Celulares

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


O futuro processador para celulares Snapdragon 865 deve ser anunciado pela Qualcomm apenas em 3 de dezembro, mas diversos detalhes já vazaram na internet. O futuro chip de ponta da marca deverá surgir com modem 5G integrado, além de trazer 20% mais desempenho e eficiência energética, sobretudo em virtude da adoção da arquitetura Cortex-A77 e um processo de manufatura em 7 nanômetros.

Processador top de linha de 2020 vem com 5G e oito núcleos — Foto: Divulgação/Qualcomm Processador top de linha de 2020 vem com 5G e oito núcleos — Foto: Divulgação/Qualcomm

Processador top de linha de 2020 vem com 5G e oito núcleos — Foto: Divulgação/Qualcomm

Além do 5G incluído no processador, o sucessor do Snapdragon 855 inauguraria a era das memória RAM LPDDR5, em substituição do LPDDR4 usado atualmente. São componentes mais rápidos e mais eficientes no consumo de energia.

Os vazamentos também indicam que o novo Snapdragon deverá render 20% mais performance, se comparada com o Snapdragon 855 Plus, atual chip premium da Qualcomm. Esse ganho em performance se daria pelo uso da nova arquitetura de referência, mas também pelo salto para um processo de manufatura em sete nanômetros diante dos oito usados nos processadores atuais da marca.

A aposta é de que o processador continue octa-core apostando em um único núcleo de alta performance desenhado a partir do design de referência Cortex-A77 da ARM. Os rumores que vazaram na rede social Weibo apontam para que a velocidade máxima do núcleo seja de 2,84 GHz.

Novo Snapdragon 865 seria 20% mais rápido que o 855 Plus usado em aparelhos como o ROG Phone 2 da Asus — Foto: Divulgação/Asus Novo Snapdragon 865 seria 20% mais rápido que o 855 Plus usado em aparelhos como o ROG Phone 2 da Asus — Foto: Divulgação/Asus

Novo Snapdragon 865 seria 20% mais rápido que o 855 Plus usado em aparelhos como o ROG Phone 2 da Asus — Foto: Divulgação/Asus

O Snapdragon 865 ofereceria ainda outros três núcleos derivados dos A77, rodando a 2,42 GHz. Os outros quatro núcleos adotariam um mecanismo inspirado nos Cortex-A55, que abrem mão da alta performance em favor de melhor eficiência energética. Os vazamentos indicam que esses núcleos atingiriam 1,8 GHz.

Os ganhos de desempenho gráfico também seriam de até 20% por conta do uso da Adreno 650 em no lugar da Adreno 640 - em uso nos top de linha da Qualcomm atuais.

Com informações de Weibo, GSM Arena e Tech Radar

Motorola One Macro: conheça preço e ficha técnica

Motorola One Macro: conheça preço e ficha técnica

Mais do TechTudo