Por Murilo Tunholi, da Redação


Camila ''CamilotaXP'' Silveira é uma das personalidades mais conhecidas no cenário brasileiro de esports. Em novembro de 2019, durante a final da Free Fire Pro League Season 3 e do Mundial de Free Fire, os milhões de fãs do Battle Royale da Garena conheceram o talento de Camilota como apresentadora. Sua carreira nos esportes eletrônicos, no entanto, começou em 2017 no Circuito Desafiante de League of Legends (LoL). A jovem carioca também transmite sua energia contagiante em streams no Facebook Gaming.

Em entrevista ao TechTudo, Camilota compartilhou a história do início da carreira nos esports como apresentadora e contou como foi a experiência de assumir o palco dos torneios mais assistidos do mundo no YouTube até o momento.

Camilota XP na Free Fire Pro League Season 3 — Foto: Murilo Tunholi/TechTudo Camilota XP na Free Fire Pro League Season 3 — Foto: Murilo Tunholi/TechTudo

Camilota XP na Free Fire Pro League Season 3 — Foto: Murilo Tunholi/TechTudo

A relação de Camilota com os videogames começou durante a infância. Aos nove anos de idade, Camila já gastava boas horas do dia upando no MMORPG Ragnarok Online. Desde então, ela sempre foi apaixonada por jogos. A apresentadora conta que só parou de jogar quando se descobriu atriz, aos 16 anos, porque “queria jogar toda a energia o tempo para a atuação”. A dedicação gerou frutos e, hoje, ela une sua profissão e com a grande paixão.

A carreira de Camila como apresentadora começou em 2017, quando recebeu a proposta para apresentar o Circuitão do LoL. “Foi uma conquista de muito trabalho árduo como atriz que me deu essa oportunidade como apresentadora. E esse começo pra mim foi bem estranho, porque eu tive que largar um pouco a minha carreira como atriz. Tive que ficar 50% apresentadora e 50% atriz. Mas, no final, eu sabia que tinha algo maior e gratificante pra mim”, comenta Camilota.

Uma das oportunidades maiores que comentou aconteceu em novembro de 2019, quando Camilota assumiu os palcos dos maiores campeonatos de Free Fire do mundo. Para ela, ser assistida por mais de um milhão de espectadores simultâneos ainda é algo surreal, mas é, ao mesmo tempo, recompensador. “É gratificante para a minha profissão ver a quantidade de gente assistindo e o quanto eu faço diferença naquilo. Estar ali falando com a galera e passando informação, é muito incrível”, relata a apresentadora.

Camilota no Speed Drifters Championship Brasil 2019 — Foto: Reprodução/Twitter @camilotaxp Camilota no Speed Drifters Championship Brasil 2019 — Foto: Reprodução/Twitter @camilotaxp

Camilota no Speed Drifters Championship Brasil 2019 — Foto: Reprodução/Twitter @camilotaxp

A dedicação de Camila com a carreira ultrapassa o tempo no palco. Para se manter atualizada, ela também se tornou jogadora de Free Fire assim que recebeu a proposta para trabalhar com o jogo. “Eu sou uma pessoa que, se eu tô apresentando ou trabalhando com isso, eu vou encabeçar. Eu comecei a jogar por conta dessa dedicação profissional”, revela.

Os próximos capítulos da história de Camilota ainda estão sendo escritos. “Eu como atriz colocava muito peso pras coisas darem certo, e como apresentadora eu não fiz isso. E as coisas foram fluindo. Eu não coloco uma energia de “tem que acontecer” ou eu “tenho que fazer isso”. Eu tenho algumas metas pessoais que eu quero conquistar na minha vida, mas eu to deixando a vida me levar. A vida me trouxe pro Free Fire, e acho que daqui é só pra algo maior”, conclui

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Mais do TechTudo