Sistemas operacionais

Por Anna Kellen Bull, da Redação


O Android 10 (Q) virou realidade nesta terça-feira (7) durante o Google I/O 2019, conferência anual da empresa, que ocorre entre os dias 7 e 9 de maio em Mountain View, Califórnia, nos Estados Unidos. Entre os principais recursos do novo sistema operacional, estão o "Modo Escuro", para economia de bateria e maior conforto em ambientes com pouca luz; e uma função útil para celulares dobráveis, que permite utilizar dois apps de forma simultânea. Aparelhos da Samsung, Motorola e LG, por exemplo, podem receber a atualização do software no futuro.

Novo Android 10 (Q) é anunciado em evento do Google: saiba tudo

Novo Android 10 (Q) é anunciado em evento do Google: saiba tudo

O Google também revelou seus novos smartphones: o Pixel 3a e o Pixel 3a XL. Os celulares mantêm design bem parecido com o Pixel 3, com telas de 5,6 ou 6 polegadas e sensor de digitais na parte traseira. O preço é de US$ 399 (cerca de R$ 1.586 em conversão direta) e US$ 479 (R$ 1.905), respectivamente. Não há previsão de lançamento no Brasil. Novidades sobre a Google Assistente, Lens e Maps também foram apresentadas. Veja, nas linhas a seguir, os principais destaques do Google I/O 2019.

Google I/O 2019 revela novo Android 10 (Q)  — Foto: Divulgação/Google Google I/O 2019 revela novo Android 10 (Q)  — Foto: Divulgação/Google

Google I/O 2019 revela novo Android 10 (Q) — Foto: Divulgação/Google

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Android 10 (Q)

O aguardado "Modo Escuro" (também chamado de "Tema Escuro" ou "Modo Noturno") chega aos celulares com Android 10 (Q). Presente desde a versão de teste da plataforma, o recurso tem o objetivo de oferecer mais conforto para o usuário em ambientes de pouca luz. Com a novidade, a tela do smartphone se ajusta para a cor preta automaticamente em todo o sistema e, assim, deve evitar possíveis problemas de visão devido à exposição exagerada à luminosidade.

Outro benefício é a economia de bateria do aparelho. Além de afetar menos os olhos, a maior vida útil da recarga ocorre por habilitar uma tecnologia que reduz a capacidade da interface gráfica e, por consequência, faz o consumo de energia diminuir. Vale lembrar que a funcionalidade também é muito esperada no WhatsApp em 2019 – a rede social mais popular do mundo. Além disso, o Modo Escuro já está presente em outros aplicativos, como Facebook Messenger, YouTube, Telegram, Twitter e Google Maps.

Android ganha modo noturno — Foto: Divulgação/Google Android ganha modo noturno — Foto: Divulgação/Google

Android ganha modo noturno — Foto: Divulgação/Google

O Google adotou a privacidade do usuário como um dos principais objetivos da próxima atualização do software. No novo Android, você pode bloquear o acesso de aplicativos à localização do smartphone enquanto os apps estão em segundo plano, ou seja, quando não estão sendo utilizados pelo usuário – vale lembrar a solução é parecida com a funcionalidade presente no iPhone (iOS), da Apple.

O Android 10 (Q) traz uma novidade que aposta na tendência de celulares com displays dobráveis. A partir do novo sistema operacional, o usuário consegue usar dois aplicativos de forma simultânea, em tela dividida. A função multitarefa Bubbles também é útil para dar acesso fácil ao aplicativo que o usuário deseja interagir, sem ter que parar o que estava fazendo antes. O recurso é interessante principalmente para mensagens, com a possibilidade de manter conversas importantes em destaque.

Android Q traz novas opções de privacidade, como quais apps têm acesso à localização — Foto: Divulgação/Google Android Q traz novas opções de privacidade, como quais apps têm acesso à localização — Foto: Divulgação/Google

Android Q traz novas opções de privacidade, como quais apps têm acesso à localização — Foto: Divulgação/Google

O Android ganha um recurso de legendas ao vivo, que funciona até mesmo no modo avião – ou seja, sem ter conexão com a Internet. Com um único toque, o sistema consegue legendar automaticamente o áudio que está sendo reproduzido no smartphone. As legendas funcionam com vídeos, podcasts e mensagens de áudio – e em qualquer aplicativo. A tecnologia promete ser útil principalmente para pessoas com deficiência auditiva, por tornar o conteúdo mais acessível.

Já a função de "Resposta inteligente" agora funciona em todos os aplicativos de mensagens no Android. A funcionalidade inclui ações sugeridas, como pegar um endereço e enviá-lo ao Google Maps, por exemplo. Dessa forma, qualquer app de mensagens pode sugerir respostas nas notificações.

O Google também apresentou uma maneira mais rápida de obter as atualizações de segurança e privacidade mais recentes. Com o Android 10, a fabricante promete atualizar os componentes importantes do sistema operacional em segundo plano – ou seja, da maneira que ocorre com os apps do seu celular. Dessa forma, é possível instalar as correções de segurança e privacidade mais recentes, assim que estiverem disponíveis, sem a necessidade de reinicializar seu telefone.

Modo Foco permite escolher quais apps ficam bloqueados por um tempo para evitar distrações — Foto: Divulgação/Google Modo Foco permite escolher quais apps ficam bloqueados por um tempo para evitar distrações — Foto: Divulgação/Google

Modo Foco permite escolher quais apps ficam bloqueados por um tempo para evitar distrações — Foto: Divulgação/Google

Há ainda um novo recurso que promete ajudar o usuário a não se distrair durante atividades importantes. Chamado de "Modo de Foco", a funcionalidade permite selecionar os aplicativos que podem causar distração e desativá-los até o momento que a pessoa desejar. A novidade chega ao Android 9 (Pie) e 10 (Q) ainda no outono dos EUA.

Por fim, o Google anunciou que as versões beta do Android 10 (Q) – começando com o Beta 3 – estão disponíveis em 21 celulares. Além dos Google Pixel, a plataforma de testes pode ser instalada em smartphones como Sony Xperia XZ3, Xiaomi Mi 9, LG G8 e Asus Zenfone 5z.

Google Pixel 3A e Pixel 3A XL

Google Pixel 3a e Pixel 3a XL: conheça os celulares do Google com preço baixo

Google Pixel 3a e Pixel 3a XL: conheça os celulares do Google com preço baixo

Os Google Pixel 3A e Pixel 3A XL são oficiais. Durante a apresentação, a empresa não deu muitos detalhes sobre a ficha técnica dos smartphones, mas destacou os recursos de câmera e bateria. O Pixel 3A conta com bateria adaptativa e utiliza aprendizado de máquina para suportar até 30 horas de uso com uma única carga, segundo a companhia. A promessa é de sete horas de bateria com apenas 15 minutos de carregamento. Uma das novidades no design é a inclusão de uma entrada P2 para fones de ouvido.

Os Google Pixel 3A e Google Pixel 3A XL custam US$ 399 (cerca de R$ 1.586 em conversão direta) e US$ 479 (R$ 1.905), respectivamente. São três opções de cores disponíveis: preto, branco claro e roxo. Não há previsão de lançamento dos telefones no Brasil.

Pixel 3a está disponível em três cores — Foto: Divulgação/Google Pixel 3a está disponível em três cores — Foto: Divulgação/Google

Pixel 3a está disponível em três cores — Foto: Divulgação/Google

Buscador com realidade aumentada e Google Lens

A empresa iniciou a conferência com o anúncio de um recurso de câmera com realidade aumentada dentro da pesquisa do Google. É possível visualizar objetos e animais em 3D no ambiente real, por exemplo, enquanto faz uma busca no serviço. Com a função, o usuário pode experimentar sapatos e outros modelos enquanto pensa em fazer compras no buscador.

O Google Lens, aplicativo de identificação de objetos e textos pela câmera do smartphone Android, também recebeu novidades. A partir de agora, o usuário pode usar a plataforma em um menu de restaurante e, assim, o app consegue destacar os pratos populares, além de permitir tocar na tela para ver mais informações sobre ele. A funcionalidade também é útil para dividir a conta de um restaurante entre amigos: basta apontar a câmera para que o serviço faça o cálculo de quanto cada um precisa pagar de forma automática.

Google Lens calcula a taxa de serviço e divide a conta do restaurante — Foto: Divulgação/Google Google Lens calcula a taxa de serviço e divide a conta do restaurante — Foto: Divulgação/Google

Google Lens calcula a taxa de serviço e divide a conta do restaurante — Foto: Divulgação/Google

O Google Go, app gratuito de buscas do Google para celulares de baixo custo, acaba de ganhar um novo recurso de câmera. O aplicativo agora consegue ler placas físicas em voz alta, além de ser possível traduzir o texto em diferentes idiomas e buscar mais informações sobre ele.

Google Assistente

A Google Assistente está mais inteligente e consegue fornecer resultados até 10 vezes mais rápido do que antes. Não é mais necessário falar "Hey Google" para realizar os comandos: basta continuar a dizer o que deseja, graças ao novo recurso que a fabricante chama de "Conversa Contínua". Com ele, o usuário pode realizar várias atividades com a voz continuadamente, sem interrupções nas ações. A novidade fica disponível nos celulares Google Pixel ainda este ano.

A assistente pessoal também ganha uma nova seção chamada "Você" nas configurações do app, em que permite editar suas informações, assim como ocorre com a rival Cortana, da Microsoft. Uma novidade focada em privacidade muito bem-vinda é a possibilidade de visualizar e excluir as informações que a Assistente sabe sobre o usuário.

Google Assistente ficou mais inteligente — Foto: Divulgação/Google Google Assistente ficou mais inteligente — Foto: Divulgação/Google

Google Assistente ficou mais inteligente — Foto: Divulgação/Google

Outro anúncio é o novo "Modo de Direção" da Assistente do Google. Poucos detalhes foram revelados, mas, aparentemente, a modalidade tem funcionamento diferente do Android Auto. Não é necessário baixar apps extras para usar a nova função, já que a Assistente está disponível em qualquer dispositivo Android. A atualização fica disponível nos próximos meses. Além disso, a empresa anuncia que a Assistente chega ao Waze nas próximas semanas.

Foco em privacidade

A apresentação também focou na segurança de dados das pessoas. A companhia anuncia que as configurações de Conta do Google agora contam com informações sobre privacidade mais organizadas, a fim de facilitar o acesso para o usuário. Há a possibilidade de ativar a exclusão automática de seus dados continuamente, apagar automaticamente os dados da Web e deletar o histórico de localização.

Modo Anônimo chega ao Google Maps — Foto: Divulgação/Google Modo Anônimo chega ao Google Maps — Foto: Divulgação/Google

Modo Anônimo chega ao Google Maps — Foto: Divulgação/Google

A empresa apresentou ainda um novo modo de navegação anônima no Google Maps, que não vincula as pesquisas de locais ou informações de trajeto ao seu histórico. Também foram revelados mais detalhes sobre o uso de celular Android como chave de segurança contra phishing – ferramenta que foi anunciada em abril. O recurso possibilita a confirmação de login de uma conta por meio de qualquer smartphone com a plataforma, com o objetivo de evitar que hackers invadam uma conta remotamente.

Google Maps com realidade aumentada

O Google Maps recebe funções de realidade aumentada a partir de hoje nos celulares Google Pixel. Com isso, em vez de visualizar o caminho na tela, o usuário pode apontar a câmera para a rua para ver setas que indicam a rota a ser seguida. Segundo a empresa, a novidade é útil para as pessoas que estão viajando e não contam com pontos de referência – nomes de rua, por exemplo – para descobrir como chegar ao local desejado.

O recurso só está disponível para quem está a pé, ou seja, não funciona para fazer trajetos de carro. Além disso, é importante destacar que não há a necessidade de ficar com o smartphone na mão o tempo todo. Quando o usuário estiver em dúvida sobre o caminho, basta abrir o Google Maps, procurar as setas na tela e guardar o dispositivo novamente. Vale ressaltar que não há previsão de lançamento da novidade em outros celulares Android ou no iPhone (iOS).

Android: quatro dicas para aumentar a duração da bateria

Android: quatro dicas para aumentar a duração da bateria

Mais do TechTudo