Redes sociais

Por Rubens Achilles, da Redação


O iMessage é o serviço de mensagens exclusivo da Apple, disponível no iPhone (iOS) e em outros dispositivos da empresa, como iPad, iPod Touch e Mac. O programa ficou popular no Twitter nesta quinta-feira (25), quando usuários compartilharam imagens com os diversos recursos animados do mensageiro, que podem deixar as conversas mais divertidas.

Sem versão para Android, o app permite, por exemplo, enviar uma mensagem com um show de fogos de artifício, que aparecem na tela do remetente e do destinatário. O TechTudo reuniu as principais curiosidades sobre o iMessage, que é nativo do iPhone e tem semelhanças com mensageiros mais populares, como WhatsApp e Telegram.

iMessage permite integração do iPhone (iOS) com os outros dispositivos da Apple — Foto: Divulgação/Apple iMessage permite integração do iPhone (iOS) com os outros dispositivos da Apple — Foto: Divulgação/Apple

iMessage permite integração do iPhone (iOS) com os outros dispositivos da Apple — Foto: Divulgação/Apple

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Como funciona o iMessage?

O aplicativo de mensagens exclusivo da Apple opera de modo semelhante ao rival WhatsApp. O programa utiliza a Internet para enviar e receber mensagens, podendo enviar fotos, vídeos e áudios sem depender das funções limitadas do SMS. É importante citar que as tradicionais mensagens de texto podem ser acessadas pelo mesmo app no iPhone, permitindo a comunicação com celulares Android, que não têm acesso ao serviço da Apple.

No app Mensagens, o conteúdo enviado e recebido pelo iMessage aparece em balões azuis, enquanto as conversas por meio de SMS aparecem em figuras verdes. Se o usuário desejar desativar o serviço, basta ir até Ajustes > Mensagens e desmarcar a opção correspondente. Vale lembrar que tudo que é enviado pela plataforma exclusiva da Apple é criptografado, assim como no WhatsApp.

iMessage permite substituir palavras por emojis — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes iMessage permite substituir palavras por emojis — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes

iMessage permite substituir palavras por emojis — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes

Como começou?

O iMessage foi anunciado na WWDC 2011 e foi lançado meses depois, com o iOS 5. Integrado ao app Mensagens do iPhone, o serviço também possibilitou a comunicação com usuários do Mac a partir de 2012 — antes, o iChat conectava os computadores da Apple, mas o programa foi substituído pela nova plataforma, disponível de forma nativa até hoje. Usuários podem ler as mensagens do telefone no computador, e vice-versa.

Recursos interessantes

O que pode chamar a atenção no iMessage são os recursos divertidos e inusitados disponíveis no app. Além da possibilidade de reagir às mensagens com símbolos de like, risada e dúvida — algo semelhante às reações nas postagens do Facebook —, o app também permite enviar facilmente mensagens manuscritas, desenhos e GIFs, com atalhos sempre presentes na tela, além de textos que “pulam” na tela ou reproduzem efeitos, como fogos de artifício. Há ainda uma grande variedade de figurinhas (stickers) disponíveis no app.

O iMessage possui também integração com os principais aplicativos de streaming de música, como o Apple Music, o Spotify e o Deezer, permitindo o rápido compartilhamento de canções com seus amigos. Além disso, é fácil enviar arquivos guardados na nuvem, em apps como Dropbox e OneDrive. Buscas no Google, no YouTube e em outras plataformas também podem ser feitas dentro da interface do próprio mensageiro, para facilitar o envio de links e vídeos.

Amigos podem ouvir músicas do Deezer pelo iMessage — Foto: Divulgação/Deezer Amigos podem ouvir músicas do Deezer pelo iMessage — Foto: Divulgação/Deezer

Amigos podem ouvir músicas do Deezer pelo iMessage — Foto: Divulgação/Deezer

Principais diferenças em relação ao WhatsApp

A grande diferença do iMessage para o WhatsApp é a disponibilidade. O mensageiro da Apple é exclusivo para os produtos da marca, não estando disponível para aparelhos com o sistema Android. O WhatsApp e o Telegram possuem quase todos os recursos da plataforma do iPhone, mas não contam, por exemplo, com o Memoji, as figurinhas animadas disponíveis no iPhone X ou mais recente.

A integração com diversos apps também varia — o iMessage tem certas facilidades nesse ponto, mas usuários do WhatsApp podem buscar teclados com mais recursos, como o GBoard, do Google, ou o SwiftKey, da Microsoft. Este último lançou recentemente um recurso semelhante ao Animoji, primeira versão das carinhas animadas da Apple, com figuras de animais.

iPhone com iOS 13? Saiba tudo sobre o novo sistema operacional da Apple

iPhone com iOS 13? Saiba tudo sobre o novo sistema operacional da Apple

Vantagens e desvantagens

O iMessage conta com recursos curiosos e que podem se popularizar entre alguns usuários, mas a impossibilidade de usá-los com usuários do Android faz com que seu alcance seja limitado. Além disso, o serviço da Apple não mostra se o contato está online ou a última vez que ele entrou. Isso pode ser uma vantagem para alguns usuários, mas uma desvantagem para outros.

iOS realmente vale a pena ou é status? Participe da discussão no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo