Navegadores

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


A Microsoft revelou novidades do Edge, navegador desenvolvido pela companhia. O recurso mais focado no usuário final do sistema Windows é o Coleções ("Collections", na versão em inglês do Edge). A partir do uso de inteligência artificial, a opção vai permitir que a pessoa agregue conteúdo dentro de categorias temáticas no Internet Explorer. A ferramenta terá integração com softwares da suíte Office, como Word e Excel. Além disso, a empresa também traz ferramentas de privacidade, com um painel que indica detalhes sobre como dados do usuário são coletados e usados pelos sites.

A plataforma de proteção dos dados também oferece controles para que os interessados possam alternar as configurações com facilidade e, assim, decidir os limites da exposição de suas informações na Internet. Segundo a Microsoft, a chegada do Coleções busca atender uma demanda dos usuários sobre a natureza pouco organizada da web. Os anúncios foram feitos na edição 2019 da conferência Build, evento anual para desenvolvedores que usam tecnologia, serviços e infraestrutura da Microsoft.

Navegador passará a rodar o Internet Explorer em modo de compatibilidade — Foto: Zingara Lofrano/TechTudo Navegador passará a rodar o Internet Explorer em modo de compatibilidade — Foto: Zingara Lofrano/TechTudo

Navegador passará a rodar o Internet Explorer em modo de compatibilidade — Foto: Zingara Lofrano/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Outra vantagem sobre a função está na possibilidade de relação com as ferramentas utilitárias do Pacote Office. Com isso, é possível que uma coletânea de parágrafos encontrados na web seja exportada na forma de um documento, enquanto uma lista de itens pode virar uma planilha de produtos organizada a partir de preços e outros filtros, por exemplo.

O browser do Windows também foi exibido em uso no sistema operacional macOS, exclusivo para Macs da Apple. Além da integração, ele receberá um agregador de conteúdo, impulsionado por inteligência artificial, e será possível executá-lo em modo de compatibilidade. A incorporação da função no Internet Explorer consegue garantir transições sem traumas para profissionais de Tecnologia da Informação (TI), responsáveis por fazer manutenção em sistemas e interfaces antigas.

Edge roda Internet Explorer e versão para macOS

Outro lançamento da Microsoft é o "IE Mode", modo de compatibilidade em que Edge passa a funcionar pelo Internet Explorer dentro de uma aba. A decisão de manter o navegador pode ser curioso para os usuários domésticos – porém, do ponto de vista dos profissionais de TI, a decisão é essencial para garantir o funcionamento de várias ferramentas corporativas desenvolvidas com o antigo browser.

Por fim, em um vídeo divulgado no YouTube – no canal oficial da empresa – a versão do Microsoft Edge para macOS aparece sendo iniciada. A demonstração indica que o navegador da Microsoft chega em breve ao software da Apple. Com a integração, mais pessoas conseguirão usufruir da plataforma de maneira dinâmica.

Tecnologia para eleições seguras

A Microsoft também anunciou a criação do ElectionGuard, um kit de desenvolvimento de software (SDK) em código aberto. A intenção da companhia é que desenvolvedores de todo o mundo possam criar novas plataformas eleitorais. Além disso, o intuito do ElectionGuard é oferecer uma base segura e aberta para a criação de sistemas eleitorais digitalizados. Dessa forma, a tecnologia pode estar mais alinhada ao processo democrático dos países.

Azure e o Fluid Framework

Voltado para o interesse dos desenvolvedores e, portanto, mais distante do usuário comum, a Microsoft confirmou expectativas sobre a Build 2019. A atenção da companhia ficou concentrada nos seus serviços de computação na nuvem, sobretudo na plataforma Azure. Entre as estreias, está a Fuid Framework.

Microsoft aposta no Fluid Framework com recursos de edição colaborativa ainda mais robustos no Office 365 — Foto: Divulgação/Microsoft Microsoft aposta no Fluid Framework com recursos de edição colaborativa ainda mais robustos no Office 365 — Foto: Divulgação/Microsoft

Microsoft aposta no Fluid Framework com recursos de edição colaborativa ainda mais robustos no Office 365 — Foto: Divulgação/Microsoft

O novo sistema será aplicado na web e terá como foco expandir as capacidades de criação e edição colaborativa de documentos via Office 365. A Microsoft não deu mais detalhes sobre o método de funcionamento do recurso, mas afirma que tornará documentos em módulos mais fáceis de serem desconstruídos, editados e recriados pelos colaboradores.

Tem como mudar o computador do Windows 10 para 8? Tire dúvidas no Fórum do TechTudo.

Como programar um computador Windows para desligar sozinho

Como programar um computador Windows para desligar sozinho

Mais do TechTudo