Caixas de som

Por Thássius Veloso — Nova York, EUA


A aposta do Google na casa conectada ganha reforço nesta terça-feira (15) com o lançamento do Nest Mini, aparelho que combina caixa com assistente virtual capaz de seguir comandos de voz. A empresa confirmou ao TechTudo que o dispositivo será vendido no Brasil “nos próximos meses”, sem especificar data ou preço sugerido. Nos Estados Unidos tem preço sugerido de US$ 49, cerca de R$ 205.

Há expectativa de que o gigante da internet consiga vender o equipamento no mercado doméstico ainda este ano. Os envolvidos no projeto trabalham contra o tempo para que seja possível vender o Mini a tempo do Natal.

Sucessora do Google Home Mini (na foto) estreia nesta terça-feira (15) — Foto: Divulgação/Google Sucessora do Google Home Mini (na foto) estreia nesta terça-feira (15) — Foto: Divulgação/Google

Sucessora do Google Home Mini (na foto) estreia nesta terça-feira (15) — Foto: Divulgação/Google

Para quem não está familiarizado com o nome, Nest Mini é o sucessor do Google Home Mini. A empresa de tecnologia optou por utilizar a marca Nest para todos o aparato relacionado com Internet das Coisas e casa conectada. As funcionalidades, no entanto, permanecem as mesmas: ouvir e reproduzir som.

A Nest Mini é capaz de telefonar para contatos, checar as notícias, controlar outros dispositivos que estejam conectados à rede doméstica e dar play em músicas, entre outras funções. Os recursos dependem do Google Assistente, sistema de inteligência artificial que o Google salpicou em celulares, tablets, TVs e caixas de som.

Vale lembrar que recentemente a Amazon fez sua primeira incursão no Brasil com os dispositivos conectados à assistente Alexa. O Echo Dot custa os mesmos US$ 49 nos Estados Unidos. Em território nacional, o preço oficial fica em R$ 249. Ainda não se sabe quanto o Google pretende cobrar dos consumidores brasileiros pelo aparelho rival.

A apresentação do equipamento ocorre junto com o anúncio do Google Pixel 4 e do Google Pixel 4 XL. O evento Made by Google ocorre em Nova York, tendo como foco o hardware desenvolvido internamente pelos engenheiros da empresa. A companhia aproveita a ocasião para mostrar ao mundo sua visão do que será a tecnologia no futuro.

O jornalista viajou para os Estados Unidos a convite do Google.

Mais do TechTudo