Placas

Por Victor Toledo, para o TechTudo


O Raspberry Pi 4 é a geração mais recente do mini PC, e traz uma série de novidades em relação ao modelo anterior. Disponível para comprar por a partir de US$ 35, algo em torno de R$ 146, o dispositivo conta com processador quad-core e memória RAM de até 4 GB. Além disso, oferece suporte para até dois monitores em 4K, uma das atualizações que prometem ser úteis para quem deseja um computador para o dia a dia.

O Raspberry Pi é interessante para criar sistemas portáteis e de automação conectados à Internet das Coisas (IoT), videogames retrôs e até servidores da web, por exemplo. Conheça, a seguir, mais detalhes sobre a nova versão do miniPC e saiba se vale a pena para você. Vale ressaltar que o produto ainda não está à venda no Brasil, sendo necessário importar.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Apesar das várias melhorias no hardware, Pi 4 mantem o mesmo formato do Pi 3 — Foto: Divulgação/Raspberry Pi Foundation

Ficha técnica

  • Lançamento: junho de 2019
  • Preço: a partir de US$ 35
  • Processador: Broadcom (Cortex-A72 quad-core de até 1,5 GHz)
  • Memória RAM: 1 GB, 2 GB ou 4 GB de DDR4
  • Gráficos: VideoCore de 500 MHz com suporte até 4K a 60 fps
  • Conectividade: USB-C (energia), 2x USB 3.0, 2x USB 2.0, 2x micro HDMI, fone de ouvido, microSD, Gigabit Ethernet, Wi-Fi, Bluetooth

Especificações

Raspberry Pi 4 conta com processador Broadcom com velocidade superior ao Pi 3 — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

O Raspberry Pi 4 conta com um processador quad-core da Broadcom, com velocidades de até 1,5 GHz em cada um de seus núcleos Cortex-A72, mais poderosos do que os A53 do antigo Pi 3. Dessa forma, o novo modelo promete um processamentos de dados ainda superior em relação à antiga geração.

Outro detalhe importante das fichas técnicas é a quantidade de memória RAM. O Raspberry Pi 4 pode ser adquirido com 1 GB, 2 GB ou 4 GB de RAM no padrão DDR4, mais recente e rápido que as versões anteriores. A Raspberry Foundation, entidade que desenvolve o miniPC, afirma que, com essas especificações, o Pi 4 funciona de forma equivalente a um desktop de entrada, sendo uma opção mais barata.

Recursos extras

Raspberry Pi 4 pode ser útil para infinitos projetos — Foto: Divulgação/Raspberry Foundation

O Raspberry Pi 4 conta com algumas melhorias relacionadas a conectividade e funcionalidades. A nova geração da placa chega com duas portas USB 3.0 e conexão de rede pela interface Gigabit Ethernet. Além disso, o modelo mais novo conta com Bluetooth 5.0 e USB-C no lugar do microUSB para conexão com fontes de energia, padrões mais recentes que prometem maior desempenho.

O Pi 4 ainda traz hardware com capacidade para decodificar vídeos em H.265, o que torna a placa mais robusta como central de mídia. Além disso, a presença de duas interfaces microHDMI permitem usar um Raspberry Pi 4 para controlar dois monitores em resolução 4K ao mesmo tempo.

Tipos de uso

Raspberry Pi é muito usado para emulação de videogames antigos — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

Além de ser possível utilizar o Pi 4 como um computador básico, a placa oferece algumas outras funções. O Raspberry Pi pode virar um media center, sendo uma alternativa barata para qualquer TV Box com Android TV, por exemplo. Além disso, sabendo o básico de programação, é possível transformar seu Pi 4 em um videogame utilizando emuladores disponíveis na internet.

Outros projetos interessantes envolvem utilizar o Raspberry Pi como o núcleo de um drone e até para desenvolver tablets e câmeras de segurança. Assim como outros exemplos citados anteriormente, não faltam tutoriais na Internet explicando o que você precisa fazer para montar seu projeto.

Preço e custo-benefício

O modelo mais simples à venda pela empresa conta com com 1 GB de RAM e está à venda por US$ 35, algo em torno de R$ 146 em conversão direta, sem impostos. Já o modelo intermediário aparece por US$ 45, aproximadamente R$ 187, trazendo 2 GB de memória. A placa mais avançada é a variante com 4 GB de RAM, que custa US$ 55, ou R$ 229 na cotação atual.

Já o custo-benefício é interessante. Pelas funcionalidades e recursos oferecidos é possível desenvolver um desktop simples gastando pouco. A inclusão de maior quantidade de memória RAM possibilita a competição até mesmo com alguns notebooks intermediários.

O que mudou?

Raspberry Pi 3 não conta com suporte para monitores 4K — Foto: Foto: Filipe Garrett/TechTudo)

Com processador mais poderoso, memória RAM de até 4 GB e suporte ao 4K, a placa trouxe upgrades significativos que devem ser suficientes para substituir um desktop básico, diferente do Pi 3, que contém algumas limitações. O Raspberry Pi 3 está disponível para comprar com apenas 1 GB de RAM DDR2, antigo padrão de memória que começou a sair de circulação entre os anos de 2007 e 2008 nos PCs. O Pi 4, que poderá ser adquirido com 1 GB, 2 GB ou 4 GB de RAM, usa o padrão DDR4, mais recente e rápido.

Há ainda diferenças importantes na capacidade de processamento gráfico entre as plaquinhas. O Pi 3 é capaz de dar saída a uma resolução máxima de 1080p a 60 fps. O Pi 4, por outro lado, pode controlar telas 4K a 60 fps.

Tem como fazer um upgrade no Raspberry Pi 3? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo