Atletas

Por Victor de Abreu, para o TechTudo


Vito "kNgV-" Giuseppe pode ser o substituto de Marcelo "coldzera" David na line up da MIBR no Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). Na última quinta-feira (16), o site internacional Dexerto divulgou que o jogador deve estrear no time em setembro, durante a BLAST Pro Series Moscow. A notícia é coerente com diversos rumores que circulam na comunidade desde que cold deixou o elenco. A questão do visto americano, que foi apontada por Gabriel "FalleN" Toledo em entrevista ao TechTudo como um impedimento para contratação de um novo player, também já foi resolvida por kNgV. Conheça, a seguir, a trajetória do jogador. O quinto player deve ser anunciado oficialmente pela org em setembro, depois do StarLadder Berlin Major 2019.

Rumores indicam jogador como o novo reforço da MIBR — Foto: Divulgação/StarLadder Rumores indicam jogador como o novo reforço da MIBR — Foto: Divulgação/StarLadder

Rumores indicam jogador como o novo reforço da MIBR — Foto: Divulgação/StarLadder

Trajetória

Vito "kNgV-" Giuseppe começou sua carreira no Counter-Strike há mais de 10 anos, quando tinha 15 anos de idade. Ele passou por equipes renomadas, como a CNB e-Sports Club, e jogou a versão antiga do game até 2012, quando atuava pela GamerHouse. Na nova versão do FPS da Valve, o AWPer vestiu a camisa de diversas equipes nacionais, como a Playart e a Keyd Stars, até que teve a oportunidade de jogar no exterior. Em 2017, kNgV- saiu da g3nerationX e foi contratado pela Orbit Esports, da Suécia.

Pouco tempo depois, a line up foi para a Red Reserve, também da Suécia, onde ficou por aproximadamente quatro meses. Depois do breve período, kNgV- encontrou o seu espaço na norte-americana Immortals, que contava com um elenco brasileiro com a presença dos gêmeos Henrique "HEN1" Teles e Lucas "LUCAS1" Teles. Na organização, ele viveu o auge de sua carreira até o momento, com a conquista do vice-campeonato no PGL Major Kraków 2017.

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Vice-campeonato no Major da Cracóvia foi o grande momento de kNgV- em sua passagem pela Immortals — Foto: Divulgação/PGL Vice-campeonato no Major da Cracóvia foi o grande momento de kNgV- em sua passagem pela Immortals — Foto: Divulgação/PGL

Vice-campeonato no Major da Cracóvia foi o grande momento de kNgV- em sua passagem pela Immortals — Foto: Divulgação/PGL

A relação com a Immortals, no entanto, foi cercada por polêmicas. Na DreamHack Open Montreal 2017, por exemplo, os jogadores brasileiros se atrasaram para uma partida e foram muito criticados . kNgV- também não teve uma boa relação com o CEO da Immortals Noah Whinston e o criticou quando saiu da equipe. Depois, kNgV- teve uma passagem rápida pela 100 Thieves, voltou ao território nacional e atuou pela Virtue Gaming e Não Tem Como, antes de ir para a INTZ e-Sports em setembro de 2018, por quem joga até hoje. No time, Vito e seus companheiros disputarão o StarLadder Berlin Major 2019.

Polêmicas

Além de ser conhecido pelo talento, kNgV- ficou marcado por algumas polêmicas no cenário. Uma delas foi durante a DreamHack Open Montreal 2017, quando kNgV-, HEN1 e LUCAS1 se atrasaram para o jogo da final contra a North e perderam o primeiro mapa da série. A line up foi criticada pela comunidade e o jogador da CLG Pujan "FNS" Mehta afirmou que os players da Immortals estavam de ressaca, e por isso chegaram atrasados. A resposta de kNgV- no Twitter dizia que FNS teria que provar o que estava dizendo, senão o mataria. A ameaça acabou resultando na saída do brasileiro da Immortals.

kNg- brigou via Twitter com FNS enquanto ainda atuava pela Immortals — Foto: Divulgação/DreamHack kNg- brigou via Twitter com FNS enquanto ainda atuava pela Immortals — Foto: Divulgação/DreamHack

kNg- brigou via Twitter com FNS enquanto ainda atuava pela Immortals — Foto: Divulgação/DreamHack

Outra polêmica apareceu em sua breve passagem pela 100 Thieves, organização que havia contratado o trio kNgV-, HEN1 e LUCAS1 da Immortals junto com a dupla Lincoln "fnx" Lau e Bruno "bit" Lima. Na ocasião, a equipe tinha vaga para disputar o ELEAGUE Boston Major 2018, mas a 100 Thieves não pôde participar por problemas de visto.

Logo depois, FalleN fez uma reclamação sobre o hotel que sua equipe estava hospedada para o Major, e o analista Duncan "Thorin" Shields brincou ao perguntar se eles não estavam no quarto da 100 Thieves por engano. Irritado, kNgV- o respondeu com linguagem inapropriada e logo foi dispensado da organização por causa de seu comportamento na rede social.

Expectativas para a MIBR

A MIBR não está em sua melhor fase. Depois da volta da line up em 2018, a equipe não conquistou nenhum título de grande expressão. Nos últimos meses, o time contou com algumas mudanças de jogadores, como a saída de João Cabral "felps" Vasconcellos, a entrada de LUCAS1, e a recente saída de coldzera.

Apesar das polêmicas, kNgV- é conhecido por ser um jogador habilidoso e se destacou nos torneios que competiu. Embora seja AWPer de ofício, mesma função de FalleN, kNgV- terá que atuar em posição semelhante a de coldzera, caso seja confirmado na MIBR. Nesse caso, ele jogaria como Rifler e poderia aparecer como AWPer secundário, dependendo da necessidade da equipe durante os jogos. Por ser considerado um jogador completo, kNgV- poderia ser exatamente a peça que a MIBR precisa no momento.

kNgV- é AWPer na INTZ, mas pode atuar em outras posições e ajudar a MIBR em futuras competições — Foto: Divulgação/StarLadder kNgV- é AWPer na INTZ, mas pode atuar em outras posições e ajudar a MIBR em futuras competições — Foto: Divulgação/StarLadder

kNgV- é AWPer na INTZ, mas pode atuar em outras posições e ajudar a MIBR em futuras competições — Foto: Divulgação/StarLadder

Mais do TechTudo