Sistemas operacionais

Por Paulo Alves, para o TechTudo


A Apple liberou para download, nesta segunda-feira (7), o macOS Catalina, nova atualização do sistema operacional que roda em Macs. O software havia sido lançado em junho, durante a WWDC 2019, e até então estava em período de teses – foram dez versões Beta até a fase final. Entre as principais novidades está o fim do iTunes, com funções divididas entre o Finder e três aplicativos, além de melhorias no recurso de localização remota e em diversos apps nativos. Algumas ferramentas, porém, ficaram conhecidas por terem sido "copiadas" de rivais.

O update é gratuito e está disponível para o MacBook de 12”, MacBook Air, MacBook Pro, iMac e Mac Mini com versões fabricadas a partir de 2012, além do Mac Pro (a partir de 2013) e do iMac Pro. Para baixar, basta clicar no botão com ícone de maçã no topo esquerdo da tela, acessar as preferências do sistema e abrir o menu “Atualização de software”.

macOS: cinco destaques do novo sistema da Apple para computadores e notebooks

macOS: cinco destaques do novo sistema da Apple para computadores e notebooks

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Uma das principais mudanças do macOS Catalina é a ausência do iTunes. As funções de streaming de música e biblioteca de canções compradas ficaram no app Apple Music. Já o acervo de filmes e séries comprados, canais de streaming como Netflix e, em breve, o serviço Apple TV+, ficam a cargo do app TV. Os podcasts também ganharam um programa só seus. Já a sincronização com outros dispositivos será feita diretamente pelo Finder.

Outra estreia é o Tempo de Uso, que mostra um resumo dos apps usados e permite criar limites e alertas diários para categorias de atividades. Já o Sidecar é um recurso nativo que permite usar um iPad como segunda tela. A expectativa também é que, a partir de agora, vários apps do tablet da Apple sejam migrados para Mac e passem a aparecer na loja para download – a empresa chama a iniciativa de Project Catalyst.

macOS Catalina desmembra iTunes em três novos apps e no Finder — Foto: Divulgação/Apple

Entre os recursos que já existiam, o destaque vai para o localizador de aparelhos da Apple, que passa a ser acessível por um aplicativo separado capaz de mostrar a posição de notebooks mais recentes da marca sem depender de Internet. Além disso, os lembretes estão mais organizados e passam a reconhecer contexto e sugerir ações, e a Siri passa a executar ações mais complexas por meio de reconhecimento de voz. Apps como Fotos, Email, Notas e Safari também ganham aprimoramentos.

Via Apple

Mais do TechTudo