Fones de ouvido

Por Igor Nishikiori, para o TechTudo


Xiaomi Redmi AirDots e Hyphen são duas opções de fones de ouvido completamente sem fio e com conexão Bluetooth que podem ser uma boa compra para o usuário que busca modelos mais baratos do que os Apple AirPods e o Samsung Galaxy Buds. Tanto o AirDots quanto o Hyphen não são vendidos oficialmente no Brasil, mas podem ser adquiridos via importação.

O modelo Hyphen, da marca suíça Rolling Square, chegou a ser ofertado por US$ 49 (cerca de R$ 203 na cotação atual), mas atualmente é vendido por US$ 89 (por volta de R$ 366) no site de financiamento coletivo Indiegogo. O frete é de US$ 9 (R$ 37). Já os fones da Xiaomi não são vendidos de forma oficial no Brasil, embora a empresa chinesa tenha recentemente voltado a operar no Brasil por meio da DL Eletrônicos. Porém, o acessório pode ser encontrado em e-commerces por cerca de R$ 120 ou importado em sites de compras internacionais. Ambos são modelos intra-auriculares e são voltados os usuários que procuram comodidade e praticidade durante o uso dos fones, sem precisar gastar muito dinheiro.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Ficha Técnica

Xiaomi Redmi AirDots x Rolling Square Hyphen — Foto: Divulgação Xiaomi Redmi AirDots x Rolling Square Hyphen — Foto: Divulgação

Xiaomi Redmi AirDots x Rolling Square Hyphen — Foto: Divulgação

Xiaomi AirDots x Rolling Square Hyphen

Redmi AirDots Hyphen
Lançamento 03/2019 5/2019
Preço oficial US$ 30 (cerca de R$ 125) US$ 89 (cerca de R$ 366)
Cores Preta e branca Preta, branca e cinza
Resposta de Frequência 20 Hz a 20 KHz 20 Hz a 20 kHz
Impedância 32 Ohms 16 Ohms
Bateria cerca 4 horas (12 horas com estojo) cerca 5 horas (23 horas com estojo)
Dimensões 26,65 x 16,4 x 21,6 mm Não divulgado
Conectividade Bluetooth 5.0 Bluetooth 5.0

Design

Redmi AirDots x Hyphen: design discreto e elegante — Foto: Divulgação Redmi AirDots x Hyphen: design discreto e elegante — Foto: Divulgação

Redmi AirDots x Hyphen: design discreto e elegante — Foto: Divulgação

Os dois fones contam com um design levemente diferentes. O AirDots é mais compacto e discreto, encaixando-se na parte externa da orelha, como os Galaxy Buds. Já o Hyphen tem um formato semelhante ao do AirPods da Apple.

Em sua construção, o AirDots é feito de plástico ABS e conta com pontas de borracha que se fixam bem ao ouvido. Por sua vez, o Hyphen é produzido em uma mistura de plástico soft touch com vidro, o que garante um visual premium ao fone. Além disso, seu material é resistente à água, com certificação IPX5 (proteção contra jatos de água).

Funcionalidades

Xiaomi Mi AirDots conta apenas com funções básicas — Foto: Divulgação/Xiaomi Xiaomi Mi AirDots conta apenas com funções básicas — Foto: Divulgação/Xiaomi

Xiaomi Mi AirDots conta apenas com funções básicas — Foto: Divulgação/Xiaomi

Por ser um fone sem fio de entrada, o AirDots não oferece recursos disponíveis em aparelhos mais caros, como app próprio ou controle avançado por toque. As funcionalidades são mais básicas, como suporte a comandos de voz por meio de assistentes virtuais, como Siri e Google Assistente, redução de ruído do microfone e possibilidade de conectar em mais de um dispositivo ao mesmo tempo.

Já o Hyphen usa comandos de toque para executar funções básicas. Por exemplo, um toque na lateral do fone permite atender chamadas ou ativar o assistente de voz, dois toques do lado direito troca de música e dois toques no lado esquerdo volta à faixa anterior. A empresa afirma que o fone também conta com um sistema de pareamento instantâneo semelhante ao do AirPods e do PaMu Scroll.

Ambos os fones são compatíveis com Bluetooth 5.0, cuja conexão é considerada a mais estável e rápida até o momento. O alcance máximo divulgado é de cerca de 10 metros para o AirDots e 15 metros para o Hyphen.

Qualidade do som

Fone Hyphen: poucas informações divulgadas até o momento — Foto: Divulgação/Rolling Square Fone Hyphen: poucas informações divulgadas até o momento — Foto: Divulgação/Rolling Square

Fone Hyphen: poucas informações divulgadas até o momento — Foto: Divulgação/Rolling Square

Tanto o AirDots quanto o Hyphen possuem a mesma resposta de frequência de 20 Hz até 20 KHz, considerada padrão para a maioria dos fones de ouvido. Em outras palavras, não espere graves muito acentuados nem agudos mais nítidos. Já a impedância de ambos é considerada baixa: 16 ohms para o Hyphen e 32 ohms para o AirDots.

De resto, pouco foi divulgado sobre a parte técnica do Hyphen. Informações como driver e sensibilidade não estão disponíveis no site da Rolling Square. Essas informações são importantes para avaliar a qualidade de som do dispositivo.

Por outro lado, o fone da Xiaomi conta com driver de 7,2 mm, pequeno em comparação com outros fones in-ear. Já a sensibilidade é de 105 db/m, o que permite ouvir em volume mais alto e com pouca distorção.

Bateria

Na linha do AirPods, estojos de Redmi AirDots e Hyphen recarregam os fones — Foto: Divulgação Na linha do AirPods, estojos de Redmi AirDots e Hyphen recarregam os fones — Foto: Divulgação

Na linha do AirPods, estojos de Redmi AirDots e Hyphen recarregam os fones — Foto: Divulgação

Quesito importante, a bateria é um dos grandes trunfos do Hyphen. Segundo a fabricante, o acessório consegue reproduzir até cinco horas de música com uma única carga, enquanto o estojo tem uma bateria com até 23 horas de uso. Além disso, o intra-auricular ainda possui um sistema de carregamento rápido, que permite três horas de reprodução em apenas 15 minutos de carga.

Já o Redmi AirDots tem uma autonomia mais limitada: apenas três horas de música e quatro horas de conversação, com o estojo acrescentando cerca de 12 horas extras. O recarregamento é mais demorado, levando de uma a duas horas para carregar completamente os fones de ouvido.

Preço e garantia

Meses depois de ser lançado, seu preço aumentou para US$ 89, cerca de R$ 366. Ainda assim, ele é uma opção mais em conta, quando comparado aos seus principais rivais PaMu Scroll ou o AirPods. Vale ressaltar que o modelo não é vendido de forma oficial no Brasil. Caso deseje comprar, o usuário deve recorrer ao site IndieGogo.

Já o Redmi AirDots tem uma média de preço de US$ 30, cerca de R$ 125 na conversão do dia. Assim como o modelo Hyphen, o usuário não consegue adquirar o modelo diretamente em lojas brasileiras. Para comprar, o usuário precisa importar o modelo, comprando em lojas de varejo online.

Principais concorrentes

PaMu Slide tem funções avançadas e preço em conta — Foto: Divulgação/Padmate PaMu Slide tem funções avançadas e preço em conta — Foto: Divulgação/Padmate

PaMu Slide tem funções avançadas e preço em conta — Foto: Divulgação/Padmate

O estilo básico do Redmi AirDots compete com outros fones de entrada sem fio, como o JBL 110BT ou o Sony WI-C300, que podem ser encontrados na faixa dos R$ 130 a R$ 160 no Brasil. Porém, entre aqueles que possuem o mesmo design (ou seja, sem um fio ligando os dois falantes), um forte concorrente é o QCY T1, vendido por a partir de R$ 150 no e-commerce nacional.

O Hyphen, por sua vez, tem recursos mais avançados, por isso concorre diretamente com o PaMu Slide e com o Xiaomi AirDots Pro. Vale ressaltar que nenhum deles está disponível oficialmente no Brasil, portanto é preciso importá-lo em lojas internacionais.

Qual a melhor marca de fone de ouvido? Opine no Fórum do Techtudo

Mais do TechTudo