Segurança

Por Thiago Siqueira, para o TechTudo


O número de malwares para atacar macOS vem crescendo em 2019, segundo dados da empresa de segurança Malwarebytes. Os vírus feitos para dispositivos da Apple representaram 16% do total de ataques neste ano, considerando outros sistemas como Windows e Android. Embora não seja um percentual muito grande, o número chama a atenção porque a base de aparelhos com o sistema da Apple é historicamente menor do que o número de PCs com a plataforma da Microsoft.

Além disso, índice de malwares detectados por dispositivos também preocupa. PCs com Windows identificaram 4,2 ameaças por dispositivo este ano, enquanto os Macs detectaram 9,8 malwares - mais do que o dobro em relação ao sistema rival.

Malwares que atacam macOS crescem em 2019 — Foto: Pond5

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Outro sinal de que os ataques ao macOS cresceram é que, pela primeira vez, um malware para o sistema aparece entre as cinco ameaças mais detectadas no ano. Conhecido como Mac New Tab, o vírus ficou em segundo lugar no ranking e foi encontrado em 4% dos dispositivos infectados. Ele costuma aparecer como uma extensão do Google Chrome ou Safari para modificar páginas da web.

O quinto lugar da lista geral também ficou com um malware para macOS. O programa malicioso PUP.PCVARK normalmente aparece como cópias do Advanced MacKeeper e foi encontrado em 3% dos dispositivos.

A maioria dos vírus para o sistema da Apple identificados pela Malwarebytes são adwares, programas criados para distribuir publicidade nos computadores. Por isso, têm um nível baixo de risco. Ainda assim, é importante se proteger: fique atentos a sites que fazem download automático de arquivos e não os execute em hipótese alguma, além de ter um bom antivírus instalado no seu dispositivo.

Como remover vírus do pen drive

Como remover vírus do pen drive

Como tirar vírus do PC? Veja dicas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo