Notebooks

Por Paulo Alves, para o TechTudo


Zenbook Pro é um notebook premium da Asus que promete concorrer diretamente com o MacBook Pro, da Apple. Lançado em junho de 2019, o laptop traz processadores Core i7 ou Core i9 de oitava geração da Intel e se destaca pela presença do ScreenPad, um trackpad que também funciona como display secundário para acessar aplicativos com toque. São duas versões disponíveis para comprar no Brasil: uma com tela de 14 polegadas e preço de R$ 14.999, e outra de 15,6 polegadas que sai a R$ 24.999. Confira a seguir mais detalhes a respeito do produto e saiba se o notebook vale a pena para você.

Zenbook Pro tem tela secundária no trackpad e versões de 14 ou 15,6 polegadas — Foto: Divulgação/Asus

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Ficha técnica:

  • Preço: a partir de R$ 14.999;
  • Processador: Intel Core i7 8565U de 1,8 GHz (quad-core) ou Intel Core i9 8950HK de 2,9 GHz (hexa-core)
  • Sistema operacional: Windows 10 Home;
  • Placa de vídeo: Nvidia GeForce GTX 1050 MaxQ ou GeForce GTX 1050 Ti
  • Tela: 14 polegadas Full HD ou 15,6 polegadas 4K
  • Memória RAM: 16 GB DDR4 2400 MHz
  • Armazenamento: SSD NVMe 512 GB ou 1 TB
  • Portas: Thunderbolt 3, USB-C e USB-A, HDMI, leitor de cartões microSD, entrada auxiliar
  • Cores: azul escuro
  • Peso: 1,6 a 1,88 Kg

Zenbook Pro 14 tem dobradiça que eleva teclado para melhorar digitação — Foto: Divulgação/Asus

Design

Disponíveis apenas na cor azul escuro, os notebooks da linha Zenbook Pro são finos e leves, com peso que fica no meio do caminho entre o MacBook Pro de 13 polegadas e o MacBook Pro de 16”. Ambos trazem bordas finas, certificação militar MIL-STD 810G para maior resistência, além de acabamento metálico liso no Zenbook Pro 14 e aspecto escovado no Zenbook Pro 15.

Na versão menor, há ainda um sistema de dobradiça que aplica um ângulo entre o teclado e a superfície, suspendendo levemente o notebook para deixar a digitação mais ergonômica. Quanto à oferta de portas, ponto positivo para a versão mais robusta: enquanto o modelo de 14 polegadas conta apenas com uma porta USB-C, duas USB-A, uma HDMI e entrada para fone e microfone, o Zenbook Pro de 15,6” conta ainda com uma entrada USB-C compatível com Thunderbolt 3 e um leitor de cartões microSD.

Desempenho

Embora os computadores ainda não tenham chips Intel de décima geração, desempenho não deve ser um problema. O Pro 14 traz Core i7 de oitava geração, 16 GB de RAM e placa dedicada GeForce GTX 1050 Ti, bastante comum em laptops gamer de entrada, além de oferecer bom desempenho para jogadores casuais. O modelo conta ainda com armazenamento em SSD de 512 GB.

Já o Zenbook Pro 15 mantém a quantidade de RAM, mas dobra o armazenamento e melhora o chipset para um Core i9 de 2,9 GHz, capaz de lidar com tarefas complexas como programação em alto desempenho e edição de gráficos 3D. Por outro lado, sua placa de vídeo GTX 1050 MaxQ entrega menos performance para jogos, embora seja suficiente para trabalhos com editores de imagem, por exemplo.

Zenbook Pro tem versões com tela de 14 ou 15,6 polegadas — Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo

Tela

O Zenbook Pro14 traz um display LED de 14 polegadas com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels), visualização em 178° e é compatível com 100% da gama de cores sRGB. Segundo a Asus, o painel tem bordas com 5,2 mm de espessura, resultando em 86% da área total da tampa ocupada pela tela.

As bordas são um pouco maiores no Zenbook Pro 15, que tem tela de 15,6 polegadas ocupando cerca de 83% da superfície interna. O painel exibe imagens na resolução 4K UHD (3840 x 2160 pixels) e traz tecnologia de redução de luz azul para poupar a visão do usuário. Por meio da porta Thunderbolt, o usuário pode conectar o computador em até três monitores 4K ao mesmo tempo.

Bateria

De acordo com a fabricante, a bateria de quatro células do Zenbook Pro 14 pode durar até 12,5 horas. Já a versão de 15,6 polegadas conta com um componente mais avantajado, de oito células, mas que entrega uma autonomia menor: 9,5 horas com carga completa. A Asus não divulga a estimativa de tempo de recarga dos computadores.

ScreenPad do Zenbook Pro permite abrir apps ou estender tela principal — Foto: Anna Kellen Bull / TechTudo

Recursos

O recurso mais chamativo do Zenbook Pro é o ScreenPad, uma tela IPS de 5,5 polegadas com resolução Full HD que aceita comandos por toque e dá acesso a determinados programas do notebook. Por padrão, o display atua como um trackpad, mas um gesto de cima para baixo abre um menu com atalhos para o Office, player de música, calculadora, calendário e teclado numérico, entre outros apps compatíveis. Há ainda o modo Extensão de Tela, que utiliza o pequeno display como um monitor secundário para aumentar a área de trabalho.

Os notebooks trazem ainda câmera com infravermelho para desbloqueio facial do Windows 10 e microfones que captam comandos de voz para acionar as assistentes inteligentes Cortana, da Microsoft, ou Alexa, da Amazon. No Zenbook Pro 15, há ainda um leitor de impressões digitais, que também pode ser utilizado para desbloquear o sistema.

Preço e concorrentes

Os notebooks não mudaram de preço desde que chegaram ao Brasil, em junho de 2019. Tanto na loja da Asus quanto no e-commerce, o Zenbook Pro 14 ainda aparece pelo mesmo valor de R$ 14.999, mas há a opção de pagamento à vista, que abaixa o preço do produto para R$ 13.499. Já o Zenbook Pro 15 continua disponível por R$ 24.999, com desconto de R$ 1.500 para pagamento no boleto.

Os preços estão no mesmo patamar em relação ao que é cobrado pela Apple. O MacBook Pro de 13” varia de R$ 11.999 a R$ 17.799, dependendo da configuração, enquanto o mais novo MacBook Pro de 16 polegadas custa a partir de R$ 21.299, com chip hexa-core, e de R$ 24.599, com CPU octa-core. Já a Dell oferece um melhor custo-benefício no XPS 13 2019: na versão com 16 GB de RAM e tela 4K, o modelo aparece por preços entre R$ 12 mil e R$ 14 mil.

Melhores do Ano TechTudo 2019: conheça os eletrônicos vencedores

Melhores do Ano TechTudo 2019: conheça os eletrônicos vencedores

Notebook da Asus é bom? Dê sua opinião no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo