Por Filipe Garrett, para o TechTudo


A Sony anunciou novas versões do Walkman nesta quinta-feira (5). O modelo NW-ZX507 é o top de linha da série, enquanto o NW-A105 tem um perfil mais compacto. O dispositivo também ganhou uma edição comemorativa dos 40 anos do aparelho. Os produtos começam a chegar ao mercado a partir de novembro, mas ainda não há previsão de lançamento no Brasil. A marca japonesa também anunciou três fones sem fio: o h.ear WH-H910N, o WF-H800 Hear.In 3 e o WI-1000XM2.

O primeiro fone traz cancelamento de ruído como principal destaque, enquanto o segundo chega para competir diretamente com os AirPods, da Apple, e com o Galaxy Buds, da Samsung. Por fim, o WI-1000XM2 traz uma neckband, e pode ser interessante para praticantes de esportes. Os aparelhos foram apresentados na IFA 2019, feira de tecnologia que acontece até o dia 11 de setembro em Berlim, na Alemanha.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Novo Walkman comemora 40 anos do reprodutor e promete som de alta resolução — Foto: Divulgação/Sony Novo Walkman comemora 40 anos do reprodutor e promete som de alta resolução — Foto: Divulgação/Sony

Novo Walkman comemora 40 anos do reprodutor e promete som de alta resolução — Foto: Divulgação/Sony

Os novos Walkman rodam Android e são direcionados a consumidores que exigem a maior qualidade possível de reprodução de som. O modelo NW-ZX507 vem com 64 GB de espaço e usa tecnologias de processamento de som de alta fidelidade e permite consumo de músicas de várias fontes simultâneas por meio do Android Pie (9). O aparelho conta com tela de 3,6 polegadas e construção em alumínio.

A alta fidelidade se explica no NW-ZX507 pelo suporte à reprodução de amostras de 384 kHz/32 bits PCM, o que se traduz em um dispositivo capaz de fazer justiça a arquivos de áudio de alta qualidade. O novo Walkman tem ainda um amplificador digital S-Master HX para reduzir distorções e melhorar a qualidade de som.

O modelo vem com bateria com duração para 20 horas e pesa 164 gramas. Já os NW-A105 oferecem recursos parecidos, inclusive com direito a tela de 3,6 polegadas, mas bateria mais generosa, que chega a 26 horas. A versão também tem um perfil mais compacto e pesa 103 gramas.

Modelo NW-A105 conta com edição comemorativa — Foto: Divulgação/Sony Modelo NW-A105 conta com edição comemorativa — Foto: Divulgação/Sony

Modelo NW-A105 conta com edição comemorativa — Foto: Divulgação/Sony

Outras diferenças nas especificações ficam por conta dos recursos de processamento de áudio e a capacidade de armazenamento, restrita a 16 GB. Além disso, a linha NW-A105 conta com uma edição especial de comemoração dos 40 anos do Walkman, que vem acompanhada de um case que celebra o aniversário, além de uma pintura comemorativa.

Além de Wi-Fi, os novos Walkman têm conectividade Bluetooth e NFC, e permitem o uso de cartões de memória microSD. As vendas dos NW-A105 começam em novembro a 320 libras (cerca de R$ 1.600 mil em conversão direta) no Reino Unido para a versão de 16 GB. Já o mais ambicioso NW-ZX507 chega em janeiro de 2020 a 750 libras (cerca de R$ 3.790 mil em conversão direta).

Fone para o Walkman

Fone colorido tem cancelamento de ruído e bateria de 35 horas — Foto: Divulgação/Sony Fone colorido tem cancelamento de ruído e bateria de 35 horas — Foto: Divulgação/Sony

Fone colorido tem cancelamento de ruído e bateria de 35 horas — Foto: Divulgação/Sony

Entre os fones de ouvido, o modelo h.ear WH-H910N desponta como alternativa interessante para quem está de olho no Walkman. Com cancelamento de ruído, os fones de design over-the-ear oferecem também um sistema que adapta a reprodução de áudio de acordo com o ambiente em que o usuário está.

Outra funcionalidade do h.ear WH-H910N é a possibilidade de colocar a mão sobre o ouvido para reduzir o som da música por um intervalo de tempo curto, algo que é prático para quem usa os fones em público, ou no ambiente de trabalho, por exemplo. O recurso está presente em modelos como o WH-1000XM2 e WH-1000XM3.

Com bateria generosa de 35 horas, o h.ear WH-H910N pode também ser usado com cabo. Os fones chegam ao mercado do Reino Unido em dezembro, com preços na faixa das 250 libras (aproximadamente R$ 1.260 mil em conversão direta).

Fones sem fio para diferentes públicos

WF-H800 Hear.In 3 são a nova opção da Sony aos AirPods — Foto: Divulgação/Sony WF-H800 Hear.In 3 são a nova opção da Sony aos AirPods — Foto: Divulgação/Sony

WF-H800 Hear.In 3 são a nova opção da Sony aos AirPods — Foto: Divulgação/Sony

Os novos WF-H800 são fones sem fio para competir diretamente com os AirPods, da Apple. Segundo a fabricante, os novos modelos permitem até 16 horas de bateria, sendo oito horas dos fones em si e outras oito garantidas pelo estojo que os acompanha.

De design ergonômico, os fones têm o que a Sony chama de “tri-fold”, pensado para render um dispositivo mais estável e confortável quando colocado na orelha. Disponíveis em várias cores, os fones têm drivers de 6 mm e devem chegar ao mercado em janeiro a preços que saem dos US$ 349, (cerca de R$ 1.448 mil).

Versão com neckband é interessante para atletas e entra em comercialização em janeiro de 2020 — Foto: Divulgação/Sony Versão com neckband é interessante para atletas e entra em comercialização em janeiro de 2020 — Foto: Divulgação/Sony

Versão com neckband é interessante para atletas e entra em comercialização em janeiro de 2020 — Foto: Divulgação/Sony

Outra alternativa são os novos WI-1000XM2. Com design neckband, o modelo conta com tecnologia de cancelamento de ruído e promessa de som de alta qualidade. Os fones WI-1000XM2 também contam com processamento de som de 32 bits e prometem bateria para 10 horas de uso, com direito a tecnologia de recarga rápida. Segundo a fabricante, 10 minutos na tomada bastam para abastecer o fone com 80 minutos de carga.

Compatíveis com Alexa e Google Assistente, os novos WI-1000XM2 chegam ao mercado internacional em janeiro por preços a partir de US$ 370 (cerca de R$ 1.530 mil).

Via Sony (1, 2, 3 e 4), Tech Radar, The Verge, Pocket Lint

Quais modelos de fone de ouvido indicam? Comente no Fórum do TechTudo

Direto da IFA:

Galaxy A90 5G: conheça o celular da Samsung

Galaxy A90 5G: conheça o celular da Samsung

Mais do TechTudo