Jogos de aventura

Por Felipe Vinha, para o TechTudo


Harry Potter: Wizards Unite foi lançado no Brasil no dia 23 de junho de 2019 com download grátis no Android e iPhone (iOS). Os celulares compatíveis podem baixar o jogo na Google Play, App Store ou Galaxy Store. Desenvolvido pela Niantic, o game usa o mesmo sistema de realidade aumentada de Pokémon GO, e coloca o player para caminhar pelo mapa enquanto conjura magias para enfrentar inimigos. O aplicativo usa o GPS do smartphone para levar o universo dos bruxos para o mundo real. Confira, a seguir, tudo sobre o novo jogo mobile inspirado nos livros de J.K. Rowling.

Harry Potter: Wizards Unite já está disponível para baixar no Brasil — Foto: Divulgação/Niantic Harry Potter: Wizards Unite já está disponível para baixar no Brasil — Foto: Divulgação/Niantic

Harry Potter: Wizards Unite já está disponível para baixar no Brasil — Foto: Divulgação/Niantic

Não é um clone de Pokémon GO

Harry Potter: Wizards Unite é bastante parecido com Pokémon GO, mas não é idêntico. As únicas similaridades entre os dois são o uso do GPS para andar pelo mapa e a possibilidade de habilitar a câmera do celular nas batalhas. Outros elementos da jogabilidade são inéditos, como os combates com magias e o perfil do jogador.

Harry Potter: Wizards Unite não é um mero clone de Pokémon GO — Foto: Reprodução/Felipe Vinha Harry Potter: Wizards Unite não é um mero clone de Pokémon GO — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Harry Potter: Wizards Unite não é um mero clone de Pokémon GO — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Tem várias diferenças no mapa

O mapa de Harry Potter: Wizards Unite é cheio de locais e itens para coletar ou interagir. Eles não são apenas “PokéStops ou Ginásios”. Nas estufas é possível coletar plantas variadas. Os castelos podem ser invadidos pelos jogadores que buscam enfrentar vilões poderosos. Com o tempo, pequenas sementes ou itens surgem no chão para serem coletados a qualquer hora.

Harry Potter: Wizards Unite tem várias novidades no mapa — Foto: Reprodução/Felipe Vinha Harry Potter: Wizards Unite tem várias novidades no mapa — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Harry Potter: Wizards Unite tem várias novidades no mapa — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Capturas dão lugar a batalhas

O objetivo do jogo não é colecionar monstrinhos como em Pokémon GO. Em Harry Potter: Wizards Unites é possível capturar inimigos após derrotá-los em batalha. Para isso é preciso realizar magias com gestos na tela em um limite de tempo determinado para agir. Quanto mais rápido for o feitiço, melhor o resultado. Os combates contra inimigos dentro de castelos usam mecânicas adicionais de jogabilidade.

As magias em Harry Potter: Wizards Unite são conjuradas com gestos na tela — Foto: Reprodução/Felipe Vinha As magias em Harry Potter: Wizards Unite são conjuradas com gestos na tela — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

As magias em Harry Potter: Wizards Unite são conjuradas com gestos na tela — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Se aprofunda na história da série Harry Potter

Os personagens conhecidos dos livros e filmes da série Harry Potter estão presentes em Harry Potter: Wizards Unite. O próprio Harry aparece para falar com o jogador em diversas ocasiões, assim como Hermione e Hagrid. O enredo desenvolve o universo criado por J.K. Rowling e dá continuidade para a história dos bruxos de Hogwarts.

Harry Potter: Wizards Unite tem enredo inédito — Foto: Reprodução/Felipe Vinha Harry Potter: Wizards Unite tem enredo inédito — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Harry Potter: Wizards Unite tem enredo inédito — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Ficha de jogador muito mais completa

Ao contrário de Pokémon GO, o perfil de jogador em Harry Potter: Wizards Unite não se limita a um avatar 3D genérico. É possível ir além e ter uma identificação completa com profissão, casa e varinha própria. Também é possível tirar uma foto e usar filtros de efeito para botar uma máscara, um cachecol ou um símbolo.

Perfil do jogador em Harry Potter: Wizards Unite — Foto: Reprodução/Felipe Vinha Perfil do jogador em Harry Potter: Wizards Unite — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Perfil do jogador em Harry Potter: Wizards Unite — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Limitações estranhas e frustrantes

Mas nem tudo é bom em Harry Potter: Wizards Unite. O jogo retorna com uma fórmula antiga dos jogos de celular: as energias. O game limita o tempo de jogo e não deixa claro como esse limite funciona. Vale a pena esperar por uma atualização que remova o sistema.

Harry Potter: Wizards Unite usa um sistema de energia como em jogos antigos de celular — Foto: Reprodução/Felipe Vinha Harry Potter: Wizards Unite usa um sistema de energia como em jogos antigos de celular — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Harry Potter: Wizards Unite usa um sistema de energia como em jogos antigos de celular — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Mesmo quem não curte Harry Potter, pode gostar

Harry Potter: Wizards Unite é um prato cheio para fãs de Harry Potter. No entanto, o jogo também pode ser interessante mesmo para quem não curte a série, ou não chegou a ser um grande fã. Suas mecânicas são divertidas e o visual agrada, principalmente por ser um jogo de celular que é distribuído de graça.

Harry Potter: Wizards Unite é bonito e deve agradar a todos os jogadores — Foto: Reprodução/Felipe Vinha Harry Potter: Wizards Unite é bonito e deve agradar a todos os jogadores — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Harry Potter: Wizards Unite é bonito e deve agradar a todos os jogadores — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Mais do TechTudo