Por Paulo Alves, para o TechTudo


A startup americana Next Future Mobility (NFT) apresentou, nesta sexta-feira (7), o Aska, novo projeto de carro voador com design futurista. Ao contrário de iniciativas de empresas como Uber, Airbus, Boeing e KittyHawk, que apostam em desenhos derivados de drones, a novidade tem a proposta de servir também como automóvel comum. A principal inovação está nas asas retráteis, que podem fechar no modo carro ou abrir na hora de levantar voo. O equipamento deve passar por testes a partir de 2020 e tem previsão de lançamento em 2025, com preço inicial de US$ 200 mil (cerca de R$ 772,5 mil).

Com as asas fechadas, o veículo terá o tamanho de um carro do estilo SUV, com cerca de 6 m de comprimento. No modo de decolagem, as asas dobram essa medida nas laterais: ao voar, o veículo fica com cerca de 12 m de envergadura. O espaço interno, porém, não deverá ser tão grande. Como a estrutura exige robustez e redução de peso, o Aska poderá suportar, no máximo, três pessoas, incluindo piloto e passageiros. A empresa também está desenvolvendo uma tecnologia para deixar o carro totalmente autônomo.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Asas podem recolher na hora de dirigir como carro convencional — Foto: Divulgação/NFT Asas podem recolher na hora de dirigir como carro convencional — Foto: Divulgação/NFT

Asas podem recolher na hora de dirigir como carro convencional — Foto: Divulgação/NFT

A vantagem do Aska em relação a outros veículos VTOL (sigla para decolagem e pouso verticais, em inglês) seria a independência de outros meios de transporte. A solução da Uber, por exemplo, só poderá operar entre Skyports, espécies de estações que vão se integrar à infraestrutura de transporte já existente da cidade. Nesse caso, o usuário deve lançar mão de metrô, trem ou carro convencional para se locomover até o ponto de embarque.

A proposta do Askar é mais simples. Ao portal CNET, a NFT explica que será necessário apenas dirigir até uma área aberta do tamanho de algumas vagas de estacionamento, onde o veículo poderá estender as asas e decolar verticalmente. Após o voo, ele poderá pousar e continuar o trajeto terrestre até o destino.

Askar é um carro voador com asas que pode andar na estrada — Foto: Divulgação/NFT Askar é um carro voador com asas que pode andar na estrada — Foto: Divulgação/NFT

Askar é um carro voador com asas que pode andar na estrada — Foto: Divulgação/NFT

Os ventiladores potentes na traseira e as asas de alta envergadura podem permitir que o carro voe a distâncias maiores do que as soluções de VTOL com design similar a drone. Com baterias cheias, o carro tem autonomia máxima de 563 km com um passageiro ou 241 km com três pessoas a bordo. A velocidade máxima alcançada pelo Aska ainda não foi divulgada. O BlackFly, veículo voador da startup Opener, é capaz de percorrer 40 km a uma velocidade de quase 100 km/h.

Apesar do preço inicial alto de US$ 200 mil, a expectativa da NFT é reduzir o valor para US$ 50 mil (R$ 192,7 mil) conforme o crescimento da demanda. A empresa, porém, prevê que a maioria das pessoas deverá utilizar o carro voador no modelo de assinatura, com pagamento de US$ 200 a US$ 300 (R$ 771 a R$ 1.156) mensais para viagens pontuais.

Carro voador é destaque na CES 2019

Carro voador é destaque na CES 2019

Via CNET

Mais do TechTudo