Campeonatos

Por Julio Puiati , para o TechTudo


CBLoL, Mid-Season Invitational e Mundial de LoL 2019. O calendário competitivo de League of Legends (LoL) neste ano foi marcado por marcos históricos. No Brasil, Felipe "brTT" Gonçalves se tornou o primeiro jogador pentacampeão do país. No cenário internacional, o público assistiu a ascensão de dois times gigantes: a G2 e a FPX. Por outro lado, equipes brasileiras decepcionaram em torneios internacionais e até no cenário nacional. Confira, a seguir, retrospectiva com cinco fatos marcantes que movimentaram o cenário profissional de LoL nesta temporada.

Flamengo e INTZ no topo

Flamengo conquistou o 2º split do CBLoL 2019 — Foto: Divulgação/Riot Games Flamengo conquistou o 2º split do CBLoL 2019 — Foto: Divulgação/Riot Games

Flamengo conquistou o 2º split do CBLoL 2019 — Foto: Divulgação/Riot Games

INTZ e Flamengo foram, definitivamente, os melhores times brasileiros da temporada – as equipes se enfrentaram nas finais de ambos os splits do CBLoL 2019. No primeiro semestre, os Intrépidos levaram a melhor por 3-2 e conquistaram o tetracampeonato com grande atuação de Bruno ''Envy''. A organização levou para a casa R$ 70 mil em prêmios e vaga para o MSI.

Já na segunda etapa, o Rubro-Negro deu o troco e também venceu por 3-2 em série emocionante disputada na Jeunesse Arena, Rio de Janeiro. Em casa, o carioca Felipe ''brTT'' ajudou a agremiação a levantar o primeiro troféu de elite, além de se tornar o único jogador pentacampeão do país. O nome do confronto foi o sul-coreano Lee ''Shrimp'', eleito o melhor atleta de LoL do ano.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

G2 Esports domina o MSI

G2 Esports faturou o MSI 2019 — Foto: Divulgação/Riot Games G2 Esports faturou o MSI 2019 — Foto: Divulgação/Riot Games

G2 Esports faturou o MSI 2019 — Foto: Divulgação/Riot Games

A G2 Esports entrou para a história em 2019. Pela primeira vez, um time ocidental sagrou-se campeão do Mid-Season Invitational (MSI). O quinteto formado por Martin "Wunder", Marcin "Jankos", Rasmus ''Caps'', Luka "Perkz" e Mihael "Mikyx" ganhou o torneio com um estilo original e irreverente de jogar. Na final, a line up bateu a norte-americana Team Liquid.

O torneio foi realizado em dois países: Vietnã e Taiwan. A premiação total foi de US$ 1 milhão (cerca de R$ 4,1 milhão em conversão atual) e Caps foi eleito o MVP da competição. A INTZ representou o Brasil em solo asiático, mas decepcionou: ficou em último lugar no grupo B, composto por Vega Squadron (Rússia), DetonatioN FocusMe (Japão) e MEGA (Tailândia).

FPX conquista o Mundial

FPX sagrou-se campeã mundial pela primeira vez na história — Foto: Divulgação/Riot Games FPX sagrou-se campeã mundial pela primeira vez na história — Foto: Divulgação/Riot Games

FPX sagrou-se campeã mundial pela primeira vez na história — Foto: Divulgação/Riot Games

No segundo semestre, as melhores equipes do planeta voltaram a se enfrentar, desta vez, no Campeonato Mundial de League of Legends 2019. As partidas foram disputadas em três cidades da Europa: Berlim (Alemanha), Paris (França) e Madrid (Espanha). Implacável, a FunPlus Phoenix venceu a G2 Esports na final por 3-0 e confirmou a soberania chinesa mais uma vez.

Kim "GimGoon", Gao "Tian", Kim "Doinb", Lin "Lwx" e Liu "Crisp" foram os protagonistas do título inédito. Doinb foi o grande líder e referência técnica do time durante a campanha, enquanto Tian foi eleito o MVP das finais. Na fase de entrada, o Flamengo decepcionou e perdeu a vaga no segundo round após duelo de desempate disputado contra os turcos da Royal Youth.

Brasileiro nos EUA

Jukes foi contratado pela Cloud9 — Foto: YouTube/Cloud9 Jukes foi contratado pela Cloud9 — Foto: YouTube/Cloud9

Jukes foi contratado pela Cloud9 — Foto: YouTube/Cloud9

Contratado pela Cloud9 em fevereiro, Flávio ''Jukes'' se juntou à Rafael ''Rakin'', da Team Liquid, e se tornou o segundo brasileiro a entrar em um time norte-americano de grande expressão. Ao contrário do colega de trabalho, entretanto, o top laner chegou a disputar partidas oficiais pela LCS Academy. O feito colocou o Brasil em foco no cenário internacional.

Junto de Greyson "Goldenglue" e Robert "Blaber", jovens promessas da Cloud9, Jukes foi escalado como titular em dez oportunidades, auxiliando sua equipe a terminar a temporada regular do segundo split em primeiro lugar. A estreia do brasileiro na LCS Academy atraiu mais de 50 mil espectadores simultâneos no canal da Cloud9 na Twitch.

CNB rebaixada

CNB foi rebaixada pela primeira vez na história — Foto: Divulgação/Riot Games CNB foi rebaixada pela primeira vez na história — Foto: Divulgação/Riot Games

CNB foi rebaixada pela primeira vez na história — Foto: Divulgação/Riot Games

O ano de 2019 ficou marcado negativamente para a CNB. Tradicional no cenário brasileiro de LoL e uma das organizações mais antigas do país, o time de Ronaldo Fenômeno não suportou os maus resultados e caiu para o Circuito Desafiante pela primeira vez na história. Os Blumers terminaram em penúltimo na tabela do segundo split e perderam para Vivo Keyd na Série de Promoção por 3-1.

Como consequência, o rebaixamento minou os planos da CNB para 2020. Em novembro, por meio das redes sociais, a diretoria anunciou que a line up de League of Legends da equipe não disputará a segunda divisão. A vaga no Circuitão foi colocada à venda e a divisão do MOBA não tem data para retornar ao competitivo.

Melhores do Ano TechTudo 2019: conheça os jogos vencedores

Melhores do Ano TechTudo 2019: conheça os jogos vencedores

Mais do TechTudo