Redes sociais

Por Paulo Alves, para o TechTudo


O golpe que tenta atrair vítimas com a falsa promessa de emprego quase triplicou em um ano. Segundo laboratório de segurança digital dfndr lab, da PSafe, 2019 já registra mais de 2,3 milhões de casos do tipo entre janeiro e outubro, um crescimento de 174% frente as cerca de 861,9 mil incidências no mesmo período do ano passado. Segundo a empresa, o cenário deve piorar com a proximidade do Natal, época marcada pelo aumento da oferta de vagas temporárias.

O ataque se aproveita do quadro de desemprego no país e se espalha principalmente por mensagens de WhatsApp. O objetivo é atrair usuários a páginas que se encarregam de roubar logins do Facebook e dados pessoais para aplicar fraudes financeiras. O monitor da PSafe detecta uma média de dez links maliciosos com essas características a cada mês.

Concentrado no WhatsApp, golpe do emprego falso quase triplicou em 2019 — Foto: Tainah Tavares/TechTudo Concentrado no WhatsApp, golpe do emprego falso quase triplicou em 2019 — Foto: Tainah Tavares/TechTudo

Concentrado no WhatsApp, golpe do emprego falso quase triplicou em 2019 — Foto: Tainah Tavares/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Golpistas usam empresas famosas como chamariz para o anúncio falso de vaga, incluindo links homográficos para enganar mais pessoas — com alguns caracteres diferentes, o endereço pode parecer o oficial aos olhos de usuários menos atentos.

Em geral, o link leva a um cadastro para o suposto emprego, seguido do pedido de compartilhamento do link para os seus contatos. É assim que o golpe se espalha rapidamente. No final, a vítima é levada a uma página falsa que induz à digitação de login e senha de suas redes sociais, além de dados como nome e CPF.

Segundo especialistas do dfndr lab, os criminosos usam as informações roubadas para solicitar empréstimos, fazer compras online e até abrir empresas em nome da vítima. Além disso, eles costumam invadir as contas de redes sociais interceptadas para distribuir os ataques por meio de lives e posts patrocinados.

Anúncio falso de emprego costuma oferecer muitas vantagens e nenhuma experiência — Foto: Reprodução/PSafe Anúncio falso de emprego costuma oferecer muitas vantagens e nenhuma experiência — Foto: Reprodução/PSafe

Anúncio falso de emprego costuma oferecer muitas vantagens e nenhuma experiência — Foto: Reprodução/PSafe

Como se proteger?

A primeira regra para se manter seguro é sempre desconfiar de mensagens com ofertas tentadoras de empregos que chegam via WhatsApp e redes sociais. Suspeite especialmente de vagas com promessas de bom salário e muitos benefícios sem exigência de experiência.

Averigue os links com cuidado e, na dúvida, nunca clique neles. Em vez disso, busque a suposta vaga no site oficial da empresa com uma pesquisa no Google para checar sua autenticidade. É importante também ter um bom antivírus instalado no celular, seja Android ou iPhone (iOS), para bloquear o acesso a páginas reconhecidamente fraudulentas. Algumas firmas de segurança como a PSafe contam com verificador online de links (www.psafe.com/dfndr-lab).

Via PSafe

Como remover vírus em um celular Android

Como remover vírus em um celular Android

Mais do TechTudo