Por Bruna Telles, para o TechTudo


Com gráficos realistas, o cenário competitivo de jogos de corrida como Gran Turismo Sport e Forza Motorsport 7, tenta ser fiel à vida real em vários aspectos. As regras dos torneios do gênero são baseadas no regulamento usado na Fórmula 1, e as competições contam com duplas de narração para transmitir as corridas. Já os formatos de disputa são uma combinação de elementos do automobilismo tradicional, com características do esporte eletrônico. Confira, a seguir, como os jogos de corrida se inspiram em competições reais, proporcionando uma experiência ainda mais emocionante para competidores e fãs.

Gráficos realistas

McLaren MP4/4, pilotada pelo brasileiro Ayrton Senna, entrou na lista de carros de Forza Motorsport 6 — Foto: Divulgação/Turn 10 Studios McLaren MP4/4, pilotada pelo brasileiro Ayrton Senna, entrou na lista de carros de Forza Motorsport 6 — Foto: Divulgação/Turn 10 Studios

McLaren MP4/4, pilotada pelo brasileiro Ayrton Senna, entrou na lista de carros de Forza Motorsport 6 — Foto: Divulgação/Turn 10 Studios

Um momento de destaque na história dos jogos de corrida foi a inserção da tecnologia 3D em meados dos anos 90. A novidade fez com que os gráficos ficassem ainda mais fieis e o clima do jogo mais dinâmico, com automóveis e pilotos reais ou pistas famosas no mundo inteiro. Pela série Forza Motorsport já passaram carros como a McLaren MP4/4, pilotada por Ayrton Senna, e o icônico Indianapolis Motor Speedway. A Fórmula 1 e o FIA World Rallycross Championship (WRC) desenvolveram suas próprias franquias, trazendo pistas como Circuit de Catalunya, na Espanha, Mônaco, e pilotos como Lewis Hamilton.

O universo dos rallys também é representado pela série DiRT, antes conhecida como Collin McRae Rally. Os jogos da NASCAR, como as séries Thunder e Heat, focam no automobilismo norte-americano, trazendo pistas como Talladega Superspeedway e carros como Ford Fusion, Toyota Camry, e pilotos como Kevin Harvick e Kyle Bush.

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Regras

Jogadores que disputaram a fase decisiva da GT Sport Championship em 2018 — Foto: Reprodução/Autosport Jogadores que disputaram a fase decisiva da GT Sport Championship em 2018 — Foto: Reprodução/Autosport

Jogadores que disputaram a fase decisiva da GT Sport Championship em 2018 — Foto: Reprodução/Autosport

O cenário competitivo de jogos de corrida como F1 Esports Series, a eNASCAR Heat Pro league e o eSports WRC também se inspira nos regulamentos de categorias de automobilismo reais. O livro de regras destas categorias prevê proibições para casos como apostas, consumo de drogas e álcool, ou conduta anti-desportiva - como insultos e violência física.

Também existem regras para o comportamento dentro de pista, onde batidas e freadas propositais, direção agressiva em excesso, bloqueios, queimar a largada, dirigir no sentido errado, ou mudar o trajeto na pista muitas vezes, são passíveis de punição. Estas, tal como na vida real, podem vir na forma de avisos verbais, perda de posições no grid de largada, acréscimo de tempo na volta do piloto, tempo excluído ou até mesmo a desclassificação (bandeira preta).

Cenários

Interlagos: pista brasileira ganhou versão super realista em Gran Turismo Sport — Foto: Divulgação/Polyphony Digital Interlagos: pista brasileira ganhou versão super realista em Gran Turismo Sport — Foto: Divulgação/Polyphony Digital

Interlagos: pista brasileira ganhou versão super realista em Gran Turismo Sport — Foto: Divulgação/Polyphony Digital

Com a introdução da tecnologia 3D, as pistas dos jogos passaram a contar com muitos detalhes. Um exemplo é Interlagos, presença marcante no mundial de Fórmula 1, que aparece em Gran Turismo Sport, iRacing, além dos próprios jogos da franquia. Outro caso é o Suzuka Circuit, no Japão, que aparece também em Gran Turismo Sport e nos jogos da F1. Nela, o brasileiro Ayrton Senna venceu duas vezes, conquistando o título de 1988.

Outro destaque é a pista de Spa-Francorchamps, na Bélgica, que aparece nos jogos Assetto Corsa e Project Cars 2, e é considerada uma das mais desafiadoras do automobilismo. O Texas Motor Speedway é presença em NASCAR Heat 3, e na Fórmula Indy. No Texas, o Brasil venceu com Helio Castroneves (2004, 2006, 2009 e 2013), Gil de Ferran (2003) e Tony Kanaan (2004).

Narração

Chris Wilner e Hannah Newhouse narram a Pro League de NASCAR Heat, e também trabalham na cobertura da NASCAR tradicional — Foto: Youtube/NASCAR Heat Chris Wilner e Hannah Newhouse narram a Pro League de NASCAR Heat, e também trabalham na cobertura da NASCAR tradicional — Foto: Youtube/NASCAR Heat

Chris Wilner e Hannah Newhouse narram a Pro League de NASCAR Heat, e também trabalham na cobertura da NASCAR tradicional — Foto: Youtube/NASCAR Heat

A exemplo das transmissões tradicionais, os torneios de jogos de corrida também contam com duplas de narradores. Chris Wilner e Hannah Newhouse comandam a Pro League de NASCAR Heat, enquanto Tom Brooks é uma das vozes que transmite a Gran Turismo Pro Am. Na F1 Esports Series, quem narra as disputas é a dupla Justin Sutton e Chris Buxton.

Formato

F1 Esports Series segue o mesmo modelo de disputa da Fórmula 1 — Foto: Reprodução/The Esports Observer F1 Esports Series segue o mesmo modelo de disputa da Fórmula 1 — Foto: Reprodução/The Esports Observer

F1 Esports Series segue o mesmo modelo de disputa da Fórmula 1 — Foto: Reprodução/The Esports Observer

Os torneios de jogos de corrida também seguem linhas similares às competições reais no quesito de disputas por pódio e melhores pontuações. Na eSports WRC, os pilotos pontuam em cada round dos diferentes rallys, e os oito melhores disputam a grande final. A F1 Esports Series também segue o esquema da Fórmula 1, os dez primeiros pontuam, e sagra-se campeão o piloto com mais pontos. A Pro League de NASCAR Heat dá pontos a todos os colocados, e após a temporada regular, ocorre a disputa dos playoffs entre os pilotos dentro da zona de classificação.

Mais do TechTudo