Celulares

Por Paulo Alves, para o TechTudo


Motorola One Hyper é um celular de ficha técnica intermediária que se destaca pela câmera deslizante e pela tela sem bordas. Lançado em dezembro pela Motorola pelo preço sugerido de R$ 2.499, o smartphone hoje em dia é encontrado no comércio com desconto na faixa de R$ 500. Ele traz câmera frontal localizada em uma gaveta motorizada que desliza para fora na hora de tirar selfies. Ele é membro da mesma linha do One Macro, One Action, One Vision e do One Zoom. Nas linhas a seguir, veja as principais vantagens e desvantagens do telefone e saiba se a compra vale a pena.

Motorola One Hyper: saiba tudo sobre o celular

Motorola One Hyper: saiba tudo sobre o celular

PONTOS POSITIVOS

1. Tela grande e sem bordas

O One Hyper é a primeira aposta da Motorola em um celular com tela sem nenhuma borda. A fabricante adotou solução vista antes em aparelhos como o Mi 9T, da Xiaomi, e o OnePlus 7 Pro: a câmera frontal fica escondida no corpo e só surge quando o usuário abre o aplicativo para tirar fotos ou gravar vídeos. Segundo a empresa, o mecanismo leva menos de um segundo para entrar em ação.

Como resultado, o painel LCD de 6,5 polegadas Full HD (1080 x 2340 pixels) dispensa notch ou câmera dentro da tela, e ainda ocupa quase a totalidade da superfície frontal. A característica beneficia principalmente a visualização de vídeos em tela cheia.

Motorola One Hyper: tela de 6,5 polegadas, resolução Full HD+ e nenhum notch — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Motorola One Hyper: tela de 6,5 polegadas, resolução Full HD+ e nenhum notch — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Motorola One Hyper: tela de 6,5 polegadas, resolução Full HD+ e nenhum notch — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

2. Conjunto de câmeras

Apesar de não ser especializado em fotografia como o One Zoom ou o One Vision, o One Hyper oferece a câmera com maior quantidade de megapixels da linha: são 64 MP no sensor principal e 8 MP na lente ultrawide, ideal para capturar paisagens ou mais pessoas em um único clique.

O aparelho também traz Visão Noturna, assim como o One Vision, para cliques noturnos. Ele não conta com estabilização óptica de imagem como nos outros dois modelos, mas compensa com o sistema Quad Pixel, que une quatro pixels em um para melhorar imagens feitas em locais poucos iluminados.

A câmera deslizante de 32 MP também traz modo noturno e deve agradar a quem gosta de tirar muitas selfies.

Motorola One Hyper traz câmera principal de 64 MP — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Motorola One Hyper traz câmera principal de 64 MP — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Motorola One Hyper traz câmera principal de 64 MP — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

3. Android 10

Primeiro da Motorola com Android 10 de fábrica, o Motorola One Hyper traz mais recursos de segurança e privacidade, como por exemplo o acesso de apps à localização do celular apenas quando estão abertos. O software também traz o novo modo multitarefa “Bubbles” e um modo de atualização em segundo plano que permite obter updates sem precisar reiniciar o aparelho.

Funções exclusivas da Motorola também estão presentes, como os gestos para abrir a câmera, ligar a lanterna e ativar o Não Perturbe. Ao sair de fábrica já com o Android mais recente, o smartphone também tende a contar com vida útil maior do que modelos lançados com o Android 9.

One Hyper roda Android 10 — Foto: Thássius Veloso/TechTudo One Hyper roda Android 10 — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

One Hyper roda Android 10 — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

4. Bateria com recarga muito rápida

A bateria de 4.000 mAh do celular não chega a se destacar em termos de capacidade, mas promete ser uma das mais rápidas na hora de recarregar. O One Hyper vem com um carregador de 45 W que, segundo a Motorola, precisa de apenas 10 minutos para garantir 12 horas de uso. Existem diversos celulares no mercado compatíveis com o mesmo recurso, mas poucos trazem o potente adaptador na caixa.

PONTOS NEGATIVOS

1. Pesado

O celular tem corpo grande e pesado que pode cansar a mão rapidamente. São 210 g, mais do que celulares reconhecidamente robustos como o Galaxy Note 9, com 201 g, e o iPhone 8 Plus, com 202 gramas. A bateria não é tão avantajada e não há proteção contra água e poeira, o que torna o sistema motorizado como a única possível causa pelo peso extra da carcaça. É comum que recursos do tipo impactem nessa especificação: o Galaxy A80, por exemplo, emprega câmera giratória e é ainda mais pesado, com 220 gramas.

Motorola One Hyper pesa 210 g — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Motorola One Hyper pesa 210 g — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Motorola One Hyper pesa 210 g — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

2. Durabilidade questionável

Câmeras motorizadas ainda são recentes no mercado e, por isso, fonte de dúvidas em relação à durabilidade. A Motorola garante que o mecanismo do One Hyper é feito para durar três anos, mas ainda não é possível saber como a estrutura irá se comportar nas mãos dos consumidores. A presença do sistema inteligente que recolhe a câmera ao detectar quedas ajuda, mas não se sabe se ele é capaz de prevenir danos em qualquer tipo de acidente.

No entanto, ainda que a previsão de três anos se confirme, nada garante que a câmera frontal irá funcionar após esse prazo. O usuário, portanto, poderá ter prejuízo na revenda do smartphone.

Não se sabe se sistema motorizado da câmera frontal do Motorola One Hyper tem boa durabilidade — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Não se sabe se sistema motorizado da câmera frontal do Motorola One Hyper tem boa durabilidade — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Não se sabe se sistema motorizado da câmera frontal do Motorola One Hyper tem boa durabilidade — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

3. Hardware intermediário

As especificações de hardware do Motorola One Hyper indicam um bom desempenho para boa parte das tarefas do dia a dia: memória RAM de 4 GB, armazenamento de 128 GB e processador octa-core Snapadragon 675 de até 2,2 GHz. No entanto, seu preço de lançamento de R$ 2.499 já o aproxima de celulares mais poderosos à venda no Brasil, mesmo considerando valores do comércio eletrônico.

O celular é comercializado atualmente por lojas do varejo por até R$ 1.999, valor inferior ao do Mi 9T Pro, que traz câmera motorizada e processador mais poderoso Snapdragon 855. A diferença de preço fica na faixa de R$ 50 em relação ao Galaxy S10E, modelo da Samsung com resistência à água e ficha técnica de ponta.

Ficha técnica do Motorola One Hyper

Especificações Motorola One Hyper
Lançamento Dezembro de 2019
Preço de lançamento R$ 2.499
Preço atual (loja oficial) R$ 2.499
Preço atual (comércio) R$ 1.999
Tela 6,5 polegadas
Resolução de tela 1080 x 2340 pixels (Full HD+)
Processador Snapdragon 675 (8 núcleos de até 2,2 GHz)
Memória RAM 4 GB
Armazenamento 128 GB
Cartão de memória Sim
Câmera traseira 64 e 8 megapixels
Câmera frontal 32 megapixels
Sistema operacional Android 10
Dimensões e peso 161,8 x 76,6 x 8,9 mm; 210 gramas
Cores Azul, vermelho e rosa

Com informações da Motorola

Motorola One Zoom ou Huawei P30 Lite? Compare preço e ficha técnica

Motorola One Zoom ou Huawei P30 Lite? Compare preço e ficha técnica

Mais do TechTudo