Players

Por Rodrigo Fernandes, para o TechTudo


Amazon Music e Spotify são serviços de streaming de música disponíveis com diferentes planos e preços no Brasil. Enquanto o Spotify oferece uma versão gratuita com reprodução de anúncios, a plataforma da Amazon só tem planos grátis fora do Brasil.

Ambos possuem catálogos com milhões de músicas nacionais e internacionais que podem ser ouvidas no celular, na web e em outras plataformas, usando playlists personalizadas ou estações organizadas por gênero. Confira, a seguir, um comparativo de vantagens e desvantagens do Amazon Music e do Spotify.

Quatro funções do Spotify que você precisa conhecer

Quatro funções do Spotify que você precisa conhecer

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Planos e valores

A assinatura do Amazon Prime Music faz parte do pacote Amazon Prime, que libera também o Amazon Prime Video, compras com frete grátis no Brasil, entre outros benefícios, ao preço de R$ 9,90 por mês. Nessa modalidade, o usuário tem acesso a um catálogo com 2 milhões de músicas nacionais e internacionais, um número que se torna limitado se levarmos em consideração que alguns títulos são adicionados ou removidos esporadicamente do app. Apesar disso, a execução das faixas é ilimitada, mas só é possível ouvir as músicas em um dispositivo por vez.

Já a versão Amazon Music Unlimited é mais cara, custando R$ 16,90 mensais de forma separada. Neste plano, o usuário tem acesso a 60 milhões de músicas. Ainda é possível optar pelo Unlimited Família, que dá acesso a seis dispositivos simultâneos, cada um com sua biblioteca individual, por R$ 25,90 por mês, ou pelo plano Prime Echo, assinatura dedicada aos proprietários do Amazon Echo, que reproduz música com ajuda da Alexa, e que custa R$ 6,90 por mês.

Spotify e Amazon Prime Music possuem layouts parecidos — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes Spotify e Amazon Prime Music possuem layouts parecidos — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes

Spotify e Amazon Prime Music possuem layouts parecidos — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes

O Spotify tem mais opções de assinatura. É possível adquirir uma conta Premium individual, ao preço de R$ 16,90 por mês; uma conta universitária, que garante 50% de desconto para estudantes, ao valor de R$ 8,50 por mês; uma conta dupla, ideal para casais, que custa R$ 21,90; e o plano Família, que libera seis contas Premium para pessoas que residem no mesmo endereço, também com bibliotecas individuais, custando R$ 26,90 por mês. Todas as opções liberam o catálogo completo do streaming.

O Spotify tem ainda um plano grátis, que libera milhões de músicas em playlists que só podem ser reproduzidas em uma ordem escolhida pelo próprio aplicativo, com algumas exceções em que a reprodução é livre. O ouvinte também vai se deparar com anúncios entre uma faixa e outra. A Amazon lançou recentemente um plano grátis para o Prime Music, mas ainda não está disponível no Brasil.

Caso o usuário queira experimentar os planos pagos antes de fazer a assinatura, é possível testar o Amazon Prime sem custos por 30 dias e o Spotify por três meses.

Disponibilidade em plataformas

Os dois serviços podem ser usados em celulares e tablets, por meio de aplicativos próprios para iPhone (iOS) e Android, e no computador, por um programa que pode ser baixado em Windows e macOS, ou através das versões Web, acessáveis diretamente no navegador.

Enquanto o Spotify também pode ser acessado em smart TVs da Samsung, Android TV, Amazon Fire TV, Chromecast, Playstation e Xbox One, o Amazon Prime só tem integração com a Alexa nos dispositivos Amazon Echo e com o Amazon Fire TV.

Spotify tem aplicativo para smart TVs Samsung — Foto: Reprodução/The Verge Spotify tem aplicativo para smart TVs Samsung — Foto: Reprodução/The Verge

Spotify tem aplicativo para smart TVs Samsung — Foto: Reprodução/The Verge

Quantidade de faixas disponíveis no catálogo

O Spotify informa ter 50 milhões de faixas na sua base, entre músicas e podcasts. Todo o conteúdo pode ser acessado de forma ilimitada nos planos pagos. Já o Amazon Prime diz oferecer até 60 milhões de títulos, oferecidos de forma parcial ou total, a depender do plano escolhido.

O conteúdo é bastante semelhante, com os principais artistas nacionais e internacionais presentes, incluindo suas respectivas discografias, lançamentos e parcerias. Ou seja, o usuário não terá dificuldade em encontrar músicas dos seus artistas favoritos em qualquer das plataformas.

Interface e recursos dos apps

Ambas as plataformas permitem criar playlists próprias com músicas favoritas e baixar os arquivos para ouvir offline. Os serviços possuem interfaces semelhantes, oferecendo músicas separadas por gênero, permitindo acessar páginas de artistas, álbuns e discografias completas. Os dois streamings também criam playlists personalizadas de acordo com as preferências do usuário e oferecem listas com paradas de sucesso nacionais e internacionais.

Amazon Prime Music mostra catálogo por gênero — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes Amazon Prime Music mostra catálogo por gênero — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes

Amazon Prime Music mostra catálogo por gênero — Foto: Reprodução/Rodrigo Fernandes

As estações musicais, que reúnem músicas aleatórias de determinado estilo, estão presentes nas duas plataformas. Um diferencial do Amazon Prime é a exibição das letras das músicas para o usuário cantar junto. No Spotify, esse serviço foi descontinuado em 2016 e não voltou. Por outro lado, o Spotify possui uma variada biblioteca de podcasts e reproduz até vídeos na sua plataforma.

Qualidade de áudio

O tipo de compressão de áudio digital usado nas músicas do Spotify é o AAC. A qualidade de transmissão pode ser determinada manualmente pelo usuário entre baixa, normal, alta ou automática, a depender da conexão utilizada, entre 24 e 320 kbps. O Spotify também possui um equalizador manual para que o usuário determine suas preferências de som ou escolha entre opções pré-definidas.

O Amazon Prime também permite determinar a qualidade do áudio de acordo com a conexão. Nos Estados Unidos, existe a opção Amazon Prime Music HD, com músicas em formato FLAC, de qualidade superior, mas a versão ainda não está disponível no Brasil.

Conclusão

Os serviços são bastante semelhantes nos quesitos qualidade de áudio, funcionalidades de aplicativos e catálogos de músicas. A interface semelhante faz com que os usuários tenham experiências positivamente parecidas nas duas plataformas.

Ambos possuem diferentes opções de planos e assinaturas que podem se adequar às realidades de diferentes tipos de bolso. O Spotify sai na frente no quesito plano grátis, disponível no Brasil. No entanto, entre as opções pagas, o Amazon Prime tem um plano completo por um valor menor.

Spotify ou Deezer: qual é o melhor? Veja no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo