Placas

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


A Nvidia revelou novas versões super das placas GeForce GTX 1650 e GTX 1660. Os novos modelos chegram com memória RAM GDDR6. Além disso, a GTX 1650 Super ganhou uma série de reforços, com direito a processador gráfico mais rápido e com mais núcleos de processamento. Das duas novas placas, a única que já está à venda é a Super da GTX 1660, que custa US$ 229 (R$ 914, em conversão direta). A GTX 1650 Super chega ao consumidor apenas em novembro e não teve seu preço revelado.

Poderosas, as novas placas foram projetadas para fornecer ainda mais potência na reprodução de jogos, como Fortnite, PUBG e Apex Legends. Usando um dos modelos, o usuário vai conseguir até 2 vezes mais desempenho do que nas gerações anteriores da placas da Nvidia. Veja, abaixo, todas as especificações das novas placas Super GTX 1650 e Super GTX 1660.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

GTX 1660

Nova GTX 1660 Super tem memória mais rápida e performance que chega perto da GTX 1660 Ti — Foto: Divulgação/Nvidia Nova GTX 1660 Super tem memória mais rápida e performance que chega perto da GTX 1660 Ti — Foto: Divulgação/Nvidia

Nova GTX 1660 Super tem memória mais rápida e performance que chega perto da GTX 1660 Ti — Foto: Divulgação/Nvidia

Voltada para games em Full HD a 60 FPS, a GeForce GTX 1660 Super continua com as mesmas especificações técnicas de processador gráfico (GPU). No interior do chip, são 1.408 núcleos CUDA de processamento, capazes de trabalhar em velocidades entre 1.530 e 1.785 MHz.

As novidades da GTX 1660 Super se concentram na memória, que agora é de 6GB de GDDR6. A RAM da placa funciona a velocidades de 14 gigabits por segundo e, junto com a conexão com a GPU por meio de uma interface de 192 bits, rende à placa uma largura de banda de 336 gigabytes por segundo na troca de dados entre processador gráfico e RAM. A presença de uma memória mais rápida impactou na TDP, que ficou um pouco maior. As novas 1660 são placas de 125w. Em seu modelo anterior, as placas da Nvidia contavam com apenas 120w.

GTX 1660 Super fica mais rápida com a GDDR6 — Foto: Divulgação/Nvidia GTX 1660 Super fica mais rápida com a GDDR6 — Foto: Divulgação/Nvidia

GTX 1660 Super fica mais rápida com a GDDR6 — Foto: Divulgação/Nvidia

GTX 1650

Com a GTX 1650 Super, as GTX 1650 se tornam as placas mais simples da geração atual da Nvidia — Foto: Divulgação/Gigabyte Com a GTX 1650 Super, as GTX 1650 se tornam as placas mais simples da geração atual da Nvidia — Foto: Divulgação/Gigabyte

Com a GTX 1650 Super, as GTX 1650 se tornam as placas mais simples da geração atual da Nvidia — Foto: Divulgação/Gigabyte

Com mais mudanças do que o modelo GTX 1660, a GTX 1650 chega com armazenamento turbinado e mais algumas modificações no sistema de processamento gráfico. O primeiro número expressivo do upgrade é a contagem de núcleos CUDA de processamento, que atinge 1.280 na nova Super GTX 1650. A velocidade de processamento também mudou, passando de 1.665 MHz na versão anterior para uma variação entre 1.530 a 1.725 MHz no novo modelo.

A Nvidia manteve a mesma quantidade de RAM da versão anterior, trocando apenas o padrão de memória para o GDDR6. Isso garante que a 1650 Super tenha 4GB de GDDR6, que atingem até 12 Gb/s de velocidade e que proporcionam uma banda de 192 GB/s de comunicação entre memória e processador gráfico na nova placa.

Novidades no GeForce Experience

Nova versão do GeForce Experience traz novidades como suporte a ReShade Filters — Foto: Reprodução/Filipe Garrett Nova versão do GeForce Experience traz novidades como suporte a ReShade Filters — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Nova versão do GeForce Experience traz novidades como suporte a ReShade Filters — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

O GeForce Experience, software avançado da Nvidia, passará a suportar o ReShade Filters, recurso que permite ao usuário aplicar filtros que mudam a estética de jogos conseguem aprimorar a qualidade gráfica de uma série de títulos. O suporte será garantido a 650 títulos diferentes com o uso de filtros pré-aprovados pela Nvidia.

Outra novidade é o Image Sharpening, que chega como alternativa do time verde ao Radeon Image Sharpening disponível há alguns meses para usuários de placas AMD. A técnica funciona de forma similar e permite a aplicação de efeitos de pós-processamento para melhorar a nitidez de imagens.

De resto, os novos drivers melhoram o suporte a monitores FreeSync por parte de placas GeForce e também traz melhorias para o G-Sync, a versão proprietária da Nvidia da tecnologia de sincronização entre placa e telas para eliminação de artefatos e defeitos de renderização como o chamado “screen tearing”.

Quais as melhores marcas de TV atualmente? Opine no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo