Segurança

Por Fernanda Lutfi, para o TechTudo


O aplicativo Quick Apps, da empresa chinesa Xiaomi, foi bloqueado pelo Google Play Protect nos dispositivos de alguns usuários, supostamente por apresentar riscos à segurança de seus dados. De acordo com relatos, ao tentar atualizar o app, surge um aviso do programa do Google em forma de pop-up. A mensagem diz que "este aplicativo pode coletar dados que poderiam ser usados para te rastrear".

O software não está disponível para download na Google Play Store, mas vem instalado de fábrica em celulares da marca chinesa. Mesmo assim, o Google Play Protect escaneia todos os aplicativos presentes no smartphone. Ao site Android Police, a Xiaomi disse que o bloqueio provavelmente acontece "devido a uma revisão no algoritmo do Google Play Protect".

Google Play Protect bloqueia app da Xiaomi por potenciais riscos à segurança de seus usuários — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Google Play Protect bloqueia app da Xiaomi por potenciais riscos à segurança de seus usuários — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Google Play Protect bloqueia app da Xiaomi por potenciais riscos à segurança de seus usuários — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Como apontado pelo site PiunikaWeb, um relatório realizado no início deste ano afirmava que o aplicativo da Xiaomi possui acesso a mais de 55 permissões no dispositivo de seus usuários, permitindo assim a coleta de uma grande quantidade de informações, como números IMEI e dos cartões SIM, credenciais dos usuários e até mesmo gravar áudio e vídeo.

Todos os dados coletados são armazenados no próprio dispositivo do usuário e, ainda de acordo com o relatório, aparentemente são utilizados pela empresa chinesa para o envio de anúncios direcionados. Até o momento, não está claro por que o Play Protect bloqueou a atualização do Quick Apps. É provável, no entanto, que o aplicativo tenha tido alguma mudança relevante para que o sistema do Google o identificasse como ameaça.

Questionada pelo site Android Police sobre o ocorrido, a Xiaomi respondeu com a nota a seguir:

"Estamos cientes da atualização referente a um de nossos aplicativos do sistema, chamado Quick Apps. Alguns usuários podem receber uma notificação de que este aplicativo foi bloqueado pelo Google Play Protect. Estamos em contato com o Google em relação a isso e provavelmente está acontecendo devido a uma revisão no algoritmo do Google Play Protect. Tenha certeza de que este aplicativo do sistema é absolutamente seguro."

Xiaomi Redmi Note 8 e Note 8 Pro: saiba mais sobre os celulares

Xiaomi Redmi Note 8 e Note 8 Pro: saiba mais sobre os celulares

Qual o site oficial da Xiaomi no Brasil? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo