Redes sociais

Por Paulo Alves, para o TechTudo


Usar mais emojis em uma conversa do WhatsApp pode indicar maior probabilidade de haver encontros sexuais com potenciais parceiros. A descoberta é de dois estudos de psicologia publicados na última quinta-feira (15) no periódico PLoS ONE por cientistas das instituições The Kinsey Institute e Lake Forest College, dos Estados Unidos. Segundo ambas as pesquisas, pessoas que compartilham mais carinhas em chats virtuais têm mais chance de estabelecer contato íntimo e, assim, criar as bases para que haja química para o sexo.

Um dos levantamentos foi realizado no começo de 2019 com 5.327 solteiros dos Estados Unidos com idade entre 18 e 94 anos. O outro foi um questionário online que acumulou respostas de 275 adultos com 18 a 71 anos de idade. Nos dois casos, as respostas vieram de públicos de diversas etnias e orientações sexuais — a maioria, porém, é de brancos e héteros.

Uso de emojis pode estar ligado à capacidade de se conectar emocionalmente com parceiro, sugerem estudos — Foto: Isabela Cabral/TechTudo Uso de emojis pode estar ligado à capacidade de se conectar emocionalmente com parceiro, sugerem estudos — Foto: Isabela Cabral/TechTudo

Uso de emojis pode estar ligado à capacidade de se conectar emocionalmente com parceiro, sugerem estudos — Foto: Isabela Cabral/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Na primeira pesquisa de campo, 67% dos entrevistados responderam que nunca ou quase nunca usam emojis com potenciais parceiros, enquanto outros 33,5% enviam emojis com alguma regularidade. De acordo com o estudo, esse último grupo mostrou mais sucesso em convencer parceiros para um primeiro encontro, além de uma atividade sexual mais intensa no ano anterior às respostas.

As razões para usar emojis em uma troca de mensagens variam entre querer dar mais pessoalidade à comunicação e facilitar expressão de sentimentos até economizar digitação no teclado do celular. Há também quem diga que só compartilha emojis para seguir a moda das redes sociais.

Os cientistas aplicaram a mesma premissa no questionário online, realizado no segundo semestre de 2018. Dessa vez, os entrevistados mostraram maior propensão a usar emojis (só 3% disseram nunca usar esse tipo de comunicação). Curiosamente, esse público mostrou maiores taxas de sucesso para um segundo encontro, o que indicaria maior probabilidade de haver encontros sexuais.

Emojis podem indicar melhor habilidade em comunicação — Foto: Ana Marques/TechTudo Emojis podem indicar melhor habilidade em comunicação — Foto: Ana Marques/TechTudo

Emojis podem indicar melhor habilidade em comunicação — Foto: Ana Marques/TechTudo

Os estudos sugerem que o uso de emojis facilita a comunicação afetiva em meios digitais, o que seria fundamental para gerar afeição. Usuários que se expressam com emojis, portanto, teriam maiores chances de se conectar com o parceiro e, assim, criar o ambiente ideal para haver a troca de intimidades que leva ao encontro sexual.

No entanto, as pesquisas ponderam também que o uso de emojis pode indicar apenas um comportamento comum de pessoas que já têm as habilidades necessárias para comunicação afetuosa.

É possível, portanto, que os emojis não sejam a causa do sucesso na relação, mas apenas uma das peças que compõem o xadrez de uma boa conversa a dois por meio de aplicativos de mensagens — seguindo essa ideia, quem não tem costume de usar emojis pode simplesmente não ter habilidades para mostrar emoções em meios digitais.

Via PLOS One

Mais do TechTudo