Celulares

Por Rodrigo Roddick, para o TechTudo

Bruno De Blasi/TechTudo

O iPhone XR permanece no posto de celular mais popular da Apple nos Estados Unidos. De acordo com a consultoria Consumer Intelligence Research Partners (CIRP), em junho de 2019, o smartphone mais barato da geração de 2018 alcançou 48% das vendas, desempenho que é considerado o melhor desde o iPhone 6. O telefone se posiciona a frente de outros modelos anunciados no mesmo ano, como o iPhone XS e iPhone XS Max. Ao todo, o trio acumula 67% das vendas.

iPhone XS, iPhone XS Max e iPhone XR: Apple faz lançamento de celulares

iPhone XS, iPhone XS Max e iPhone XR: Apple faz lançamento de celulares

Atualmente considerado como o "modelo dominante", o iPhone XR vem ganhando os holofotes desde 2018. Em levantamento apresentado em janeiro de 2019 pela mesma consultoria, o celular abocanhou 39% de participação no mercado entre outubro e dezembro do ano passado. Atualmente, o smartphone se mantém como líder, cujo desempenho é superior à soma de vendas do iPhone 8 Plus e iPhone X em junho de 2018.

"Sua participação de 48% nas vendas no trimestre é a mais alta que já vimos para um modelo individual desde o iPhone 6, em 2015, que compartilhou o faturamento máximo com o 6 Plus, mas só tinha dois modelos antigos legados oferecidos como alternativas", afirma Josh Lowits, co-fundador e parceiro da CIRP.

Ainda de acordo com o co-fundador da consultoria, a Apple se concentrou em criar um modelo competitivo, com preço mais em conta e especificações que batem de frente com demais celulares com Android. Nos Estados Unidos, por exemplo, o smartphone está à venda a partir de US$ 749 (cerca de R$ 2.815 em conversão direta), enquanto o Galaxy S10E foi apresentado com o mesmo valor.

iPhone XR é o celular mais popular dos Estados Unidos — Foto: Divulgação/CIRP

A CIRP também levantou dados sobre o comportamento de proprietários de iPhone em relação aos serviços oferecidos pela companhia. De acordo com o relatório, quase metade dos usuários contratam armazenamento extra do iCloud, enquanto 35% utilizam o Apple Music, serviço de streaming de músicas da Apple.

Mais do TechTudo