Por Fernando Sousa, para o TechTudo


A Loon, subsidiária do grupo Alphabet, do qual o Google também faz parte, anunciou um acordo para levar internet móvel a regiões remotas da Amazônia peruana. Criada com o objetivo de criar soluções tecnológicas para resolver problemas do mundo, a Loon já iniciou o atendimento comercial de seus serviços. Atualmente, o projeto funciona levando internet móvel para locais remotos como vilas em montanhas no Quênia.

Assim como aconteceu na África, a Loon também firmou parceria com uma grande operadora de telefonia móvel local. No Peru, a empresa deve trabalhar em conjunto com a Telefónica, proporcionando cobertura para os clientes da operadora já a partir de 2020 por meio do projeto Internet Para Todos Peru (IpT).

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Balão usado no projeto Loon (Foto: Divulgação/Google) — Foto:  (Foto: Divulgação/Google) Balão usado no projeto Loon (Foto: Divulgação/Google) — Foto:  (Foto: Divulgação/Google)

Balão usado no projeto Loon (Foto: Divulgação/Google) — Foto: (Foto: Divulgação/Google)

A ideia é atender uma área que corresponde a 15% da região de Loreto, oferecendo os serviços de 3G para cerca de 200.000 pessoas. Essa região será a primeira a receber os serviços da Loon na América Latina. A iniciativa permite que o sinal móvel seja oferecido por meio de balões em áreas sem infraestrutura de telefonia móvel.

Os balões da empresa atuam em alta altitude, cerca de 20 km acima do nível do mar – e muito acima do tráfego aéreo. Dessa forma, funcionam como torres de telefonia móvel flutuantes, que provém conexão diretamente para dispositivos 4G/LTE dos assinantes. A implantação do serviço ainda depende de regulação do Ministério dos Transportes e Comunicações do Peru, mas Loon, IpT e Telefónica têm trabalhado para conseguir a regulação e, assim, iniciar o atendimento da área no prazo estabelecido.

Funcionamento básico da rede de comunicação do projeto Loon (Foto: Divulgação/Google) — Foto: (Foto: Divulgação/Google) Funcionamento básico da rede de comunicação do projeto Loon (Foto: Divulgação/Google) — Foto: (Foto: Divulgação/Google)

Funcionamento básico da rede de comunicação do projeto Loon (Foto: Divulgação/Google) — Foto: (Foto: Divulgação/Google)

O Brasil poderia ter sido o primeiro a receber o Loon na América latina, em 2013, quando o Google ofereceu uma parceria para implementar o projeto por aqui. Mas, à época, o Governo Federal já desenvolvia o Projeto Conectar, em parceria com Telebrás, Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e Ministério das Comunicações. O Projeto Conectar também utiliza balões para oferecer Internet em áreas afastadas e teve seus testes iniciados ainda em 2013, no interior do estado de São Paulo.

via Medium

Como ganhar dinheiro com o Google? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo