Celulares

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Exynos 990 é o novo processador avançado da Samsung para celulares. Além de promover melhoras em performance e eficiência, com promessa de 20% mais rapidez que o antecessor, o chip mantém o processo de manufatura em 7 nanômetros e suporte a tecnologias como tela de 120 Hz e câmera de até 108 megapixels. Provável componente do sucessor do Galaxy S10, o Exynos 990 deve chegar ao mercado apenas em 2020.

Processador tem oito núcleos e pode pintar no Galaxy S11 — Foto: Divulgação/Samsung Processador tem oito núcleos e pode pintar no Galaxy S11 — Foto: Divulgação/Samsung

Processador tem oito núcleos e pode pintar no Galaxy S11 — Foto: Divulgação/Samsung

O Exynos 990 é composto de oito núcleos de processamento, dos quais dois são de alto desempenho, outros dois usam a arquitetura de referência da ARM na forma dos Cortex-A76, restando ainda outros quatro núcleos Cortex-A55 de menor performance, mas maior economia de energia. A Samsung, no entanto, não revelou os clocks do novo processador.

O processador promove suporte às memórias RAM LPDDR5 – substitutas naturais do LPDDR4 usado hoje em celulares –, além de possibilitar telas de até 120 Hz, tendência que pode acabar saindo do domínio dos celulares gamers depois que o Google apresentou o Pixel 4 com display de 90 Hz. Jogos eletrônicos ficam mais fluidos com painéis deste tipo.

Em termos de suporte a câmeras, o Exynos tem a habilidade de controlar até seis sensores de imagens diferentes. Há a possibilidade também de que o 990 controle o sensor de 108 megapixels da Samsung.

Exynos Modem 5123 é o primeiro modem 5G do mundo em 7 nanômetros — Foto: Divulgação/Samsung Exynos Modem 5123 é o primeiro modem 5G do mundo em 7 nanômetros — Foto: Divulgação/Samsung

Exynos Modem 5123 é o primeiro modem 5G do mundo em 7 nanômetros — Foto: Divulgação/Samsung

O Exynos 990 ele não traz modem 5G embutido, ao contrário do atual Exynos 980. Para sanar a omissão, a Samsung também anunciou o Exynos Modem 5123, unidade 5G que tem a virtude de ser a primeira do mundo construída em 7 nanômetros.

De acordo com a Samsung, o 5123 opera com redes de quinta geração nas faixas abaixo de 6 GHz e também em frequências mmWave, prometendo velocidades de download de até 5,1 Gb/s para redes de até 6 GHz e de 7,35 Gb/s em redes mmWave. A fabricação em massa dos dois componentes começa no fim do ano.

Com informações de Samsung e The Verge

Confira o lançamento do Galaxy Note 10 e do Galaxy Note 10 Plus (Samsung)

Confira o lançamento do Galaxy Note 10 e do Galaxy Note 10 Plus (Samsung)

Mais do TechTudo