Smartwatches

Por Rodrigo Roddick, para o TechTudo


A Apple está sendo acusada de roubar informações comerciais e utilizar invenções indevidamente no Apple Watch. A Masimo e a divisão Cercacor Laboratories Inc. processaram a maçã com a acusação de violações de cerca de 10 patentes que lhes pertencem. As empresas ainda alegam que a fabricante contratou de ex-funcionários da Masimo para ter acesso a informações secretas.

A Masimo é uma empresa pioneira no segmento de tecnologia médica. A companhia é conhecida por projetar dispositivos de oximetria de pulso, ou seja, inovação que permite coletar dados de saúde do paciente com métodos não invasivos.

Apple é acusada de utilizar invenções de maneira indevida — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Apple é acusada de utilizar invenções de maneira indevida — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Apple é acusada de utilizar invenções de maneira indevida — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

As empresas explicaram no documento apresentado ao tribunal que a Apple solicitou uma reunião em 2013 antes do lançamento do Apple Watch original. Segundo o processo, a gigante da tecnologia estava interessada na tecnologia que a Masimo desenvolvia e que poderia utilizá-la em um dispositivo. Na época, a Masimo considerou a reunião bem-sucedida e com fortes chances de ocorrer uma parceria entre as empresas. No entanto, a Apple se afastou e em seguida contratou pessoas que tinham envolvimento com a criação da tecnologia na qual a fabricante havia demonstrado interesse.

"Dado o que parecia ser um esforço direcionado para obter informações e experiência da Masimo e da Cercacor, a Masimo e a Cercacor alertaram a Apple sobre o respeito aos seus direitos", explicaram as duas empresas no processo.

Entre os funcionários contratados pela Apple estava o médico-chefe da Masimo, Michael O’Reilly e Marcelo Lamego, ex-cientista da empresa. A Masimo afirma que Lamego tinha acesso irrestrito às informações confidenciais e que assim que começou a trabalhar na Apple iniciou uma série de pedidos de patentes que incluíam tecnologias desenvolvidas pela Masimo e Cercacor.

Por isso as duas empresas estão reunindo esforços para incluir os engenheiros em sete patentes que atualmente são da Apple. A empresa quer torná-las como propriedades intelectuais conjuntas para ter direito aos royalties.

O processo visa recuperar os custos devidos e também o pagamento pelos danos por violação de patente, roubo de segredos comerciais e honorário judiciais. Além disso, as empresas exigem uma liminar contra o Apple Watch 4 e 5 para bloquear o uso indevido da tecnologia em dispositivos futuros.

Com informações da Bloomberg, Apple Insider, 9To5 Mac e MacRumors

Testamos o Apple Watch, o relógio inteligente da companhia

Testamos o Apple Watch, o relógio inteligente da companhia

Mais do TechTudo