Por Lucas Batista, para o TechTudo


A Team Liquid venceu a Vitality e se sagrou campeã da ESL One Cologne 2019, campeonato internacional de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). Os norte-americanos superaram os franceses por 3-1 em uma disputa melhor de cinco (MD5), e levaram a premiação de US$ 125 mil (cerca de R$ 478 mil na cotação atual) para casa. A disputa aconteceu neste domingo (7), na Lanxess Arena na cidade de Colônia, Alemanha, conhecida por ser a "catedral do CS:GO". As equipes brasileiras MIBR e FURIA Esports foram eliminadas precocemente com duas derrotas. Confira, a seguir, os destaques da final e a tabela de classificação da competição.

Team Liquid conquista o Intel Grand Slam após quatro títulos consecutivos — Foto: Divulgação/ESL Helena Kristiansson Team Liquid conquista o Intel Grand Slam após quatro títulos consecutivos — Foto: Divulgação/ESL Helena Kristiansson

Team Liquid conquista o Intel Grand Slam após quatro títulos consecutivos — Foto: Divulgação/ESL Helena Kristiansson

O primeiro mapa da disputa foi a Overpass, escolhida pela Team Liquid. Os norte-americanos começaram no lado TR e fizeram uma primeira metade equilibrada, com trocas de rounds no início. No entanto, os Cavalos conseguiram abrir uma vantagem e encerraram o half com 9-6 no placar. Na virada de lados, a Team Liquid venceu o round pistol e não teve dificuldades nos rounds seguintes, finalizando a partida em 16-6.

A Dust2, escolha da Vitality, foi ainda mais disputada. Começando como CT, a Team Liquid levou rounds iniciais com boa participação do canadense Russel "Twistzz" Van Dulken, mas não conseguia abrir vantagem frente à equipe francesa, vencendo a primeira metade por 8-7. Na virada de lados, vantagem da Vitality, que devolveu o placar de 8-7 e empatou a partida em 15-15, levando para a prorrogação. Na overtime, os franceses venceram os dois primeiros rounds com abates decisivos de Cédric "RpK" Guipouy e fechou o primeiro half da prorrogação com a vantagem em 17-16. No segundo lado, Mathieu "ZywOo" Herbaut finalizou o jogo com um clutch 1v3, terminando o mapa em 19-17.

ESL One Cologne 2019 ocorreu na arena conhecida como a "catedral do CS:GO" — Foto: Divulgação/ESL Stephanie Lieske ESL One Cologne 2019 ocorreu na arena conhecida como a "catedral do CS:GO" — Foto: Divulgação/ESL Stephanie Lieske

ESL One Cologne 2019 ocorreu na arena conhecida como a "catedral do CS:GO" — Foto: Divulgação/ESL Stephanie Lieske

Voltando a um mapa de escolha da Team Liquid (Inferno), a Vitality começou ganhando o round pistol, mas perdeu a rodada de economia forçada em seguida. Os norte-americanos emplacaram uma sequência de cinco rounds, até que a Vitality os freou. Isso não tirou o ímpeto dos Cavalos, que venceram a primeira metade por 11-4, com destaque para Keith "NAF" Markovic. No segundo lado, a Vitality novamente venceu o pistol mas foi derrotada em sequência, complicando a partida para os franceses, que perderam por 16-10.

A Mirage foi pick da Vitality e teve a Team Liquid vencendo o primeiro round pistol, com os norte-americanos atuando como CTs. A Liquid venceu três rodadas seguidas, mas tomou uma sequência de sete logo após, com os franceses revertendo o jogo para 7-3. Os Cavalos tiveram força e, graças a abates de Jacky "Stewie2K" Yip, jogador ex-MIBR, viraram de novo a partida para 8-7 no fim da primeira metade. Virados os lados, a Liquid conseguiu vencer o pistol novamente e emplacar uma sequência de rounds, fechando a partida em 16-8 e garantindo o título da ESL One Cologne 2019.

Campanha brasileira

MIBR foi eliminada com duas derrotas em duas séries disputadas — Foto: Divulgação/ESL MIBR foi eliminada com duas derrotas em duas séries disputadas — Foto: Divulgação/ESL

MIBR foi eliminada com duas derrotas em duas séries disputadas — Foto: Divulgação/ESL

A ESL One Cologne não foi um bom torneio para as equipes brasileiras. Ambas estrearam perdendo, com a FURIA sendo derrotada pela NRG Esports e a Made in Brazil pela Fnatic. Após perderem para os suecos, a MIBR enfrentou os alemães da BIG. O time liderado por Gabriel "FalleN" Toledo saiu derrotado no mapa Dust2, conseguiu empatar a série após uma partida na Overpass, mas perdeu de virada na Train. O quinteto brasileiro foi eliminado sem nenhuma vitória na primeira competição com Lucas "LUCAS1" Teles na line-up, com o jogador substituindo João "felps" Vasconcellos. Com isso, o time levou para casa a premiação de US$ 5 mil (R$ 19 mil em conversão direta) dividindo a última colocação com a ENCE, MVP PK e Renegades.

Por outro lado, a FURIA enfrentou e venceu a Renegades. Os Panteras superaram os rivais com vitórias nos mapas Nuke e Mirage e conseguiram avançar à segunda etapa da lower bracket. Após enfrentarem a Na'Vi, porém, os brasileiros saíram derrotados. A equipe de Kaike "KSCERATO" Cerato foi batida na Nuke e na Overpass, sendo eliminada da competição. Após a conclusão do embate, a FURIA ganhou o prêmio de US$ 6 mil (R$ 23 mil) pela 9-12ª colocação, com uma vitória e duas derrotas.

Classificação final da ESL One Cologne 2019

Classificação Time Premiação
Primeiro lugar Team Liquid US$ 125 mil (R$ 478 mil)
Segundo lugar Vitality US$ 50 mil (R$ 191 mil)
Terceiro lugar Astralis US$ 22 mil (R$ 84 mil)
Quarto lugar Natus Vincere US$ 22 mil (R$ 84 mil)
Quinto lugar Ninjas in Pyjamas US$ 11 mil (R$ 42 mil)
Sexto lugar NRG Esports US$ 11 mil (R$ 42 mil)
Sétimo lugar mousesports US$ 7,5 mil (R$ 29 mil)
Oitavo lugar Heroic US$ 7,5 mil (R$ 29 mil)
Nono lugar FaZe Clan US$ 6 mil (R$ 23 mil)
Décimo lugar FURIA Esports US$ 6 mil (R$ 23 mil)
Décimo primeiro lugar BIG US$ 6 mil (R$ 23 mil)
Décimo segundo lugar Fnatic US$ 6 mil (R$ 23 mil)
Décimo terceiro lugar MVP PK US$ 5 mil (R$ 19 mil)
Décimo quarto lugar Renegades US$ 5 mil (R$ 19 mil)
Décimo quinto lugar MIBR US$ 5 mil (R$ 19 mil)
Décimo sexto lugar ENCE US$ 5 mil (R$ 19 mil)

A ESL One Cologne é um torneio organizado pela ESL que teve status de Major em todas suas edições até 2016. Realizado na "catedral do CS", a ESL One Cologne já teve brasileiros como campeões em dois anos seguidos, com a SK Gaming vencendo em 2016 e 2017. Com a vitória na edição de 2019, a Team Liquid se sagrou campeã também da Intel Grand Slam após vencer quatro títulos consecutivos, conquistando a premiação bônus de US$ 1 milhão (R$ 3,8 milhões).

Mais do TechTudo