O Modo Lua, porém, gerou polêmicas: segundo o site Android Authority, o recurso cria imagens artificiais, já que o sistema usaria fotos já disponíveis da Lua para compor versões mais caprichadas. Em nota ao site especializado, a Huawei afirma que o sistema não repõe nenhuma imagem.

Zoom do Huawei P30 Pro é capaz de fotografar a lua com qualidade — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo Zoom do Huawei P30 Pro é capaz de fotografar a lua com qualidade — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo

Zoom do Huawei P30 Pro é capaz de fotografar a lua com qualidade — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo

9. Quer o fim do microSD

A Huawei parece interessada em acabar com o cartão de memória microSD, tradicionalmente usado em celulares. Com o NM Card, a marca deseja oferecer um novo tipo de cartão 45% menor que o padrão adotado atualmente e que pode ser instalados nos mesmos slots dedicados a chips telefônicos. A iniciativa, entretanto, está limitada a alguns modelos da marca até o momento.

NM Card é alternativa ao microSD oferecida pela Huawei — Foto: Divulgação/Huawei NM Card é alternativa ao microSD oferecida pela Huawei — Foto: Divulgação/Huawei

NM Card é alternativa ao microSD oferecida pela Huawei — Foto: Divulgação/Huawei

10. Sistema próprio

O conflito entre o governo dos Estados Unidos e a Huawei levou o Google a suspender a licença da fabricante chinesa ao Android e demais serviços da norte-americana. O caso trouxe à tona o projeto de sistema operacional próprio da marca, conhecido como Project Z. O software, porém, está longe de ser concluído, segundo o site especializado The Information.

Mais do TechTudo