Campeonatos

Por Camila Iglesias, da Redação


A fase de pontos do segundo split do CBLoL 2019 chegou ao fim e Flamengo, KaBuM, INTZ e Uppercut garantiram vaga nas semifinais. A segunda etapa do Campeonato Brasileiro de League of Legends desse ano foi equilibrada, e os playoffs só foram completamente definidos na última rodada. Alguns times demonstraram avanços desde o primeiro split, enquanto outros, que prometiam um bom rendimento, decepcionaram seus fãs. As semifinais do torneio acontecem nos dias 24 e 25 de agosto, a partir das 13h, e serão transmitidas ao vivo nos canais da Riot Games na Twitch e YouTube. Confira, a seguir, a evolução das equipes de LoL no ano de 2019.

Flamengo

Flamengo terminou a fase de pontos do segundo split na liderança — Foto: Divulgação/Riot Games Flamengo terminou a fase de pontos do segundo split na liderança — Foto: Divulgação/Riot Games

Flamengo terminou a fase de pontos do segundo split na liderança — Foto: Divulgação/Riot Games

O Flamengo foi o time que trouxe as mudanças mais esperadas neste segundo split. A equipe deixou de ser imbatível, e isso mostrou os avanços feitos da primeira para a segunda etapa. O time Rubro-Negro, que terminou o primeiro split com 95% de vitórias e apenas uma derrota durante toda a campanha, decepcionou os fãs ao perder a grande final e o título que já consideravam garantido.

Para o segundo split, a equipe de brTT não mudou nada em sua line up, mas pareceu amadurecer. Mesmo terminando novamente em primeiro lugar na tabela, sua porcentagem de vitórias caiu para 76%. Porém, no caso do Flamengo, isso pode ser uma boa notícia. O time perdeu cinco jogos durante a fase de pontos, testou diferentes composições, mudou players de rota e errou inúmeras vezes. Por mais que não tenha destaques individuais de jogadores, a equipe Rubro-Negra manteve sua liderança por conta das boas atuações do time como um todo. Esse era o esperado para o Flamengo neste split: erros e testes que podem significar uma resistência psicológica maior para a disputa da série MD5 na semifinal, e possível final.

KaBuM

KaBuM! enfrentará INTZ na semifinal — Foto: Divulgação/Riot Games KaBuM! enfrentará INTZ na semifinal — Foto: Divulgação/Riot Games

KaBuM! enfrentará INTZ na semifinal — Foto: Divulgação/Riot Games

A situação da KaBuM esse ano foi curiosa. A line up que venceu os dois splits de 2018, pareceu ter perdido toda a sinergia no início de 2019. A equipe de Dynquedo, eleito melhor jogador do CBLoL no ano passado, terminou o primeiro split em sexto lugar na tabela com 43% de vitórias, escapando por pouco da Série de Promoção. Para o segundo split, o time se desfez de três jogadores da line up campeã de 2018. A bot lane de titaN e Riyev foi substituída por DudsTheBoy e Ceos, dupla que havia se destacado na Redemption na primeira etapa.

Além disso, a KaBuM também apostou na contratação do sul-coreano Wizer para a top lane, que, com a saída de Zantins, se tornou titular da equipe. As mudanças trouxeram a energia e entrosamento que o time precisava. A KaBuM realizou um segundo split excelente e terminou em segundo lugar na tabela com 76% de vitórias e tecnicamente empatada com o líder Flamengo. Além disso, o time contou com destaques individuais de jogadores, com três players no top 5 de maiores KDAs da etapa, e Wizer, Ranger e Ceos com as melhores estatísticas de suas respectivas lanes. Porém, a vaga da KaBuM na final não está garantida, já que dos cinco jogos que a equipe perdeu neste split, dois foram para a INTZ, que será sua rival na semifinal.

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

INTZ

A INTZ se classificou para as semifinais após vitória contra a paiN — Foto: Divulgação/Riot Games A INTZ se classificou para as semifinais após vitória contra a paiN — Foto: Divulgação/Riot Games

A INTZ se classificou para as semifinais após vitória contra a paiN — Foto: Divulgação/Riot Games

A equipe campeã do primeiro split manteve o bom rendimento na segunda etapa do CBLoL 2019. O time, que se classificou para as semifinais da primeira etapa em segundo lugar da tabela com 62% de vitórias, conseguiu a mesma vaga no segundo split em terceiro lugar da tabela com 52% de vitórias.

Um grande destaque da INTZ para o segundo split foi a contratação de micaO, já que o player terminou a fase de pontos com o maior KDA entre todos os jogadores. Em um split mais equilibrado que o último, com a volta da KaBuM ao topo da tabela, a INTZ não teve tanta facilidade quanto na primeira etapa. Porém, por mais que a porcentagem de vitórias do time tenha caído, isso não quer dizer que o rendimento dos atuais campeões do CBLoL diminuiu. Portanto, é importante não subestimar a equipe que conseguiu derrubar a invencibilidade do Flamengo no início do ano.

Uppercut

Uppercut mostrou avanços na segunda etapa — Foto: Divulgação/Riot Games Uppercut mostrou avanços na segunda etapa — Foto: Divulgação/Riot Games

Uppercut mostrou avanços na segunda etapa — Foto: Divulgação/Riot Games

A Uppercut foi um time que não apresentou grandes melhoras em números estatísticos, mas teve avanços em estratégia e gameplay. A equipe começou o primeiro split muito bem, chegando a ficar em segundo lugar na tabela. Porém, no meio da temporada, perdeu o foco e acabou a etapa em quinto lugar, com 48% de vitórias e sem vaga na semifinal.

Para o segundo split, o time não mudou sua line up, mas mostrou que o entrosamento entre os jogadores e a execução de estratégias melhorou significantemente. Apesar de não contar com destaques individuais de jogadores, a Uppercut teve avanços como time. A porcentagem de vitórias aumentou pouco na segunda etapa, para 52%, mas a equipe conseguiu se classificar para a semifinal e se apresenta com mais confiança.

paiN Gaming

A paiN perdeu a vaga para as semifinais após derrota contra a INTZ — Foto: Divulgação/Riot Games A paiN perdeu a vaga para as semifinais após derrota contra a INTZ — Foto: Divulgação/Riot Games

A paiN perdeu a vaga para as semifinais após derrota contra a INTZ — Foto: Divulgação/Riot Games

A paiN Gaming subiu para o CBLoL do Circuito Desafiante por conta de um rendimento excelente no início do ano: 87% de vitórias e apenas duas derrotas. Neste segundo split, o time mostrou bons resultados e provou porque merecia a vaga na primeira divisão. Apesar de não ter conseguido passar para os playoffs por pouco, a equipe terminou a etapa com 48% de vitórias. A temporada do time foi equilibrada e contou com destaques individuais de jogadores: Matsukaze, no top 5 de players com KDA mais alto, e tinowns, com as melhores estatísticas entre os mid laners do torneio.

Redemption

Redemption somou oito partidas sem vencer — Foto: Divulgação/Bruno Alvares/Riot Games Redemption somou oito partidas sem vencer — Foto: Divulgação/Bruno Alvares/Riot Games

Redemption somou oito partidas sem vencer — Foto: Divulgação/Bruno Alvares/Riot Games

A Redemption fez uma campanha de destaque no primeiro split, chegando aos playoffs no terceiro lugar da tabela com 57% de vitórias. A equipe de Porto Alegre jogou bem e resistiu, sendo eliminada pela INTZ nas semifinais por 3 a 2. Para o segundo split, o time contou com a mudança da bot lane. Com a saída de DudsTheBoy e Ceos, a equipe contratou o atirador argentino WhiteLotus e o suporte Jockster, ex-Vivo Keyd. WhiteLotus, que não havia sido escalado para muitos jogos durante a sua passagem pela INTZ, era uma promessa importante para a Redemption, e deveria se destacar junto com a experiência de Jockster.

Porém, a mudança da bot lane foi claramente decisiva para o time, que escapou por pouco da Série de Promoção do segundo split de 2019 por conta das regras de desempate. A equipe terminou em sexto lugar na tabela final, com 33% de vitórias e oito derrotas consecutivas nas últimas semanas de disputa.

CNB

A CNB irá disputar a Série de Promoção — Foto: Divulgação/Riot Games A CNB irá disputar a Série de Promoção — Foto: Divulgação/Riot Games

A CNB irá disputar a Série de Promoção — Foto: Divulgação/Riot Games

A CNB contava com muito potencial, já que teve poucas mudanças em sua line up que trouxe bons resultados no primeiro split. Porém, esse pode ter sido o time que mais viu sua performance decair ao longo do ano. Na primeira etapa, os Blumers garantiram vaga na semifinal ao ficarem em quarto lugar da tabela final com 48% de vitórias, mas mostraram muitas fraquezas ao perderem por 3 a 0 para o Flamengo nos playoffs.

Com a saída de Yampi, o clube contratou o jungler Mewkyo e o reserva Freire para o segundo split. Depois, na metade da temporada, anunciou a contratação do coreano Jin "Mental" Jeong-yong, também para a posição de caçador. Mental jogou oito jogos no split, mas não foi o suficiente para recuperar o time. Os Blumers foram de semifinais para Série de Promoção no mesmo ano, realizando um segundo split de altos e baixos, sem nenhum avanço, com 33% de vitórias.

Team oNe

Team oNe é a primeira rebaixada do split — Foto: Divulgação/Bruno Alvares/Riot Games Team oNe é a primeira rebaixada do split — Foto: Divulgação/Bruno Alvares/Riot Games

Team oNe é a primeira rebaixada do split — Foto: Divulgação/Bruno Alvares/Riot Games

A Team oNe fez campanha mediana no primeiro split do Circuito Desafiante 2019. O time conseguiu a vaga para a primeira divisão depois de derrubar a líder RED Canids por 3 a 1, nas semifinais, e vencer a Vivo Keyd na Série de Promoção. Porém, assim que subiu para o CBLoL, o time enfrentou muitos problemas com sua line up.

Sem Absolut, que sofreu com tendinite durante todo o split e não jogou, a equipe fez muitas mudanças para tentar melhorar a situação. A contratação de Luskka para a posição de atirador foi proveitosa, mas aconteceu tarde demais. O player, que só pôde começar a jogar no final de junho, se juntou à uma equipe que contava com apenas uma vitória em sete partidas. O entrosamento da line up, que também contratou dois jogadores sérvios para a temporada, demorou para aparecer e o time foi rebaixado. A Team oNe terminou o split em oitavo lugar na tabela com 29% de vitórias. Essa é a primeira vez que uma equipe é rebaixada duas vezes do CBLoL.

Mais do TechTudo