Por Bruna Telles, para o TechTudo


Andrew “GiantWaffle” Bodine quebrou o recorde mundial de horas transmitidas na Twitch TV no dia 30 de novembro. Bodine transmitiu 572 horas na plataforma, divididas em uma rotina diária de streams de 19 horas ao longo de 30 dias. Antes, a fim de garantir a sua segurança, ele participou de um período de testes e adaptação. Os recordes anteriores eram de Jackson "JayBigs" Bigsby (569 horas), "ItsArmand" (566 horas), Edison Park (541 horas) e "Zizaran" (506 horas).

Entre os jogos transmitidos na maratona estão Red Dead Redemption 2, Luigi's Mansion 3, Escape From Tarkov, Rocket League, Factorio e Rainbow Six: Siege (R6). Bodine também jogou Death Stranding do começo ao fim, levando mais de 30 horas para completar o jogo de Hideo Kojima. Em seu treinamento, ele precisou ajustar o ritmo cardíaco para dormir apenas quatro horas ao dia, enquanto também instalava várias câmeras pela casa para capturar toda a ação. Seus esforços o tornaram o 15º canal mais assistido da Twitch.

Streamer quebrou recorde mundial — Foto: Reprodução/GiantWaffle Streamer quebrou recorde mundial — Foto: Reprodução/GiantWaffle

Streamer quebrou recorde mundial — Foto: Reprodução/GiantWaffle

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Rotinas intensas de streaming já se provaram perigosas no passado. Em 2017, o norte-americano Brian Vigneault morreu após uma maratona de 24 horas de World of Tanks, levantando fundos para caridade. Joe Marino é outro streamer que também carrega as sequelas de transmitir muitas horas. Após passar um ano fazendo streams diárias de 12 horas, Marino disse à BBC News que desenvolveu diabetes do tipo 2. Após a morte de Vigneault, ele publicou um artigo onde alerta dos riscos que a carreira de streamer pode trazer para a saúde.

Bodine admitiu que a rotina diária de 19 horas de streaming não é saudável, mas que ele era consciente do fato. Entretanto, em sua opinião foi um esforço "100% válido", pois impulsionou suas estatísticas ao longo do mês de novembro. Ao final da maratona, Bodine acumulou três milhões de horas assistidas e mais de 10 mil seguidores, números que, segundo ele, são quatro a 10 vezes maiores do que seus números normais.

Mais do TechTudo