Armazenamento

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


A Microsoft desenvolveu um novo tipo de mídia feita em vidro que promete alta resistência. Segundo a fabricante, a tecnologia permite armazenar dados e preservar os arquivos por séculos. Durante os primeiros testes, esse disco rígido de vidro foi utilizado para guardar uma cópia do filme Superman, de 1978, produzido pela Warner Bros.

Fruto do Project Silica, a unidade criada pela empresa tem 7,5 x 7,5 cm e 2 mm de espessura. O tamanho é suficiente para armazenar 75,6 GB, mas a Microsoft afirma que já é possível fabricar peças de maior capacidade.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Project Silica pode evoluir para oferecer tecnologia de armazenamento de alta resistência — Foto: Divulgação/Microsoft Project Silica pode evoluir para oferecer tecnologia de armazenamento de alta resistência — Foto: Divulgação/Microsoft

Project Silica pode evoluir para oferecer tecnologia de armazenamento de alta resistência — Foto: Divulgação/Microsoft

A técnica que permite gravar dados em vidro funciona com o uso de lasers, que desenham estruturas no material, as “voxels”. O termo é formado pela fusão das palavras "volume" e "pixel", e alude às estruturas que são criadas pelo laser na mídia. Cada voxel é capaz de reter vários bits de informação que, somados, resultam na capacidade de 75,6 GB.

O processo de leitura se dá pela luz, que incide sobre o vidro e revela os padrões criados pelos voxels. Esses padrões são projetados e coletados por leitores especializados, que convertem a informação em dados digitais que um computador pode ler. Após testes de durabilidade envolvendo alta temperatura, água, lixas de aço e até microondas, foi possível comprovar que a informação foi preservada corretamente.

Tecnologia da Microsoft pode ser útil no armazenamento de filmes — Foto: Divulgação/Microsoft Tecnologia da Microsoft pode ser útil no armazenamento de filmes — Foto: Divulgação/Microsoft

Tecnologia da Microsoft pode ser útil no armazenamento de filmes — Foto: Divulgação/Microsoft

O uso do vidro por parte da Microsoft é uma forma de buscar novas tecnologias de armazenamento de dados capazes de proporcionar unidades mais robustas, capazes de resistir a séculos de manuseio sem que os dados sejam corrompidos. Discos rígidos convencionais e mesmo SSDs usados em computadores são tecnologias propensas a falhas e com vida útil medida em lapsos que dificilmente superam uma década.

A participação da Warner no projeto se explica pelo interesse dos estúdios de cinema em tecnologias de armazenamento que sejam mais seguras que a celulose e mais resistentes do que as mídias eletrônicas em uso atualmente.

Como acertar na escolha do SSD? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo