Antispyware

Por Giulia Araújo, para o TechTudo


Spyware, como indica o termo em inglês, é um software espião que costuma ser instalado no celular ou no computador sem o consentimento do usuário. Uma vez no computador, o programa monitora as atividades online, o histórico e os dados pessoais, para repassar as informações para terceiros. Esse tipo de malware é um dos mais perigosos, pois ele busca informações confidenciais que podem ser usadas para diversos fins, inclusive para roubo de senhas pessoais, informações bancárias ou de cartões de crédito.

Spyware é um dos malwares mais difíceis de detectar, pois ele age de maneira silenciosa nos dispositivos, ao contrário do adware. Ele executa as operações em segundo plano, de modo que é capaz de espionar por um longo período sem que a vítima descubra. O spyware costuma vir oculto junto com o download de programas ou de arquivos online gratuitos, mas vale ressaltar que ele podem ser usados tanto para para fins legítimos quanto para golpes.

Spywares podem bisbilhotar ações no PC sem serem descobertos — Foto: Pond5 Spywares podem bisbilhotar ações no PC sem serem descobertos — Foto: Pond5

Spywares podem bisbilhotar ações no PC sem serem descobertos — Foto: Pond5

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O spyware recolhe dados e transmite para administradores de acordo com o desejo dos desenvolvedores do malware. Por exemplo, dados pessoais e bancários costumam ser o alvo de organizações criminosas. Para empresas publicitárias, spywares podem fornecer informações sobre o comportamento do possível consumidor, hábitos online e o direcionamento de anúncios. Governos também podem adotar essa estratégia, em um esquema conhecido como "policeware" ou "govware".

Dispositivos móveis não estão a salvo de spywares. Celulares e tablets, quando infectados, podem vazar informações como histórico de chamadas, histórico de navegador e até mesmo fotos. Em casos mais graves, o malware pode rastrear a localização do dispositivo via GPS, comandar as operações do aparelho e direcionar ataques à empresa que o usuário trabalha por meio de brechas no sistema operacional do dispositivo.

Criminosos virtuais usam spyware para roubar dados — Foto: Pond5 Criminosos virtuais usam spyware para roubar dados — Foto: Pond5

Criminosos virtuais usam spyware para roubar dados — Foto: Pond5

Como se instalam no meu software?

Spyware pode se instalar a partir de um trojan (também conhecido como cavalo de troia), ou a partir da instalação de programas gratuitos (também conhecidos como freeware). Ações como clicar em propagandas enganosas infectadas e download de conteúdo em sites de compartilhamento de arquivos também podem instalar spyware no computador.

As formas mais comum de infectar os celulares são usar conexões não seguras (como Wi-Fi gratuitos em locais públicos) que permitem o acesso de desconhecidos em seus aparelhos, celulares e tablets com sistemas desatualizados, e download de malwares por meio de aplicativos ilegais baixados em plataformas não-oficiais.

Como agem os spywares?

  • Registro de toques na tela e na rede: também conhecido como "keyloggers", esse malware é capaz de capturar as atividades do computador, incluindo histórico do teclado, histórico de pesquisa, credenciais em sites de bate-papo etc.
  • Trojans bancários: um dos principais fins dos spywares é o roubo de dados pessoais, informações bancárias e de cartões de crédito, para a realização de transações financeiras.
  • Controle remoto do dispositivo: esses softwares agem na configuração do software e permitem o controle do dispositivo à distância, por terceiros.
  • Redução de velocidade do dispositivo: spyware pode reduzir a velocidade e eficiência do sistema operacional, causando lentidão e travas no sistema.

Spywares podem agir de formas variadas — Foto: Creative Commons/Flickr/elhombredenegro Spywares podem agir de formas variadas — Foto: Creative Commons/Flickr/elhombredenegro

Spywares podem agir de formas variadas — Foto: Creative Commons/Flickr/elhombredenegro

Como evitar os spywares?

  • Mantenha o seu dispositivo protegido com um antivírus ou com uma ferramenta anti-malware atualizados com a versão mais recente;
  • Não clique em propagandas suspeitas e mantenha seu navegador atualizado e protegido;
  • Não baixe arquivos, programas ou abra anexos de e-mails de sites desconhecidos e/ou suspeitos;
  • Em dispositivos móveis, é recomendável baixar somente aplicativos conhecidos de fontes confiáveis, e ficar atento aos alertas de falha na segurança durante a instalação.

Como proceder se for infectado?

Para remover spyware, é recomendável usar um programa de proteção cibernética com uma ferramenta anti-spyware. Portanto, há algumas precauções para tomar caso desconfie ter sido infectado: primeiro, com a ajuda de um antivírus robusto e eficiente, certifique-se de que o seu computador está limpo e livre de qualquer ameaça. Em seguida, entre em contato com as organizações bancárias para alertar a possibilidade de transações fraudulentas.

WhatsApp Plus é vírus ou não? Confira no Fórum TechTudo.

Como escolher um bom antivírus

Como escolher um bom antivírus

Mais do TechTudo