Wearables

Por Paulo Alves, para o TechTudo


O Apple Watch Series 5 é a nova geração do relógio inteligente da Apple. O smartwatch foi apresentado na última terça-feira (10), no evento de lançamento dos iPhones 11, 11 Pro e 11 Pro Max. Entre as novidades está a tela sempre ligada, uma nova bússola e duas opções extras de acabamento, além de uma flexibilidade maior para personalização em comparação ao Series 4, que deixa de ser fabricado, mas ainda está à venda no varejo.

Consumidores nos Estados Unidos e outros 40 países poderão comprá-lo a partir do dia 20 de setembro por preço sugerido de US$ 399 (aproximadamente R$ 1.620 na cotação atual). Veja, a seguir, tudo o que muda em relação ao antecessor.

Watch 5 tem tela que permanece ligada o tempo todo — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Tela e design

A principal mudança do Apple Watch está na tela, que passa a ficar sempre ligada mostrando informações sem exigir interação do usuário – antes, era preciso fazer um movimento com o pulso na direção do rosto para ligar o display. Na nova geração, o mesmo gesto muda o painel de um estado de descanso para um modo ativo, com brilho mais alto.

Segundo a Apple, o segredo está em uma nova tecnologia embutida no display que permite controlar a taxa de atualização conforme a necessidade: em momentos de intensidade, opera a 60 Hz (60 atualizações por segundo) e, no modo de repouso, chega a 1 Hz (uma atualização por segundo). A alteração é realizada automaticamente quando o usuário move o pulso para conferir o relógio.

O Apple Watch 5 tem o mesmo design do Apple Watch 4 e é oferecido nos mesmos tamanhos de 40 mm ou 44 mm. A novidade em termos de visual dessa vez se dá no campo da personalização. Compradores poderão selecionar novos acabamentos em titânio e cerâmica além dos já existentes alumínio e aço inoxidável, e escolher qualquer combinação de pulseira entre as várias opções disponíveis.

Tela acende quando usuário movimenta o pulso — Foto: Divulgação/Apple

Hardware e bateria

No hardware, o Apple Watch conta com um novo sensor de bússola que libera mais recursos de navegação. O componente consegue identificar mudanças de direção, inclinação, latitude, longitude e elevação. Uma das aplicações será no novo aplicativo Apple Maps: ao navegar para um endereço, o relógio mostrará exatamente onde dobrar, seguindo os passos do usuário conforme se move.

Já a autonomia continua a mesma da geração passada, mesmo com a nova tela que nunca apaga. Segundo a Apple, o smartwatch funciona 18 horas com uma carga.

Novo Apple Watch traz bússola — Foto: Divulgação/Apple

Software e recursos

O aparelho roda o watchOS 6, sistema que traz novos mostradores e aplicativos como o Cycle Tracking, que monitora ciclo menstrual, e o Noise, que avisa quando o som ambiente está alto demais e pode prejudicar a audição. Outra novidade está no botão de emergência, que passa a fazer uma ligação para autoridades locais automaticamente em 150 países, mesmo que o iPhone não esteja por perto.

O relógio também é compatível com o Activity Trends, uma função do iPhone que fornece uma análise de desempenho e dados de saúde de longo prazo. O software não exclusividade do novo modelo e será liberado em setembro para todas as gerações do smartwatch, com exceção da primeira.

Botão de pânico do Apple Watch faz ligação automática em 150 países — Foto: Divulgação/Apple

Preço e onde comprar

A Apple irá disponibilizar o Apple Watch Series 5 nos EUA em 20 de setembro por US$ 399 para a versão apenas com GPS, e US$ 499 para o modelo com chip eSIM (GPS + Celular). Os valores podem variar dependendo do revestimento e do tipo de pulseira. O produto ainda não tem preço nem data prevista para chegar ao Brasil. A expectativa é de que ocorra até o fim do ano.

O lançamento substitui o Series 4, mas o modelo de 2018 ainda pode ser encontrado no varejo brasileiro: no comércio eletrônico, é visto por cerca de R$ 2.100. A versão 4, vale lembrar, está livre do defeito na tela admitido pela empresa no início do mês.

Via Apple (1/2)

iPhone 11 em mãos: saiba preço e tudo sobre o lançamento da Apple de 2019

iPhone 11 em mãos: saiba preço e tudo sobre o lançamento da Apple de 2019

Mais do TechTudo