Por Giulia Araújo, para o TechTudo


O eclipse solar de 2019 acontecerá nesta terça-feira (2), a partir das 16h48, no horário de Brasília, e será transmitido ao vivo pela NASA. O fenômeno só pode ser visto pessoalmente em algumas áreas da América do Sul, compreendidas entre o Chile e a Argentina. A agência norte-americana, que no ano passado transmitiu o eclipse lunar através do app NASA, vai exibir na Internet novamente o evento astronômico. O eclipse solar é um fenômeno em que a Lua lança uma sombra sobre a Terra, encobrindo totalmente e/ou parcialmente a luz solar em algumas partes do planeta.

Eclipse solar total será exibido pela Nasa na américa do Norte — Foto: Divulgação/NASA Eclipse solar total será exibido pela Nasa na américa do Norte — Foto: Divulgação/NASA

Eclipse solar total será exibido pela Nasa na américa do Norte — Foto: Divulgação/NASA

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

A proposta da transmissão da NASA é permitir que pessoas de todas as partes do mundo possam assistir ao eclipse. A iniciativa foi feita através de uma parceria com o laboratório Exploratorium, museu localizado em São Francisco.

O fenômeno astronômico é de extrema importância para a NASA, pois permite que cientistas analisem a fonte e o comportamento dos raios solares. Esses dados podem impactar futuras missões espaciais, uma vez que afetam questões como durabilidade dos materiais espaciais e saúde dos astronautas. O eclipse também pode provocar mudanças no planejamento das missões espaciais programadas para 2024.

O eclipse vai aparecer no Brasil?

De acordo com o Observatório Nacional, o eclipse estará visível para algumas capitais brasileiras com porcentagens variadas de visibilidade. A região sul é privilegiada, pois o fenômeno aparecerá melhor em uma faixa estreita entre Chile e Argentina. Por isso, Porto Alegre terá 75% de visibilidade do eclipse, enquanto cidades mais ao norte, como São Paulo e Rio de Janeiro, têm estimativa de pouco mais de 40% de visibilidade.

É preciso destacar que existem riscos para os espectadores ao olho nu que não se protegem. Por isso, a NASA forneceu algumas recomendações para aqueles que optarem ver o eclipse diretamente. São elas:

  • Não olhar diretamente para o sol, sem o uso de equipamentos especializados;
  • Fazer uso de óculos solares confeccionados para eclipses. O uso de óculos de sol comuns ou de radiografias não são recomendados e podem causar danos permanentes na vista;
  • Também é necessário tomar cuidado com equipamentos como lentes de câmeras, que podem vir a ser danificados.

Como assistir ao eclipse solar ao vivo ?

As transmissões serão feitas com uma lente de telescópio, localizada em Vicuña, no Chile, e serão transmitidas no nos canais oficiais da NASA TV: no site oficial www.nasa.gov/nasalive , no app da NASA para Android e iPhone (iOS) ou no canal oficial da NASA no YouTube.

Serão três exibições diferentes:

Como resolver queda de FPS num PC de boa qualidade? Tire dúvidas no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo