Jogos de estratégia

Por Murilo Tunholi, da Redação


League of Legends (LoL), um dos jogos mais populares do mundo, se tornou alvo de críticas após o anúncio do novo sistema de conquistas, os Eternos, no dia 13 de agosto. No Twitter brasileiro do LoL, o post sobre a atualização já recebeu mais de 200 respostas até o momento, sendo a maioria delas reclamações sobre as novidades. No site oficial da desenvolvedora Riot Games o cenário é o mesmo. O artigo de perguntas frequentes sobre a mecânica, que também foi publicado no dia 13, já tem 170 comentários.

Para habilitar a função do Eternos é preciso usar Riot Points (RP), a moeda digital do game que é comprada com dinheiro real. Essa limitação fez com que parte da comunidade ficasse insatisfeita, já que LoL é grátis para baixar e jogar. A desenvolvedora do jogo explicou em seu blog que a cobrança permite manter o recurso confiável e consistente. Entenda, a seguir, a polêmica dos Eternos e a insatisfação da comunidade.

Eternos é a nova função de conquistas do League of Legends — Foto: Divulgação/Riot Games Eternos é a nova função de conquistas do League of Legends — Foto: Divulgação/Riot Games

Eternos é a nova função de conquistas do League of Legends — Foto: Divulgação/Riot Games

"É só uma maestria pra sua maestria, e você tem que pagar!", reclamou o usuário @patamon__ no Twitter. Em outro comentário, o @_DouglasNeves falou que "algo raro não é algo que qualquer pessoa pode comprar desde que tenha dinheiro".

No Reddit, o usuário saltypuddingmountain comentou que usar o recurso é como "pagar pelo sentimento de orgulho e realização". Ele também diz que "conquistas só valem a pena serem mostradas caso você tenha se esforçado". Também há relatos de jogadores insatisfeitos nos posts sobre os Eternos no site do jogo e no fórum oficial do LoL.

Até então, os RP eram usados apenas para desbloquear itens cosméticos dentro do jogo que não afetam a jogabilidade, como as skins — visuais diferentes para os campeões. Já o sistema dos Eternos promete dar recompensas aos jogadores que completarem objetivos com certos personagens. Para habilitar o sistema em um único campeão é preciso gastar 850 RP, o que equivale a cerca de R$ 16.

League of Legends para celular é verdade? Comente no Fórum do TechTudo

Assim que a função é habilitada, o jogador recebe missões que precisam ser concluídas com um personagem específico. Além disso, os players que têm o recurso ativado recebem avisos durante as partidas sempre que cumprem um objetivo e uma animação a mais na animação de maestria que mostra o nível alcançado com os Eternos.

Animação de maestria do primeiro nível dos Eternos do LoL — Foto: Reprodução/YouTube League of Legends - Top Secret Channel Animação de maestria do primeiro nível dos Eternos do LoL — Foto: Reprodução/YouTube League of Legends - Top Secret Channel

Animação de maestria do primeiro nível dos Eternos do LoL — Foto: Reprodução/YouTube League of Legends - Top Secret Channel

A Riot Games explicou no site oficial que os Eternos foram criados para atender aos jogadores que pediam por mais opções de personalização. As primeiras versões do recurso foram inspiradas em mecânicas parecidas de outros jogos, como as caixas de armas em Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) e o sistema de assinatura de DotA 2. Contudo, a empresa concluiu que adaptar essas funções diretamente no LoL tornaria o jogo “complicado e punitivo”.

A solução da desenvolvedora foi adotar um preço por RP. A Riot Games também diz que os Eternos usam tecnologias novas para “funcionarem de maneira confiável e consistente” e devem receber suporte para todos os campeões pelos próximos anos, o que justifica a cobrança.

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Nunca jogou LoL? Saiba como mandar bem em sua primeira partida

Nunca jogou LoL? Saiba como mandar bem em sua primeira partida

Mais do TechTudo