Internet

Por G.Lab para Valor Investe


Qual o melhor tipo de investimento para quem ainda está na universidade e quer parar de trabalhar aos 50 anos? Como faço para juntar o primeiro milhão? Carro, táxi ou aplicativo, o que é mais vantagem para mim? Para responder essas e outras dúvidas sobre educação financeira e mercado de investimentos, o Valor Investe, novo site do Valor Econômico, disponibiliza notícias, análises, recomendações de especialistas e uma área de ferramentas, com navegação intuitiva e linguagem acessível para quem não é expert em finanças.

Valor Investe descomplica as finanças e ajuda jovens a investirem — Foto: Fotolia Valor Investe descomplica as finanças e ajuda jovens a investirem — Foto: Fotolia

Valor Investe descomplica as finanças e ajuda jovens a investirem — Foto: Fotolia

“O avanço da tecnologia permitiu o surgimento de atores 100% digitais no mercado financeiro, com uma matriz de custo sensivelmente menor que a dos grandes bancos. Esse novo ambiente de negócios, combinado com taxas de juros e inflação em patamares bem inferiores a qualquer momento anterior da nossa história, cria um cenário inédito para os brasileiros investirem seu dinheiro”, diz Frederic Kachar, diretor-geral da Infoglobo, Editora Globo e Valor Econômico.

A área de ferramentas do Valor Investe permite ainda que o público tire dúvidas sobre despesas com férias ou troca de carro, por exemplo, além de verificar os investimentos mais rentáveis, com quadro comparativo entre as aplicações. A organização de editorias facilita o acesso direto aos temas de mais interesse, como “organize as contas”, “hora de investir”, “de olho no mercado” e “aposentadoria”, entre outros.

“O brasileiro está cada vez mais consciente de que não tem mais ganho fácil no mercado financeiro e por isso tem que aprender a acompanhar suas aplicações. O Valor Investe vem atender essa demanda do mercado, com a mesma qualidade que marca o Valor Econômico”, afirma Vera Brandimart

Os jovens – entre 25 e 34 anos – representam 26% dos brasileiros investidores. A parcela ainda mais nova, entre 16 e 24 anos, é a que manifestou mais interesse em aplicar recursos no futuro próximo, de acordo com relatório da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Para simplificar a linguagem técnica que geralmente acompanha as notícias sobre o mercado, mas, ao mesmo tempo, fornecer explicações mais aprofundadas sobre aplicações específicas, como Tesouro Direto, fundos de investimento ou renda fixa, por exemplo, páginas internas do Valor Investe reúnem esses conteúdos, com as últimas notícias relacionadas a cada tema. Outro referencial para quem deseja investir são as informações fornecidas pela Morningstar, empresa referência em dados sobre investimento em todo o mundo, que irão gerar um ranking e um comparador de fundos no site.

O conteúdo do Valor Investe, que tem entrevistas exclusivas com os principais gestores de recursos do país e executivos das empresas mais relevantes da Bolsa, é enriquecido com as opiniões de colunistas reconhecidos no mercado, como Vera Rita de Melo Ferreira, especialista em finanças comportamentais, Samy Dana, professor da FGV, Ana Leoni, superintendente de Educação da Anbima, Eduardo Amuri, autor do livro “Dinheiro Sem Medo”, e Hudson Bessa, professor universitário com 30 anos de experiência na indústria de fundos. Já Marcelo d’Agosto, consultor financeiro registrado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), será responsável por um blog no site.

“Tenho dito que, pensando numa ‘escala darwiniana’ do investidor, nossa missão é ajudar cada um, no estágio em que estiver, a dar o próximo passo”, conclui Fernando Torres, editor do Valor Investe.

G.Lab para Valor Investe
Mais do TechTudo