Atletas

Por Victor de Abreu, para o TechTudo


A jogadora profissional de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) Tatyana "Sindi" Gracheva, da ACES Esports, foi banida por três dias da FACEIT após insultar racialmente outro jogador. Sindi ofendeu Noel “melonhead” Raki com linguagem considerada racista no chat do jogo e foi banida após denúncia no Twitter. O caso aconteceu durante uma partida nos servidores da FACEIT.

Racismo é condierado comportamento tóxico no CS:GO — Foto: Divulgação/Bully Hunters Racismo é condierado comportamento tóxico no CS:GO — Foto: Divulgação/Bully Hunters

Racismo é condierado comportamento tóxico no CS:GO — Foto: Divulgação/Bully Hunters

Os prints da discussão foram divulgados na rede social por Melonhead. Sindi tentou se justificar alegando que ela e Melonhead eram amigos e que a ofensa foi uma reação às provocações dele. Sindi defendeu, ainda, que outros jogadores no cenário também deveriam ser culpados por atitudes inapropriadas, incluindo o próprio Melonhead.

Jogos competitivos como CS:GO estabelecem uma série de normas e os seus jogadores devem seguí-los. Casos de racismo, homofobia e qualquer tipo de preconceito são proibidos e considerados comportamento tóxico. Quem desrespeitar essa regras pode ser banido para sempre dos servidores dos games.

Como resultado, Sindi foi punida com três dias de suspensão da plataforma FACEIT. Parte da comunidade se manifestou no Twitter com reclamações de que o banimento foi pequeno levando em consideração a gravidade da infração. A jogadora aceitou o banimento e comentou que o considerava apenas um aviso, já que tem histórico de bom comportamento no cenário.

Via Win.GG e Upcomer

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Mais do TechTudo