Celulares

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Redmi Note 7 e Xiaomi Mi A2 são celulares da Xiaomi com ficha técnica que traz tela Full HD+, processador Snapdragon 660 e câmera dupla. Também há diferenças importantes, como a ausência de entrada para microSD no Mi A2 e a bateria mais poderosa do Note 7. Nas linhas a seguir, conheça semelhanças e diferenças a respeito dos dois aparelhos intermediários da Xiaomi para você saber qual deles encaixa melhor na sua rotina e orçamento.

Apenas o Redmi é vendido oficialmente no Brasil, enquanto a compra do Mi A2 fica restrita ao consumidor que tiver viagem marcada ao exterior, já que a importação via Correios é proibida pela Anatel.

Tela e design

Redmi Note 7 tem design mais moderno — Foto: Divulgação/Xiaomi

Vale lembrar que a Xiaomi se tornou o principal alvo de contrabandistas, que vendem aparelhos da marca em sites de compra/venda. São equipamentos sem nota fiscal, sem garantia e sem a certeza de que funcionam no 4G de 700 MHz. Por isso mesmo, são mais baratos.

Os dois aparelhos são equipados com tela de tecnologia LCD IPS de tamanhos diferentes. O Redmi Note 7 é maior, com um display que mede 6,3 polegadas diante da tela do Mi A2, de 5,99”.

Na resolução há empate técnico, já que os dois modelos são Full HD+. O Redmi Note 7 tem display de 2340 x 1080 pixels, que registra uma densidade de pixels por polegada de 509 ppi, enquanto que o Mi A2 fica em 2160 x 1080 pixels, suficientes para 403 ppi.

O Redmi tem aspecto mais moderno quando o assunto é design. O celular traz uma face mais limpa e que aproveita melhor a superfície com uma tela que alcança até os limites da área, apenas com um recorte mais pronunciado para a câmera frontal.

De aparência mais conservadora, o Mi A2 tem um design que lembra aparelhos mais antigos, com direito a bordas superiores e inferiores mais pronunciadas.

O Redmi Note 7 tem versões em preto, azul ou vermelho; enquanto que o Mi A2 é encontrado em preto, azul, vermelho, ouro rosa e dourado. Nenhum dos modelos conta com proteção contra infiltração de água.

Câmeras

Sistema de câmera dupla do Mi A2 é menos sofisticado — Foto: Divulgação/Xiaomi

Os dois telefones são equipados com sistema de câmeras duplas. O Redmi Note 7 desponta com uma combinação mais promissora de sensores, com câmera principal de 48 megapixels (associada a uma lente grande-angular de abertura em f/1.8) e uma lente teleobjetiva secundária (f/2.2), acoplada a uma câmera de 5 megapixels.

Essa combinação do Redmi pode não rivalizar com aparelhos top de linha mais caros e com sensores complementares para capturas ainda mais abertas, mas é suficiente para que o celular ofereça alguma margem de manobra na hora de fotografar, além de oferecer suporte ao modo retrato.

No Mi A2, a combinação de câmeras atinge resoluções inferiores. Os sensores têm 12 e 20 megapixels (ambos com lentes em f/1.8). A falta de uma câmera dedicada à detecção de profundidade no aparelho acaba restringindo um pouco os modos de captura oferecidos no Mi A2.

Para quem curte selfies, as coisas mudam um pouco. Aqui, quem leva vantagem é o Mi A2, cuja câmera frontal têm 20 megapixels contra o sensor de 13 MP montado no Redmi.

Desempenho

Os dois modelos utilizam o mesmo Snapdragon 660 — Foto: Rodrigo Fernandes/TechTudo

Os dois aparelhos utilizam o mesmo Snapdragon 660, processador de oito núcleos da Qualcomm capaz de rodar a velocidades de até 2,2 GHz. A memória RAM também traz discrepância: o Redmi tem opções em 3 GB ou 4 GB, enquanto que o Mi A2 aparece com 4 GB e 6 GB.

Há versões do Note 7 com armazenamento de 32 GB, 64 GB ou 128 GB. São as mesmas encontradas no Mi A2. A diferença fica por conta da inexistência de entrada para microSD no Mi A2, recurso que, no entanto, faz parte do Note 7. O Redmi permite expansão por meio de cartão de até 256 GB.

Bateria

O Redmi sai em vantagem quando o assunto é a capacidade nominal da bateria. O modelo apresenta componente de 4.000 mAh, bem mais que os 3.000 mAh encontrados na bateria do Mi A2. Os dois aparelhos suportam tecnologia de recarga rápida de 18 Watts.

Sistema e recursos

Android One confere atualizações mais ágeis no Mi A2 — Foto: Divulgação/Xiaomi

Os dois telefones saem da caixa com o Android 9 (Pie) e Bluetooth 5.0. Para quem gosta de som por meio de cabos, é importante considerar que apenas o Redmi dispõe de saída P2 para fones de ouvido e caixas de som.

Uma diferença central entre os dois modelos é que o Mi A2 faz parte do Android One, programa do Google que inclui um visual de sistema sem modificações do fabricante e maior velocidade no recebimento de atualizações.

A biometria dos dois aparelhos é desempenhada por meio de um sensor de digitais montado no painel traseiro. Nos dois casos há suporte para dois chips, o famoso dual SIM.

Preço

O Redmi Note 7 é mais acessível, uma vez que é vendido de forma oficial pela Xiaomi no mercado nacional. O smartphone é encontrado por 1.655 na loja da Xiaomi na configuração 3 GB + 32 GB e por R$ 1.839 no esquema 4 GB + 64 GB. Também é possível encontrá-lo no varejo online.

O Mi A2 não é vendido oficialmente no Brasil. Os preços cobrados no exterior partem de US$ 180, o equivalente a R$ 765 em conversão direta.

Redmi Note 7 vs Xiaomi Mi A2

Especificações Redmi Note 7 Xiaomi Mi A2
Lançamento Maio de 2019 Julho de 2018
Preço de lançamento R$ 1.699 US$ 275
Preço atual A partir de R$ 1.000 A partir de US$ 180
Tela 6,3 polegadas 5,99 polegadas
Resolução de tela 2340 x 1080 pixels (Full HD+) 2160 x 1080 pixels (Full HD+)
Processador Snapdragon 660 (octa-core de 2,2 GHz) Snapdragon 660 (octa-core de 2,2 GHz)
Memória RAM 3 GB ou 4 GB 4 GB ou 6 GB
Armazenamento 32 GB, 64 GBou 128 GB 32 GB, 64 GB ou 128 GB
Câmera principal dupla, 48 e 5 megapixels dupla, 20 e 12 megapixels
Câmera frontal 13 megapixels 20 megapixels
Sistema operacional Android 9 Pie Android One (versão 9 Pie)
Bateria 4.000 mAh 3.000 mAh
Dimensões e peso 159,2 x 75,2 x 8,1 mm; 186 gramas 158,7 x 75,4 x 7,3 mm; 166 gramas
Cores Preto, azul ou vermelho Preto, azul, dourado ou ouro rosa
Mais do TechTudo