Internet

Por Louise Rodrigues, da Redação


Na manhã desta sexta-feira, 02/08, as redes sociais começaram a se encher de relatos sobre um suposto cupom de desconto no valor de R$ 250 para compras no site Submarino. O problema é que, após os consumidores inserirem o código e efetuarem o pagamento, a compra era cancelada. Em outros casos, o site saía do ar. Tudo isso, fez com que pessoas que se sentiram lesadas recorressem ao Twitter e Facebook para reclamar.

Cupons de desconto no Submarino causam polêmica após compras canceladas — Foto: Constância García / TechTudo

Além das contestações sobre o cancelamento das compras, alguns consumidores passaram a cobrar o status de seus pedidos diretamente para os perfis oficiais do Submarino. No último tweet feito pela empresa, anunciando descontos em dois produtos eletrônicos, internautas pediram um posicionamento.

A mensagem recebida pelos clientes que tiveram a compra cancelada, dizia para que contatassem a central responsável pelo cartão de crédito utilizado. Porém, em alguns relatos, os pedidos chegaram a ser aprovados pelos bancos. Em outros, sequer entraram na fatura. Diante disso, outros clientes afirmaram que irão recorrer ao Procon para resolver o impasse.

Além das redes sociais, clientes recorreram ao Reclame Aqui como forma de protestar pelo cancelamento das compras. Apesar do crescente volume, nenhuma das reclamações foi respondida até o momento. Em um dos relatos, um cliente conta que comprou quatro itens e, logo após a confirmação, teve seu pagamento recusado. "Porém, devido ao fato do pedido ter um valor menor que o desconto oferecido pelo cupom, eu não tive que colocar dados de pagamento, já que o valor a ser pago seria de R$00,00", conta.

Em outro, um cliente diz: "Independente se foi um erro sistêmico ou não, a empresa deve arcar com o compromisso da compra, é inadmissível que o pedido seja cancelado por um erro que foi cometido pela empresa e não pelo consumidor. Aguardo a resolução do problema o quanto antes e o meu produto".

No mês passado, a Magazine Luiza se envolveu em um caso parecido. Na madrugada de 11 de julho, o aplicativo distribuiu descontos de mil reais em qualquer produto da loja online. Durante a manhã seguinte, a empresa se manifestou pelo Twitter alegando que um bug liberou o cupom. As compras, porém, não foram canceladas e o perfil aproveitou para promover o app. Hoje, após a polêmica com o Submarino, prontamente os consumidores passaram a fazer comparações com o episódio envolvendo a Magazine Luiza.

O que diz o Submarino

Enquanto o assunto ganhava volume nas redes sociais, não ficou claro de onde veio o cupom de desconto. Internautas alegam que o código teria sido liberado pelo próprio Submarino, no site. Muitos, porém, disseram que pegaram o número a partir da viralização nas redes sociais.

O TechTudo procurou o Submarino para esclarecer o caso. A empresa se manifestou, por meio de nota, e explicou que o código viralizado não se tratava de um cupom de descontos e sim de um vale-compras individual. Por telefone, a assessoria de imprensa informou que ainda não conseguiu identificar como o número viralizou.

Leia abaixo a nota enviada pelo Submarino para o TechTudo:

Informamos que hoje viralizou um vale-compras do Submarino. Diferentemente dos nossos cupons, o vale é individual, atrelado a um único CPF. Após a conclusão do pedido, o cancelamento da compra é automático se o CPF não for compatível com o do vale. Alertamos que nossos cupons válidos são divulgados nas redes oficiais do Submarino.

O que diz o Procon

O Procon também foi procurado e declarou que, se a versão da Submarino for verdadeira, a empresa não pode ser autuada pelas compras canceladas. Isso porque o cupom teria sido emitido para um CPF específico e a Submarino não poderia ser responsabilidade por sua viralização.

Mais do TechTudo