Câmeras

Por Paulo Alves, para o TechTudo


Uma vulnerabilidade em câmeras DSLR pode permitir o acesso de hackers às fotos ao enviar arquivos para um computador infectado durante um ataque de ransomware. A falha foi descoberta por especialistas da firma de segurança Check Point Research especialmente em modelos Canon EOS 80D, mas pode estar presente também em produtos de outras marcas. Até o momento, não há registro de vítimas.

A fabricante da máquina afetada tem conhecimento sobre o problema desde março, e liberou uma atualização para todos os seus dispositivos comprometidos. A recomendação da Canon é manter as funções de conectividade do equipamento desligadas e evitar seu uso em PCs públicos via Wi-Fi ou USB até que o update seja realizado manualmente. O pacote está disponível para baixar no site oficial da empresa.

Quer comprar uma câmera barata? Encontre os melhores preços no Compare TechTudo

Donos de câmeras DLSR da Canon precisam atualizar o sistema para corrigir bug — Foto: Divulgação/Canon Donos de câmeras DLSR da Canon precisam atualizar o sistema para corrigir bug — Foto: Divulgação/Canon

Donos de câmeras DLSR da Canon precisam atualizar o sistema para corrigir bug — Foto: Divulgação/Canon

Segundo a Check Point, a falha envolve uma fragilidade no protocolo de transferência de imagens da câmera. O processo de envio de arquivos do dispositivo para um PC conectado não pede autenticação, o que poderia abrir caminho para invasão. De acordo com o relatório, um malware poderia aproveitar a abertura para acessar a câmera, criptografar as fotos salvas no cartão de memória e pedir resgate ao proprietário, por exemplo.

Uma vulnerabilidade do tipo poderia ser explorada especialmente em locais com grande circulação de turistas: ao disponibilizar uma rede Wi-Fi comprometida para livre acesso, o criminoso poderia se conectar a múltiplas câmeras e liberar o ataque simultaneamente para criptografar fotos de viagem e oferecer a chave de desbloqueio em troca de uma compensação financeira. O mesmo pode ocorrer ao conectar a uma câmera ligada a um computador via USB, desde que a máquina já tenha um malware instalado.

Para se proteger, é importante utilizar apenas aparelhos confiáveis na hora de transferir imagens da câmera, evitando redes wireless abertas em locais públicos e computadores compartilhados.

Como escolher um bom antivírus

Como escolher um bom antivírus

Qual a melhor câmera fotográfica para viagens? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo