Por Paulo Alves, para o TechTudo


O lançamento do Motorola Razr, sucessor do clássico V3 com tela dobrável, foi o assunto de tecnologia móvel mais popular em novembro. O celular traz design inspirado no icônico modelo de flip do começo dos anos 2000. No mesmo mês, dois destaques negativos ficaram por conta de um vazamento de dados Vivo e de uma mulher na China que perdeu temporariamente a visão devido à exposição prolongada à tela do smartphone.

Também do país asiático veio o novo telefone da Xiaomi no Brasil: o Redmi Note 8, sucessor do elogiado Redmi Note 7. A empresa também anunciou no exterior o Mi Note 10 e o relógio Mi Watch, que chamou atenção pela similaridade com o Apple Watch. Enquanto isso, a Apple parece trabalhar nos seus primeiros óculos de realidade aumentada. Confira os principais temas do mês.

1. Razr, o sucessor do V3

A Motorola apresentou em Los Angeles o Razr, primeiro celular dobrável da fabricante. O aparelho relembra o design do clássico V3, um dos telefones mais bem-sucedidos da história, mas com uma pegada futurista: a parte interna é toda tomada por um display de 6,2 polegadas que fecha ao meio no formato de flip. É possível simular o visual antigo com o modo Retro Razr, que reproduz o design do teclado físico.

Motorola Razr 2019: saiba tudo sobre o celular que resgata o Motorola V3

Motorola Razr 2019: saiba tudo sobre o celular que resgata o Motorola V3

O celular marca um dos mais importantes lançamentos tecnológico em cerca de 15 anos. Além da mudança na tela, o novo Razr traz processador da Qualcomm, 128 GB de armazenamento, sistema Android e câmera que passa de VGA para 16 MP. A bateria também aumentou 3,5 vezes para suportar o gasto maior de energia. O celular é aguardado no Brasil para os próximos meses, com produção nacional.

Motorola Razr revive design do clássico V3 com tela dobrável — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Motorola Razr revive design do clássico V3 com tela dobrável — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Motorola Razr revive design do clássico V3 com tela dobrável — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

2. Mulher fica cega por uso prolongado de celular

Um caso curioso na China acendeu o alerta de usuários que passam muito tempo no celular. Após uma noite inteira de olho no smartphone, uma mulher perdeu a visão temporariamente e teve que passar por uma cirurgia de emergência. O motivo: a iluminação do display teria provocado uma tensão no músculo ocular a ponto de causar sangramento e inundar a retina.

A condição, chamada de retinopatia de Valsava, é diagnosticada normalmente em pessoas que passam por cenários agudos de vômitos, ataques de asma e tosse. No caso chinês, o problema surgiu após uma noite inteira de uso do smartphone: cinco minutos depois de acordar e mexer no aparelho mais uma vez, a paciente teria parado de enxergar com um dos olhos.

Manchas de sangue obstruíam a visão da paciente — Foto: Reprodução/Fox News Manchas de sangue obstruíam a visão da paciente — Foto: Reprodução/Fox News

Manchas de sangue obstruíam a visão da paciente — Foto: Reprodução/Fox News

3. Redmi Note 8 chega oficialmente ao mercado brasileiro

Outro destaque de novembro foi o lançamento do Redmi Note 8, celular muito buscado na Black Friday que traz câmera quádrupla: uma principal de 48 MP, uma de 8 MP ultra grande-angular e duas de 2 MP, uma com lente macro e outra para captura de profundidade. O celular ainda traz tela Full HD+ de 6,3 polegadas com notch e bateria de 4.000 mAh.

As especificações incluem processador octa-core Snapdragon 665 e memória RAM de 4 GB. O celular é vendido na loja oficial da Xiaomi no Brasil, em parceria com a DL, por R$ 1.799 na versão com armazenamento de 64 GB e por R$ 1.999 com 128 GB. O celular é encontrado por preços mais baixos no varejo eletrônico, mas em geral são vendas sem selo da Anatel e, por isso, sem garantia da fabricante.

Redmi Note 8 vem equipado com câmera quádrupla — Foto: Divulgação/Xiaomi Redmi Note 8 vem equipado com câmera quádrupla — Foto: Divulgação/Xiaomi

Redmi Note 8 vem equipado com câmera quádrupla — Foto: Divulgação/Xiaomi

4. Mi Note 10 é lançado com câmera quíntupla

O Mi Note 10 é o lançamento premium mais recente da Xiaomi. Com chegada por enquanto apenas no mercado internacional, o aparelho impressiona pelo conjunto fotográfico. São cinco câmeras na traseira: uma principal de 108 MP, uma grande-angular de 20 megapixels, duas teleobjetivas de 12 MP e 5 MP, além de uma macro de 2 MP. Há ainda um sensor de 32 MP para selfies.

O smartphone tem design parecido com o do rival P30 Pro, da Huawei, com tela grande de 6,47 polegadas, notch em forma de gota e bordas curvadas. O processador, no entanto, não chega a ser tão avançado: trata-se de um Snapdragon 730G, um chip da Qualcomm considerado potente, mas ainda de categoria intermediária. A memória RAM é de 6 GB ou 8 GB na versão Pro. No mercado asiático, o telefone tem o nome de Mi CC9 Pro.

Mi Note 10 traz câmera quíntupla — Foto: Divulgação/Xiaomi Mi Note 10 traz câmera quíntupla — Foto: Divulgação/Xiaomi

Mi Note 10 traz câmera quíntupla — Foto: Divulgação/Xiaomi

5. Xiaomi lança relógio que é cópia do Apple Watch

O Mi Watch é o novo relógio smart da Xiaomi que impressiona pela forte similaridade com o Apple Watch. O aparelho traz coroa na lateral, tela com mesmo formato e até sistema operacional Wear OS, do Google, modificado para imitar o software da Apple. À primeira vista, fica difícil de distinguir o smartwatch chinês do modelo da maçã.

O preço é a metade do Apple Watch 5: US$ 185 pela versão com acabamento em alumínio, e US$ 285 pela edição com revestimento em safira e pulseira em aço inoxidável. O relógio ainda não tem data para chegar ao Brasil.

Mi Watch, da Xiaomi, tem design de Apple Watch pela metade do preço — Foto: Divulgação/Xiaomi Mi Watch, da Xiaomi, tem design de Apple Watch pela metade do preço — Foto: Divulgação/Xiaomi

Mi Watch, da Xiaomi, tem design de Apple Watch pela metade do preço — Foto: Divulgação/Xiaomi

6. Vivo admite exposição de dados de clientes

Pode chegar a 24 milhões o número de vítimas de um vazamento de dados da Vivo no mês de novembro. Um bug nos sistemas da operadora revelado pelo portal Olhar Digital permitia obter nome completo, endereço, CPF, RG, e-mail, data de nascimento e até o nome da mãe do consumidor por meio de um truque simples.

Admitindo a falha, a empresa de telefonia disse ter neutralizado a vulnerabilidade no prazo de três horas após a identificação do problema. A Vivo disse que “o número de clientes possivelmente impactados por esta ação ilícita é consideravelmente menor do que o divulgado”, mas não chegou a informar a quantidade de pessoas afetadas.

Pane no Meu Vivo expôs dados de clientes da operadora — Foto: Paulo Alves/TechTudo Pane no Meu Vivo expôs dados de clientes da operadora — Foto: Paulo Alves/TechTudo

Pane no Meu Vivo expôs dados de clientes da operadora — Foto: Paulo Alves/TechTudo

7. Vêm aí os Apple Glasses

Um novo rumor sobre os supostos Apple Glasses voltou à tona em novembro. Segundo reportagem do jornal asiático Digitimes, a empresa estaria trabalhando no projeto de óculos de realidade aumentada em conjunto com a desenvolvedora de games Valve. Especula-se que o dispositivo venha com jogos exclusivos do Steam, mesma plataforma que fornece jogos para PC.

A publicação afirma que a Apple deverá lançar o aparelho no segundo semestre de 2020, confirmando previsão do analista Ming-Chi Kuo, famoso por acertar informações sobre a empresa da maçã. Segundo o profissional, o produto deverá chegar ao mercado no terceiro trimestre do ano que vem.

Apple está trabalhando em um óculos de realidade virtual — Foto: Reprodução/PhoneArena Apple está trabalhando em um óculos de realidade virtual — Foto: Reprodução/PhoneArena

Apple está trabalhando em um óculos de realidade virtual — Foto: Reprodução/PhoneArena

Mais do TechTudo