Segurança

Por Ana Letícia Loubak, para o TechTudo


Golpes de lavagem de dinheiro em sites e apps de relacionamento estão preocupando o FBI. A organização emitiu um alerta sobre nesta segunda-feira (5) informando que, nos últimos dois anos, mais de 33 mil norte-americanos prestaram queixa ao órgão de fraudes que envolviam lavagem e envio de dinheiro, entre outras atividades, por meio de plataformas de paquera. O golpe, conhecido como catfish, consiste em manipular emocionalmente pessoas em sites e aplicativos de namoro a fim de obter dinheiro.

A nota publicada pelo FBI indica que, segundo o Centro de Queixas contra Crimes na Internet (IC3), mais de 15 mil pessoas caíram em golpes do tipo em 2017, o que gerou um prejuízo de mais de US$ 211 milhões (R$ 835,6 milhões, em conversão direta). No ano seguinte, o número de vítimas subiu para 18 mil, com mais de US$ 362 milhões (R$ 1,4 bilhão, em conversão direta) em perdas. De acordo com investigação do órgão, viúvos, mulheres e idosos são os principais alvos da fraude.

Criminosos usam sites de relacionamento como isca para aplicar golpes financeiros — Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo Criminosos usam sites de relacionamento como isca para aplicar golpes financeiros — Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo

Criminosos usam sites de relacionamento como isca para aplicar golpes financeiros — Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Os perfis fraudulentos em sites de paquera costumam se passar por norte-americanos vivendo fora do país. Durante meses, eles conquistam a confiança das vítimas para, em seguida, tentar convencê-las a enviar dinheiro para a compra de presentes e até mesmo de passagens aéreas, sob o pretexto de fazer visitas.

Outra tática comum entre os golpistas é dizer que estão passando por problemas financeiros e precisam de ajuda. “Em alguns casos, o criminoso afirma que a quantia não chegou e pede à vítima para reenviar o dinheiro”, disse o FBI em nota. As investigações também apontam casos em que os criminosos persuadem os usuários a criar uma conta bancária que, mais tarde, é usada para facilitar atividades fraudulentas. Sem saber, as vítimas são usadas como “mulas” para lavagem de dinheiro.

Tenha cuidado em sites de relacionamento para evitar golpes tipo catfish — Foto: Raíssa Delphim/TechTudo Tenha cuidado em sites de relacionamento para evitar golpes tipo catfish — Foto: Raíssa Delphim/TechTudo

Tenha cuidado em sites de relacionamento para evitar golpes tipo catfish — Foto: Raíssa Delphim/TechTudo

Idosos, mulheres e viúvos estão entre os alvos mais recorrentes do golpe de catfish. Fraudes relacionadas à confiança e romance foram o sétimo golpe mais reportado em 2018 nos EUA, segundo o IC3. “A maior parte dos sites de namoro não verifica os antecedentes criminais quando uma conta é registrada”, alerta o órgão, de forma que as plataformas não oferecem segurança a quem está por trás do perfil.

Como se proteger

Uma vez que a maior parte dos criminosos utiliza fotos falsas para não serem descobertos nos sites de relacionamento, o FBI recomenda fazer uma pesquisa reversa no Google. Para isso, basta clicar com o botão direito na fotografia e selecionar “Procurar imagem no Google”.

A polícia norte-americana também orienta desconfiar de usuários que se dizem perdidamente apaixonados logo nas primeiras interações e dão respostas vagas quando questionados sobre sua vida pessoal. É importante, ainda, ressaltar que nunca se deve enviar dinheiro ou fornecer dados bancários a desconhecidos pela Internet.

O que é e como funciona o Tinder

O que é e como funciona o Tinder

Mais do TechTudo