Redes sociais

Por Paulo Alves, para o TechTudo


Contas falsas que tentam aplicar golpes com uso de pornografia vêm se proliferando no Instagram. Elas são chamadas de “porn bots” e buscam visibilidade em perfis de famosos com comentários sugestivos e promessa de encontros íntimos. O objetivo é atrair vítimas para um site comprometido ao clicar no link da bio. Segundo reportagem do Engadget, esses robôs virtuais vêm se tornando cada vez mais sofisticados e causando problemas para as ferramentas antispam da plataforma. De acordo com um relatório da firma de análise Instascreener, estima-se que a rede social tenha mais de 150 milhões de perfis fake ativos em julho.

Em resposta ao Engadget, o Facebook disse que bloqueia milhões de contas já no processo de registro e tem aprimorado seus sistemas com uso de aprendizado de máquina para identificar fakes mais facilmente. Por outro lado, a publicação sugere que bots vêm se adaptando rapidamente e fugindo do cerco.

Bots pornográficos se espalham no Instagram — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo Bots pornográficos se espalham no Instagram — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Bots pornográficos se espalham no Instagram — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Como agem os porn bots

Segundo o fundador da Instascreener ao Engadget, é relativamente fácil criar um sistema automatizado que monitore contas de famosos no Instagram para saber quando publicar um comentário. Criminosos costumam deter uma ampla rede de bots que executam comentários rapidamente no segundo em que um novo post de celebridade é publicado. Ao mesmo tempo, outros bots curtem o comentário para aumentar sua visibilidade.

Os textos costumam trazer linguagem pornográfica, o que ajuda a atrair curtidas também de pessoais reais — seja porque se sentem atraídas pelo conteúdo ou porque acham a frase divertida. Mensagens com material similar também podem chegar em usuários autênticos via Direct.

O objetivo é fazer usuários acessarem o perfil do bot e seguir as instruções para, supostamente, marcar um encontro, assistir a um show privado via Internet ou participar de grupos de sexo. Em geral, as contas falsas oferecem tudo de graça e usam ferramentas como o Linktree e o Bit.ly para distribuir os links perigosos em bios de perfis fraudulentos. Os bots recorrem a serviços externos para evitar serem descobertos pelo Instagram.

O spam de comentários sexuais em posts já chamou a atenção até de famosos. Chrissy Teigen, modelo e influencer americana, criticou a falta de reação do Instagram após uma fã publicar no Twitter um print do spam presente na seção de comentários de uma das postagens da celebridade.

Caça aos bots

O Facebook afirmou ao Engadget que vem reforçando as medidas para identificar e banir contas falsas do Instagram. No entanto, um relatório da firma de segurança Tenable, publicado em julho, aponta que os porn bots têm adotado técnicas para driblar a vigilância. Algumas soluções podem soar curiosas: uma delas é usar frases do livro que originou a série de TV Game of Thrones em legendas de publicações.

As contas de bots se passam por um usuário autêntico publicando pelos menos três fotos no feed, com legendas aleatórias, como citações do livro O Conde de Monte Cristo, clássico da literatura francesa. Segundo a empresa, a ideia é parecer o máximo possível uma pessoa real para não ligar o alerta de perfil fake da rede social — fotos produzidas demais seriam mais suscetíveis à descoberta.

Além disso, bots têm usado truques no espaçamento e erros ortográficos para escapar de filtros de comentários. Desde 2016, o Instagram permite bloquear comentários com determinadas palavras-chave definidas pelo usuário. No entanto, o recurso não é inteligente o suficiente para identificar variações dos termos indesejados quando há erro na escrita.

Bots se passam por usuários autênticos no Instagram — Foto: Carolina Oliveira/TechTudo Bots se passam por usuários autênticos no Instagram — Foto: Carolina Oliveira/TechTudo

Bots se passam por usuários autênticos no Instagram — Foto: Carolina Oliveira/TechTudo

Como se proteger

A maneira mais simples de se manter seguro é não abrir perfis com conteúdos pornográficos no Instagram e, muito menos, clicar nos links da bio. Em geral, contas com material pornográfico oferecem perigos. Além disso, é importante manter a conta privada para evitar receber mensagens de bots e recusar convites de chat suspeitos.

Já do ponto de vista do perfil de influenciador, é essencial encorajar seguidores a não interagirem com comentários de bots. Assim, eles perdem visibilidade nos posts e, como consequência, tendem a atrair menos vítimas. Além disso, vale explorar mais a fundo o recurso de bloqueio de comentários ofensivos inserindo variações de palavras-chave com erros de ortografia.

Qual música devo escutar no Instagram'? Veja como pedir recomendação

Qual música devo escutar no Instagram'? Veja como pedir recomendação

Mais do TechTudo