Celulares

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


A Xiaomi promete apostar pesado em celulares equipados com 5G em 2020. A tecnologia estará no Mi 10, cujo lançamento é aguardado para os primeiros meses do ano. A marca chinesa, que voltou oficialmente ao mercado brasileiro em 2019, também deve expandir a linha Redmi, com sucessores para modelos de sucesso no ano que termina. Outra aposta segura para o primeiro semestre é a Mi Band 5, pulseira fitness que provavelmente irá substituir a popular Mi Band 4. Veja a seguir o que se espera da Xiaomi em 2020.

Aposta no 5G

Sucesso do Mi 9 Pro 5G motiva a Xiaomi a apostar forte no 5G para 2020 — Foto: Divulgação/Xiaomi

Em mais de uma ocasião, executivos da Xiaomi declararam o interesse de lançar pelo menos 10 modelos diferentes de celulares com suporte à rede 5G ao longo de 2020. A ideia de apostar na internet de quinta geração em aparelhos para todas as faixas de preço está relacionada com a alta demanda pelo Mi 9 Pro equipado com a tecnologia, algo que surpreendeu a Xiaomi e encorajou a marca a acelerar a adoção do novo padrão em seu portfólio de produtos.

Xiaomi Mi 10

Linha Xiaomi Mi 10 deve substituir o Mi 9 já no primeiro trimestre de 2020 — Foto: Bruno De Blasi/TechTudo

Provável substitutos do Mi 9, o Mi 10 já tem lançamento confirmado para o primeiro trimestre do ano. Espera-se que a linha use processador Snapdragon 865, da Qualcomm, e também que inove nas câmeras: além de múltiplos sensores, as apostas são de um conjunto fotográfico com sensores de 108 MP ou 64 MP. Outro rumor que circula dá conta da tela com tecnologia OLED de 120 Hz.

Redmi 9

Redmi 9 pode aparecer no primeiro semestre com processadores MediaTek — Foto: Reprodução/91Mobiles

Também cotado para aparecer no primeiro trimestre do ano, o Redmi 9 deve chegar com uma tela de 6,6 polegadas, resolução HD+ e furo na borda superior para a câmera frontal. Os detalhes referentes ao hardware indicam a opção pelo processador Helio G70 da MediaTek (CPU intermediária), 4 GB de memória RAM e 64 GB de espaço interno para dados. Caso os rumores se confirmem e a Xiaomi revele o Redmi 9 já no começo de 2020, o Redmi 8, lançado em outubro, será substituído com menos de um ano da apresentação do celular chinês.

Pocophone F2

Pocophone F1 marcou o retorno da Xiaomi ao Brasil, mas ainda não ganhou susbtituto — Foto: Divulgação/Xiaomi

Rumores a respeito do F2 começaram a diminuir, mas ainda há expectativa de que o Pocophone F1que foi lançado no Brasil – tenha um substituto. Nas últimas informações a respeito do modelo, o smartphone é descrito como um celular equipado com tela Super AMOLED e Snapdragon 855 Plus. Outras informações vazadas a partir de um fabricante de capinhas davam a entender de que o Pocophone F2 seria apenas uma versão rebatizada do Redmi K20 ou Mi 9T, algo que parece improvável.

Redmi K30

K20 surpreendeu por trazer componentes e especificações premium para a linha Redmi — Foto: Divulgação/Redmi

O K20 (chamado de Xiaomi Mi 9T fora da China) talvez tenha sido a adição mais interessante com o selo Redmi em 2019. Pela primeira vez, um Redmi com especificações mais ambiciosas passou a disputar espaço no mercado. O K30 pode pintar no começo de 2020 com câmera frontal dupla – ao estilo do Galaxy S10 Plus –, tela AMOLED de 6,6 polegadas e 120 Hz, e potencial opção por processadores de perfil mais intermediário. O celular pode ter ainda bateria de 5.000 mAh e sistema de quatro câmeras com sensor de 60 MP.

Redmi Note 9 Pro

Informações sobre o Redmi Note 9 Pro indicam ficha técnica modesta e lançamento no começo do ano — Foto: Reprodução/91Mobiles

As apostas em torno do Redmi Note 9 Pro indicam que o telefone pode contar com um sistema de quatro câmeras (com sensor principal de 48 MP), tela de 6,4 polegadas com painel LCD e resolução Full HD+, 6 GB de memória RAM e bateria de 4.100 mAh. Especula-se que a câmera frontal do modelo seria de 13 megapixels. As informações disponíveis também apontam para um Snapdragon 675, processador que colocaria o Redmi Note 9 Pro numa faixa mais acessível do mercado de intermediários.

Mi Band 5

Mi Band 5, ao contrário da Mi Band 4 (foto) pode aparecer com uma tela mais retangular, além de ECG e NFC — Foto: Paulo Alves/TechTudo

A bem-sucedida linha de pulseiras fitness da Xiaomi deve ganhar reforço com a Mi Band 5, que pode ser lançada até o meio de 2020. Em termos de recursos, espera-se que a Mi Band 5 mantenha a tela colorida, mas aposte num design um pouco mais retangular e de bordas arredondadas, em linha com o que a pulseira Hey Plus 1S, também desenvolvidas pela Xiaomi, já oferece. Rumores indicam que a nova pulseira teria ainda funcionalidade de eletrocardiograma e adição de conectividade NFC.

Com informações de 91Mobiles (1/2), GSMArena, Android Headlines, TechRadar, GizChina, Wearable e GizmoChina

Xiaomi Redmi Note 8 e Note 8 Pro: saiba mais sobre os celulares

Xiaomi Redmi Note 8 e Note 8 Pro: saiba mais sobre os celulares

Mais do TechTudo